quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Motivações renovadas, muros reconstruídos!


Neemias 2.17: “Então lhes disse: Bem vedes vós a miséria em que estamos, que Jerusalém está assolada, e que as suas portas têm sido queimadas a fogo; vinde, pois, e reedifiquemos o muro de Jerusalém, e não sejamos mais um opróbrio.”

Em Jerusalém, todos estavam completamente desmotivados e sem nenhuma perspectiva.

Quantas vezes, nós olhamos a situação geral, e o que os nossos olhos contemplam é somente a impossibilidade de que dias melhores virão?

Por isso que, quando Jesus chora sobre a cidade de Jerusalém (Lucas 19.41 a 44), Ele fala sobre a Jerusalém assolada, fala sobre a Jerusalém que mata os seus profetas, que despreza a lei do Senhor e fala sobre a Jerusalém contaminada pelo espírito de desânimo.

O desânimo – a disposição mental contrária à natureza que Deus colocou no homem (Romanos 1) –  pode exatamente se inclinar para o lado do pecado, da prostituição, ou pode se inclinar para o lado da entrega, quando decidimos entregar os pontos, quando não temos mais forças e nada que nos impulsione.

Neemias encontra a situação de um povo completamente assolado. Mas, no seu espírito, ele tinha o envio, o envio para transformar aquele estado de assolação em uma obra inexplicável aos olhos humanos, mas possível para Deus.

Ele, então, se propõe a fazer aquilo que talvez as pessoas jamais poderiam pensar ou imaginar. Ele se propõe a reedificar os muros assolados de Jerusalém. Ele, então, em 52 dias, faz esta obra gloriosa e maravilhosa.

O que eu tenho buscado de Deus, a cada dia, é exatamente o entendimento espiritual daquilo que significava o antes daquele local. O antes era uma cidade sem defesa.

Aqueles muros foram reconstruídos e edificados de uma maneira impressionante e em tempo recorde. Hoje, podemos passar por cima deles e testificar que se tornaram um instrumento de defesa e proteção. Ali, os inimigos eram colocados em uma posição de inferioridade.

Esta história também pode ser aplicada à nossa realidade espiritual. Quando não temos muros espirituais – uma vida de oração, jejum, de meditação na Palavra de Deus –, ficamos indefesos e em uma posição inferior. Este é o objetivo do inimigo: deixar-nos vulneráveis. Por isso que, em Efésios 6, Paulo enfatiza a importância das armas espirituais.

Neemias entendia o quanto o podo de Israel dependia daqueles muros para se sentirem protegidos. Por esse motivo, ele assumiu aquela obra.

Eu tenho certeza de que o trabalho de Cristo em nossas vidas pode também ser comparado ao trabalho de Neemias: o trabalho de reconstruir as nossas defesas, de nos colocar em uma posição de autoridade e em uma posição estratégica contra o inimigo, que nos permite estar verdadeiramente constituídos em cima de uma fortaleza. Por isso que nós estamos assentados com Cristo, acima de potestades, principados e dominadores.

Existem muitos muros que o Senhor quer restaurar em nossas vidas. Hoje, eu gostaria de citar três deles. Acompanhe a seguir:

Muros da vida espiritual:

Quem não tem uma vida espiritual edificada e protegida torna-se frágil e incapaz de chegar à plenitude de sua constituição.

Muros das relações pessoais:

Quando estou desprotegido, minhas relações pessoais são problemáticas, são completamente desgovernadas, não têm uma direção do Espírito Santo de Deus. Eu, então, não consigo manter a liga verdadeira, que é a liga da comunhão. Eu fico sem poder discernir, entender e, consequentemente, faço voos cegos.

Muros para a preservação do futuro:


Quando eu não tenho proteção, eu sou consumido no presente. O muro, além de ser um símbolo de proteção e de preservação, é um legado que deixamos para as próximas gerações. 

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Em Cristo, somos mais que vencedores!


Na noite deste domingo (27) durante o “Culto de Celebração da Família”, realizado no Renascer Hall, Apóstolo Estevam Hernandes trouxe uma palavra restauradora e edificante com base no tema “As Vitórias de Samuel”.

Acompanhe, a seguir, os principais trechos da mensagem ministrada pelo líder da Igreja Renascer em Cristo:

Texto base: Jeremias 27.5

Deus deu ao homem autoridade sobre todas as coisas. O Senhor o criou à sua imagem e semelhança, não o criou para ser um derrotado (Gênesis 1.27 e 28).

Você nasceu para vencer e ser um grande conquistador. Esta é a sua essência!

Após sua rebelião contra Deus, Satanás se tornou um espírito derrotado. Ele sabia que a maior de suas derrotas viria do homem (Gênesis 3.5).

Jesus veio para derrotar Satanás como homem – já que ele havia derrotado o homem no Éden.

A nossa missão também envolve encerrar o ciclo de derrotas e iniciar uma vida de vitórias em Jesus Cristo. Ele tem para nós um tempo de conquistas e de restituição.

A exemplo do que ocorreu com o povo de Israel, em 1 Samuel 7.2 a 3, precisamos entender que a volta ao tempo de vitórias está totalmente ligada aos nossos posicionamentos espirituais de:


1- Arrependimento e quebrantamento (2 Crônicas 7.14)

Quando nos humilhamos e nos arrependemos das nossas falhas e pecados, voltamos à condição original de homem vencedor.

2- Limpar de nossas mentes as derrotas impostas pelo inimigo (Tiago 4.1 a 10 e Filipenses 4.8)

O inimigo sempre tenta manipular nossos pensamentos para nos marcar como derrotados e incapazes. Isso nos faz perder grandes oportunidades, porque ficamos com medo de arriscar, de ousar e de colocar nossas habilidades em prática.

Em vez de assumir a identidade imposta pelo inferno, ocupe sua mente com as possibilidades de vitórias advindas da fé (Filipenses 4.8).

3- Tomar posse da vitória e prosseguir para o alvo (Colossenses 2.13 a 15, 1 Coríntios 15.54 a 58 e Romanos 8.37)

Declare que este ciclo aprisionante de derrotas está encerrando e que, a partir de hoje, um novo tempo se inicia!

Jesus venceu a morte para que tivéssemos vida, e vida em abundância. Ebenézer! Em Cristo, somos mais que vencedores.


Redação iGospel

Fotos: Bruno Bros

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Uma fé que rompe limites



Mateus 9.1 a 8: “Entrando Jesus num barco, passou para o outro lado e foi para a sua própria cidade. E eis que lhe trouxeram um paralítico deitado num leito.

Vendo-lhes a fé, Jesus disse ao paralítico: Tem bom ânimo, filho; estão perdoados os teus pecados. Mas alguns escribas diziam consigo: Este blasfema.

Jesus, porém, conhecendo-lhes os pensamentos, disse: Por que cogitais o mal no vosso coração? Pois qual é mais fácil? Dizer: Estão perdoados os teus pecados, ou dizer: Levanta-te e anda? Ora, para que saibais que o Filho do Homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados – disse, então, ao paralítico: Levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa.

E, levantando-se, partiu para sua casa. Vendo isto, as multidões, possuídas de temor, glorificaram a Deus, que dera tal autoridade aos homens.”.

Ao chegar a Cafarnaum, Jesus de depara com uma multidão. Ali, havia enfermos e pessoas que queriam algum contato com o Mestre. Todos tinham alguma necessidade.

Entre eles, havia um paralítico que, a princípio, não encontrou nenhuma alternativa para chegar ao único que poderia curá-lo.

Para alcançar aquele tão sonhado milagre, ele precisava:

Em primeiro lugar, de superação

O que é superação? É romper limites, ultrapassar obstáculos... É deixar o discurso e começar a agir. É uma “super ação”, é uma “mega ação”!

Qual caminho aquele paralítico encontrou? Não dava para passar pela multidão. Qual alternativa ele tinha? Entrar pelo telhado! Ele, então, chama quatro grandes amigos e explicou seu plano.

O primeiro amigo representa aqueles que estimulam nossa fé;

O segundo amigo representa a determinação;

O terceiro amigo representa a disposição;

O quarto amigo representa a superação.

Aquele homem venceu as impossibilidades, e o plano foi colocado em prática.

Chegou a hora de você romper limites. Chegou a hora de você vencer o desânimo, a murmuração e a depressão.

Não olhe para o momento que você está vivendo. Olhe para as possibilidades. Olhe para o que pode ser feito. Faça das lutas grandes oportunidades! Não busque culpados, busque solução!

Em segundo lugar, do fator surpresa!

Em vários trechos da Bíblia, nós vemos Jesus surpreendido com a fé de algumas pessoas. Ele se surpreendeu com a fé do centurião de Cafarnaum (Lucas 7.1 a 10) e com a fé da mulher siro-fenícia (Mateus 15. 21 a 29), por exemplo.

Tenha atitudes surpreendentes! Saia do lugar comum. Você tem condições pessoais, emocionais e espirituais de ir além.  

Aquele homem superou todas as expectativas. Imagine a cena! Ele desceu do telhado, amparado por cordas, para alcançar seu milagre! Aquele paralítico surpreendeu a todos.

Surpreenda o Senhor com suas ofertas, com o seu quebrantamento, com o desejo do seu coração. Sabe qual será a consequência? Um milagre completo. Além de curar aquele paralítico, Jesus perdoou todos os seus pecados.

O Senhor quer te curar e te libertar. Pegue seu leito e ande! Deixe para trás esta cama de mentiras, de paralisia, de dor, do conformismo, e caminhe em direção ao novo tempo que o Senhor tem para a sua vida.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Chega de mentiras!


João 8.44 a 46: “Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira. Mas, porque eu digo a verdade, não me credes. Quem dentre vós me convence de pecado? Se vos digo a verdade, por que razão não me credes?”

Todos nós sabemos que o mundo espiritual é constituído por luz e trevas. Consequentemente, nas trevas, há a mentira, e, na luz, a verdade. 

O ambiente de Cristo, obviamente, é um ambiente de luz. Ali, habita a verdade. A verdade é uma grande arma que o Senhor deixou para nós, porque, ao mesmo tempo em que ela mantém nossos pés no chão, é libertadora.  

A passagem que inicia nosso estudo mostra o momento em que Jesus deixa um alerta aos fariseus – aqueles que, simplesmente, não acreditavam que Cristo era o Filho de Deus e o confrontavam. 

Quando colocamos nossas vidas em uma rede de mentiras, assim como aqueles fariseus fizeram, automaticamente, assumimos uma paternidade demoníaca, ou seja, deixamos de estar no ambiente da luz.  

Tome cuidado! Se você não se consertar, esta mentira pode te levar para uma grande destruição. Assuma, a partir de hoje, novos comportamentos. Deixe que o Senhor estabeleça o império da verdade em sua vida.  

Hoje, eu quero deixar um alerta sobre três tipos de mentiras que o inimigo usa para nos aprisionar: 

1ª As calúnias e difamações

O melhor que podemos fazer á ignorá-las. Parece até uma missão impossível, não é mesmo? Mas você não pode deixar nada te abalar! É isso que o inimigo quer. Ele quer tirar o seu chão!  

Seja forte, determinado. Porque, quando deixamos a insegurança nos dominar, automaticamente, deixamos aquelas mentiras martelarem na nossa mente e a assumimos como verdade.  

Se você está andando na luz, se você é honesto, trabalhador, dedicado, zeloso e fiel, não importa o que falam de você! Não deixe nada te ofuscar. Entregue esta situação para quem resolve. O Senhor é o seu advogado, e a justiça d’Ele não falha.  

Isaías 54.17: “Toda arma forjada contra ti não prosperará; toda língua que ousar contra ti em juízo, tu a condenarás; esta é a herança dos servos do Senhor e o seu direito que de mim procede, diz o Senhor.”.

Deus é poderoso para te justificar. Ele traz à luz todas as coisas.  

Lucas 12.2: “Nada há encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser conhecido.”. 

2ª As mentiras que são fruto de situações manipuladas pelo teu medo

Muitas vezes, você tem atitudes e reações que não condizem com a sua realidade.  

Muitas pessoas mentem por medo de ferir alguém, por medo de despertar uma reação negativa. Mas isso é uma grande ilusão. A verdade sempre será soberana. Ela sempre se manifestará, e sempre será o melhor caminho. 

Provérbios 11.5: “A justiça do sincero endireitará o seu caminho, mas o perverso pela sua falsidade cairá.”. 

Efésios 4.25: “Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.”. 

A nossa baixa autoestima

Muitas vezes, você se enxerga e se define da pior maneira possível.  

Em Isaías 55, está escrito que os pensamentos de Deus ao nosso respeito são mais altos que os nossos. Mas, dominado pela insegurança, você acaba assumindo uma condição inferior: “Eu não posso!”, “Eu não consigo!”, “Isso não é para mim!”. Essas mentiras acabam se tornando traços da sua personalidade.  

Provérbios 23.7: “Porque, como imagina em sua alma, assim ele é.”.


Liberte-se e assuma sua condição se filho de Deus. Nele, você é mais que vencedor. 

João 8.32: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.”. 

Eu quero terminar este estudo, deixando uma mensagem para você, que está afastado dos caminhos do Senhor. 

Você está vivendo uma mentira. Você não nasceu para isso! Você não foi criado e projetado para viver dessa maneira. Você não foi criado para ser triste, depressivo, amargurado e sem esperança. Você não é filho das trevas! Você é filho do Deus vivo.  

Ele te ama e quer de dar uma nova oportunidade. Ele quer te curar, sarar suas feridas e te colocar em um caminho de paz.  

João 14.6: “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”. 

1 João 1.7: “Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.”. 

Saia do reino das trevas e venha para o reino da luz! Volte para a Casa do Pai!

sábado, 19 de agosto de 2017

A igreja precisa ser cheia do Espírito Santo!


Na manhã desta sexta-feira (18), a Confederação das Igrejas Evangélicas Apostólicas do Brasil (CIEAB) promoveu o Café da Unidade na Expo Cristã.

O evento reuniu autoridades políticas, artistas do meio gospel, pastores, bispos, apóstolos e representantes de diversas denominações no auditório do Expo Center Norte, centro de convenções localizado na zona norte da capital paulista.

Depois a oração de abertura, todos louvaram ao som do Renascer Praise, Marcelo Aguiar e Preto no Branco.




Na sequência, com base na passagem bíblica de Atos 2, Apóstolo Estevam Hernandes, presidente da CIEAB e da Marcha para Jesus no Brasil, trouxe uma mensagem encorajadora e restauradora ao público presente, destacando a essência da igreja apostólica e as consequências do esfriamento espiritual.

"As lutas, desafios, decepções e traições fazem com que a chama do Espírito Santo, muitas vezes, se enfraqueça dentro de nós. Paulo já nos havia orientado: 'Não extingais o espírito!'. O que pode nos levar a extinguir o Espírito Santo? Buscar apenas nossos próprios interesses e só focamos em questões materiais", afirmou.

"Muitos líderes e pastores são levados por bandeiras políticas que não vão resolver a vida espiritual da igreja. A falta de amor, de perdão e de tolerância tem tornado as igrejas um ambiente frio. Obviamente, as questões sociais e políticas são importantes, mas a nossa prioridade precisar ser o reino de Deus. A nossa vida não é um projeto profissional, é um projeto espiritual. A nossa missão é salvar vidas", acrescentou.
  
"Quando sua vida é formada no Espírito Santo, ela é marcada por superações. A Igreja Apostólica nasceu debaixo do mover do Espírito Santo. A igreja precisa ser cheia do Espírito Santo. Nós temos que manter a chama acesa para que Jesus, através de nós, continue curando, libertando, salvando, batizando e manifestando Sua gloria", conscientizou.

"Há um segredo para se manter inabalável espiritualmente: manter a chama viva dentro de você. Em Lucas 3.16, vemos que Jesus veio para trazer o batismo do fogo! Quando os profetas de Baal se levantam, Deus responde com o fogo!'. Quando a chama está acesa, nada pode nos impedir", reforçou.


Para finalizar, ele deixou três conselhos. Acompanhe a seguir:

1- Deixe este mover do Espírito Santo arder dentro de você;

2- Deixe este mover do Espírito Santo te impulsionar para uma nova jornada;

3-Deixe que este fogo do Espírito Santo te purifique e te restaure.


"O mundo não precisa se discursos políticos, mas do mover do Espírito Santo, trazendo cura, libertação e transformação!", concluiu.
  
No encerramento da reunião, houve a celebração da santa ceia, e um grande clamor foi levantado em prol do Brasil.


Redação iGospel

Fotos: Karin Marcitello

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Ser livre é uma questão de escolha!


Marcos 10.17 a 27: “E, pondo-se Jesus a caminho, correu um homem ao seu encontro e, ajoelhando-se, perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, não defraudarás ninguém, honra a teu pai e tua mãe.

Então, ele respondeu: Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude. E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me. Ele, porém, contrariado com esta palavra, retirou-se triste, porque era dono de muitas propriedades. Então, Jesus, olhando ao redor, disse aos seus discípulos: Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas!

Os discípulos estranharam estas palavras; mas Jesus insistiu em dizer-lhes: Filhos, quão difícil é [para os que confiam nas riquezas] entrar no reino de Deus! É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus. Eles ficaram sobremodo maravilhados, dizendo entre si: Então, quem pode ser salvo? Jesus, porém, fitando neles o olhar, disse: Para os homens é impossível; contudo, não para Deus, porque para Deus tudo é possível.”

Queridos, eu estava meditando nesta Palavra, e gostaria de repartir rapidamente alguns princípios com vocês.

As atitudes daquele moço eram mentirosas, eram hipócritas, porque ele era um religioso. Suas práticas eram contraditórias aos seus discursos. Ele observava todos os mandamentos, mas não amava o próximo.

Ao se aproximar de Jesus, ele estava esperando ser prestigiado. Para aquele jovem rico, andar com Jesus, ser íntimo de Jesus, era mais uma questão de status, do que ter experiências fortes com Deus. Então, ele vem com aquele discurso: “Jesus, o que eu preciso fazer para Te seguir? Eu quero Te seguir!”.

Na verdade, aquele jovem não estava preparado para andar com Jesus. Para seguir a Cristo era necessário:

Em primeiro lugar: pagar um preço.

Ele precisava “nascer de novo”. Nascimento gera dores. Jesus tinha uma nova jornada para aquele jovem. Mas ele já estava satisfeito com sua vida.

João 3: 6 “O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito.”

Tome cuidado! Porque, muitas vezes, você tem um discurso, mas, no fundo, você está conformado em viver cheio de deformações. Da sua boca, sai: “Eu quero ser transformado!”, mas, do seu coração, sai: “Eu não preciso ser transformado. Deixe tudo como está!”. Isso se chama arrogância.

Aquele moço era prepotente: “Eu sou rico, milionário! Por que eu vou abrir mão de tudo o que eu tenho para encarar essa jornada?”.

O coração dele não estava em Jesus, mas nas riquezas. Ele não percebeu que Jesus foi assertivo e queria libertá-lo daquilo que o prendia.

Há determinadas áreas de sua vida, que você precisa pagar um preço pela libertação.

A amarração daquele jovem eram os seus bens. Qual é a sua amarração? O que tem te impedido de ter uma vida plena com Cristo? Deixe essas amarrações para trás! Siga aquele que pode te libertar!

Em segundo lugar: tomar uma decisão

Aquele jovem tomou a pior decisão de sua vida. É uma decisão que, infelizmente, muita gente toma!

Ele se sentiu contrariado: “Como assim? Eu vou dar tudo o que tenho aos pobres? De jeito nenhum!”.

A contrariedade dele foi a demonstração de sua dependência. Ele não dependia de Deus, mas de suas riquezas.

Jesus estava provando o coração daquele jovem. É claro que Jesus não queria o dinheiro dele, muito menos os bens. Jesus queria que ele fosse liberto!

É exatamente isso que eu quero te ministrar! Existem áreas que você precisa de libertação. Você precisa tomar uma decisão: abrir mão de determinadas situações para ser livre, ou viver como um escravo.

Naquele momento em que Jesus contrariou aquele jovem, tudo mudou. De repente, ele não tinha mais vontade de segui-Lo.

Jesus disse que é difícil um rico entrar no Reino dos Céus, mas Ele não estava se referindo só às riquezas materiais, mas àquilo que a gente prioriza. Afinal, onde está o nosso tesouro também estará o nosso coração. 

Você dá importância às baladas, à prostituição, à loucura, às drogas, à sujeira... É nisso que está o seu coração?

Hoje, o Espírito Santo está te dizendo: “Tome a decisão certa!”. Qual é a decisão certa? Faça o que Jesus determinou! Abandone todas as suas riquezas, abandone os valores que estão te escravizando, abandone as drogas, abandone o vício, abandone os relacionamentos errados, abandone a promiscuidade, abandone a traição... Depois de abandonar tudo o que te deformava, siga Jesus Cristo.

Imagine como teria sido a realidade daquele jovem se ele tivesse tomado a decisão correta! Ele teria uma vida abundante e receberia o privilégio de ser um discípulo de Jesus, uma posição que dinheiro nenhum compra!

Eu quero terminar a Palavra do Dia falando com você que tem tomado decisões erradas! Se você abandonou os caminhos do Senhor e embarcou em uma vida sem propósitos, volte! Jesus te chama para a liberdade! Ele tem pra você a salvação eterna!

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

A restituição de Samuel

Os pais foram especialmente homenageados neste domingo, 13 de agosto, Dia dos Pais, em todos os cultos de Celebração da Família realizados nas igrejas Renascer em Cristo. No Renascer Hall, os ministérios apresentaram números de dança e música.


Durante a reunião, Apóstolo Estevam Hernandes recebeu mensagens de carinho dos filhos e netos. Em um vídeo apresentado no telão da sede internacional da Renascer, ele foi surpreendido com lindas e emocionantes declarações.


“Eu fui grandemente abençoado no dia em que Deus me deu o privilégio de conviver com você, ser sua filha e ser escolhida para desfrutar de toda a bênção que é ter um pai como o senhor, um pai que é um servo de Deus; um pai que nunca permitiu que as contendas e as discórdias entrassem em nossa casa; um pai que foi sempre um muro ao nosso redor; um pai que, nos momentos em que eu estava perdida, sempre foi o meu farol; um pai que sempre incutiu dentro de mim o amor a Deus acima de todas as coisas e um pai que me ensinou o caminho do altar”, afirmou Bispa Fernanda Hernandes, que também mostrou uma carta escrita pelo Bispo Tid Hernandes em 2004 (clique aqui e veja).


Para encerrar, Clóvis Pinho apresentou a música “Amor de Pai” (clique aqui e veja). “O verdadeiro pai é aquele que se entrega e se doa, isso nós aprendemos com o nosso Deus. Ele é o Pai das luzes! Eu me considero um homem abençoado e privilegiado por viver estes momentos maravilhosos e saber que pelos frutos somos conhecidos!”, agradeceu o Apóstolo Estevam, pai de muitos pais.

Na sequência, ele leu a passagem bíblica de 1 Samuel 7.1 a 14 e trouxe uma mensagem restauradora com base no tema “A Restituição de Samuel”.

“Samuel foi um grande profeta, sacerdote e o último juiz de Israel. Toda a caminhada dele representa foi marcada por um grande mover restituição. A restituição espiritual é resultado das promessas do Senhor, e essas promessas – que também estão sobre nós – são vivas e imutáveis”, declarou.

Ele afirmou que, no Senhor, nós:


1- Vivemos a restituição da vida espiritual (Lucas 18.8 e Hebreus 10.20)

“Cristo foi a restituição do nosso relacionamento com Deus, quando inaugurou o tempo da graça. Agora, o nosso acesso a Ele é direto. Ele também promoveu a restituição da salvação”, declarou.

2- A restituição dos anos perdidos pelo roubo do pecado (Joel 2.25)

“Depois de quase 40 anos de sucessivas derrotas e perdas para os filisteus, chegou o dia do Ebenézer , ou seja, o dia da restituição”, destacou.

3- O resgate dos nossos direitos, com a restituição do que perdemos na crise (2 Reis 8.1 e 6 e Gálatas 3.13)

“Os que honram ao Senhor vivem a restituição e o retorno de tudo que foi tirado no período da crise. Cristo nos restituiu a condição de benditos”, explicou.



Redação iGospel

Fotos: Fellipe Pupo 

sábado, 12 de agosto de 2017

Uma aliança em Deus é uma aliança eterna!


No segundo período do Encontro de Casais +QV, realizado neste sábado (12) na Renascer Arena, antigo Ginásio da Portuguesa, Apóstolo Estevam Hernandes deixou três conselhos aos casais presentes. Acompanhe abaixo:

1- Faça do seu casamento um relacionamento de propósitos para Deus;

2- Orem mais e juntos;

3- Façam obras de caridade.

Na sequência, ele leu a passagem bíblica de João 2.1 a 11, trecho que narra o milagre de transformação da água em vinho realizado por Jesus Cristo durante uma festa de casamento em Caná da Galileia, e ministrou com base no tema “A Transformação para o Casamento dos Sonhos”.

“O primeiro milagre que Jesus Cristo realizou foi em um casamento. Ele poderia ter escolhido qualquer outra situação ou ambiente, mas Ele, profeticamente, iniciou suas obras de milagres em um casamento que possuía algumas características das relações atuais que, infelizmente, estão fadadas a não darem certo pelos erros do início”, afirmou.

“As talhas que estavam vazias naquela festa de casamento representam os relacionamentos que são vazios espiritualmente, ou seja, aqueles que vivem de aparências. Para a realização daquele milagre, Jesus pediu que as talhas fossem preenchidas de água. A água representa o mover do Espírito Santo”, conscientizou.

O líder da igreja explicou que as talhas mencionadas no Evangelho de João representam características que são fundamentais para um relacionamento bem-sucedido. Veja, a seguir, quais são elas:

1- Tolerância

“O amor tudo suporta!”, relembrou.

2- Lealdade

“Sem respeito, no há amor!”, disse.

3- Fidelidade

“Quando eu amo verdadeiramente, não existe a possibilidade de haver outros caminhos ou pensamentos”, destacou.

4- Concordância

“O quanto seu marido faz parte de tudo o que você é? O quanto sua esposa faz parte dos seus planos?”, questionou.

5- Amizade

“A minha melhor amiga é a Bispa Sonia. Eu conto tudo para ela! Amigo é aquele que alerta, tem ouvidos, é presente, é companheiro! O princípio da amizade é a doação!”, declarou.  

6- Amor (1 Coríntios 13.4 a 8 e Colossenses 3.14)

“O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta e jamais acaba! O amor é a expressão máxima de entrega”, relembrou.


Para finalizar, ele citou três atitudes essenciais para este processo de transformação da água para o vinho no casamento. Veja a seguir:

1- Trilhar o caminho da confissão (Tiago 5.16, 1 João 1.9 e Provérbios 28.13)

“Entre um casal, não há segredos!”, afirmou.

2- Ativar o casamento espiritual (1 Tessalonicenses 5.23)

“No casamento, dois se tornam um espiritualmente! Uma aliança em Deus é uma aliança eterna!”, declarou.  

3- Viver a felicidade de Deus (Eclesiastes 9.9 e Isaías 61.1)

“Aproveite ao máximo a vida ao lado de quem você ama”, concluiu.


Redação iGospel

Fotos: Karin Marcitello e Sarah Brito

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Não entregue os pontos, Deus tem planos superiores!


Nesta quinta-feira (10), a Renascer em Cristo iniciou o Jejum das Conquistas de Samuel.

O culto realizado no Renascer Hall, sede internacional do ministério, foi transmitido para todo o país, pela Rede Gospel de Televisão e da Rádio Gospel FM, e para os quatro cantos do mundo, por meio do canal oficial da igreja no YouTube.

Depois do louvor do Renascer Praise, Apóstolo Estevam Hernandes leu as passagem bíblica de Josué 8.1 a 20 e trouxe uma mensagem encorajadora.

“Josué havia sofrido uma grande derrota em Ai, isso mexeu com a sua fé e o deixou abatido”, introduziu.

“Existem derrotas em nossas vidas que nos deixam desnorteados, é como se fosse o fim da linha, porque fomos pegos de surpresas e sofremos muitas perdas”, acrescentou.

“Mas Deus mostrou a Josué que ainda havia muito a ser conquistado naquela terra e que era necessário que ele renovasse suas forças e sua disposição interior. Independente das lutas que enfrentamos no passado, o Senhor sempre tem planos superiores e uma poderosa restituição. Não entregue os pontos, porque o melhor d´Ele ainda está por vir”, conscientizou.

Na sequência, o líder da Igreja Renascer em Cristo citou os posicionamentos que foram fundamentais para que Josué reassumisse sua condição de conquistador. Acompanhe a seguir:


1- Em vez de ficar prostrado, posicionou-se espiritualmente (Josué 7.10 e 11 e Hebreus 12.14 a 17)

“Deus mostrou a Josué que, no meio do povo, havia contaminação por causa do pecado. A vitória deles dependia de sua santificação diante do Senhor”, explicou. 

2- Não desistiu da conquista (Josué 1.8 e Hebreus 10.35 a 39)

“Deus não os mandou desistir! Mandou-os voltar, mas de maneira diferente: em santidade e com autoridade!”, enfatizou.

3- Levantou a espada do espírito (Efésios 6.17 e Hebreus 4.12)

“Josué estava debaixo de o envio e de uma palavra profética. Desta vez, a vitória já estava garantida!”, disse.

Para finalizar, o Apóstolo aconselhou:

1- Santifique-se e busque forças no Senhor para você vencer definitivamente o que já te derrotou;

2- Confie naquele que te enviou (Hebreus 10.23);

3- Levante a espada e exerça sua autoridade em Cristo (Mateus 10.34 a 36).

“Precisamos sempre vigiar e orar, porque estamos em uma constante guerra espiritual”, alertou. “A espada é a Palavra de Deus, aquela que estremece o inferno e nos conduz em triunfo. No Senhor e debaixo de Sua palavra, vamos vencer o que nunca foi vencido”, concluiu.


Redação iGospel

Fotos: Fellipe Pupo

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Em Cristo, somos livres!


Nesta quarta-feira (09), o Renascer Hall foi impactado pelo mover apostólico durante a “Noite de Poder”.

Com transmissão ao vivo através da Rede Gospel de Televisão, o culto foi ministrado pelo Apóstolo Estevam Hernandes, que deu continuidade à campanha dos “7 Espíritos de Deus”.

Ela leu as passagens bíblicas de 2 Reis 2.19 a 22 e João 11.25 e deu continuidade à campanha dos “7 Espíritos de Deus”.

Ele leu como referência o texto bíblico de Mateus 11.28 a 30, que narra o momento em que Jesus afirma: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.”.

“Nesta passagem, Jesus trata uma questão espiritual muito profunda. Existem muitos fardos – impostos pelo inimigo ou por nós mesmos – que nos impedem de avançar. O Senhor Jesus veio para nos libertar de todos eles. Em Cristo, somos livres”, explicou o líder da Igreja Renascer em Cristo.

Na sequência, ele citou três fardos que precisamos abandonar, se quisermos ter uma vida abundante em Jesus. Veja, a seguir, quais são eles:


1- Fardo do medo (1 João 4.18)

2- Fardo da solidão (Mateus 28.20 e Êxodo 33.15 e 16)

3- Fardo da ansiedade (Mateus 6.25 e 1 Pedro 5.7)

Clique aqui e acompanhe a ministração completa.


Redação iGospel

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Os ensinamentos de Isaías 55


“Ah! Todos vós, os que tendes sede, vinde às águas; e vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite. Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão, e o vosso suor, naquilo que não satisfaz? Ouvi-me atentamente, comei o que é bom e vos deleitareis com finos manjares. Inclinai os ouvidos e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá; porque convosco farei uma aliança perpétua, que consiste nas fiéis misericórdias prometidas a Davi.



Eis que eu o dei por testemunho aos povos, como príncipe e governador dos povos. Eis que chamarás a uma nação que não conheces, e uma nação que nunca te conheceu correrá para junto de ti, por amor do Senhor, teu Deus, e do Santo de Israel, porque este te glorificou. Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.  Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar.


Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor, porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos. Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar, para dar semente ao semeador e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei.


Saireis com alegria e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cânticos diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas. Em lugar do espinheiro, crescerá o cipreste, e em lugar da sarça crescerá a murta; e será isto glória para o Senhor e memorial eterno, que jamais será extinto.”.


Nesta passagem, existem muitos ensinamentos. Mas, hoje, eu gostaria de destacar alguns:


1º Deus tem para nós o que o dinheiro não pode comprar

Existem valores no mundo espiritual que não se conquistam com dinheiro. Obviamente, Deus recebe nossos dízimos e ofertas. Afinal, a nossa aliança de amor mantém as portas da igreja abertas e dá apoio aos necessitados.

Mas os dons são adquiridos com uma vida de santidade na presença d’Ele. Isso ocorre quando você faz a opção de viver no centro da vontade do Senhor.

Ao renunciar o mundo, você é separado para receber coisas superiores. Você quer mais de Deus? Mergulhe. Aquilo que o dinheiro não pode comprar é o que Ele tem preparado para você!

2º Deus quer estabelecer uma aliança com você

Esta Palavra é tão forte e poderosa, que, quando ela cresce no nosso interior, nos dá capacidade e entendimento.

Deus está propondo para nós a aliança de Davi. Quando esta aliança foi estabelecida, o Senhor disse a ele: “Nunca faltará um herdeiro teu no trono de Israel! Eu te farei um grande rei, eu te farei um grande príncipe, você será governador de povos!”.

Esta aliança de Davi é a aliança de Jesus Cristo, é a aliança do príncipe, do vencedor! Deus está te propondo uma aliança firmada em promessas. Você precisa se apossar de cada uma delas! Como? Assumindo a posição de filho de Deus! Não se sinta mais incapaz e indigno. O Senhor te escolheu.

Em 2 Samuel 8, está escrito que, aonde Davi ia, Deus lhe dava vitórias. É esta condição que Ele tem para você! Caminhe em santidade, que a vitória será garantida! A aliança do príncipe é uma aliança de prosperidade, proteção e segurança.

3º Deus tem muitos planos para a tua vida

Nesta passagem, o Senhor fala: “Os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos!”.

Talvez, você já tenha começado o dia, achando que tudo vai dar errado, que, para você, é o fim da linha. Talvez, o negativismo tenha tomado conta dos seus pensamentos e atitudes. Mas, a partir de hoje, você vai fazer da Palavra de Deus a sua verdade!

Ele tem para você um novo e excelente caminho! Haverá bom futuro, e a sua esperança, no Senhor, não será frustrada.

Levante-se para viver as promessas de Isaías 55: “Saireis com alegria e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cânticos diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas. Em lugar do espinheiro, crescerá o cipreste, e em lugar da sarça crescerá a murta; e será isto glória para o Senhor e memorial eterno, que jamais será extinto.”.