sexta-feira, 25 de maio de 2018

A grande reviravolta



Atos 8 a 24: “Em Listra, costumava estar assentado certo homem aleijado, paralítico desde o seu nascimento, o qual jamais pudera andar. Esse homem ouviu falar Paulo, que, fixando nele os olhos e vendo que possuía fé para ser curado, disse-lhe em alta voz: Apruma-te direito sobre os pés! Ele saltou e andava.

Quando as multidões viram o que Paulo fizera, gritaram em língua licaônica, dizendo: Os deuses, em forma de homens, baixaram até nós. A Barnabé chamavam Júpiter, e a Paulo, Mercúrio, porque era este o principal portador da palavra. O sacerdote de Júpiter, cujo templo estava em frente da cidade, trazendo para junto das portas touros e grinaldas, queria sacrificar juntamente com as multidões.

Porém, ouvindo isto, os apóstolos Barnabé e Paulo, rasgando as suas vestes, saltaram para o meio da multidão, clamando: Senhores, por que fazeis isto? Nós também somos homens como vós, sujeitos aos mesmos sentimentos, e vos anunciamos o evangelho para que destas coisas vãs vos convertais ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo o que há neles; o qual, nas gerações passadas, permitiu que todos os povos andassem nos seus próprios caminhos; contudo, não se deixou ficar sem testemunho de si mesmo, fazendo o bem, dando-vos do céu chuvas e estações frutíferas, enchendo o vosso coração de fartura e de alegria.

Dizendo isto, foi ainda com dificuldade que impediram as multidões de lhes oferecerem sacrifícios. Sobrevieram, porém, judeus de Antioquia e Icônio e, instigando as multidões e apedrejando a Paulo, arrastaram-no para fora da cidade, dando-o por morto. Rodeando-o, porém, os discípulos, levantou-se e entrou na cidade. No dia seguinte, partiu, com Barnabé, para Derbe.

E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, e Icônio, e Antioquia, fortalecendo a alma dos discípulos, exortando-os a permanecer firmes na fé; e mostrando que, através de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus. E, promovendo-lhes, em cada igreja, a eleição de presbíteros, depois de orar com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido.”

A mitologia grega imperava naquela local. No centro da cidade, havia um grande templo onde as entidades eram cultuadas. Paulo, acompanhado de Barnabé, estava naquela região e liberou a palavra que curou um paralítico que estava no meio do caminho.

Os homens daquela cidade, impressionados com o milagre, começaram a endeusar Paulo e Silas e a chamá-los de Mercúrio e Júpiter.

Paulo sabia que aquilo era uma armadilha demoníaca e que teria que lutar contra aqueles principados. Ele não caiu naquela cilada e cumpriu, em sua vida, o plano que Deus havia estabelecido.

Por não ter aceitado o sacrifício e as ofertas daquela multidão, ele foi apedrejado e arrastado para fora da cidade, onde foi dado como morto. Mas o inesperado aconteceu!

Quando as perspectivas humanas não existirem e, mesmo quando tudo parecer definitivamente perdido, Deus dá uma grande reviravolta.

Paulo foi dado como morto por apedrejamento, mas o Senhor o levantou, e ele realizou uma grande obra!

Se o inimigo levantou situações para te desestruturar e te destruir, renove suas forças no Senhor, porque Ele vai te justificar e manifestar a glória d´Ele através da sua vida.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.