sexta-feira, 30 de junho de 2017

Deus não mudou!


Hebreus 6.13 a 20: “Pois, quando Deus fez a promessa a Abraão, visto que não tinha ninguém superior por quem jurar, jurou por si mesmo, dizendo: Certamente, te abençoarei e te multiplicarei. E assim, depois de esperar com paciência, obteve Abraão a promessa. Pois os homens juram pelo que lhes é superior, e o juramento, servindo de garantia, para eles, é o fim de toda contenda.

Por isso, Deus, quando quis mostrar mais firmemente aos herdeiros da promessa a imutabilidade do seu propósito, se interpôs com juramento, para que, mediante duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, forte alento tenhamos nós que já corremos para o refúgio, a fim de lançar mão da esperança proposta; a qual temos por âncora da alma, segura e firme e que penetra além do véu, onde Jesus, como precursor, entrou por nós, tendo-se tornado sumo sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque.”

Um dos maiores erros que podemos cometer é nos compararmos ao Senhor, ou seja, quando achamos que Ele terá as mesmas reações que qualquer ser humano teria!

Os homens, querido internauta, mudam. Hoje, eles amam. Amanhã, odeiam. Hoje, eles prometem. Amanhã, eles esquecem... Hoje, querem pagar um preço pelo casamento. No dia seguinte, agem como se fossem solteiros...

Mas Deus não muda! Nele, não há sombra de variação. Ele jurou por Si mesmo que iria cumprir Suas promessas!

Os homens mentem! Mas Deus, não! Jesus Cristo é o Pai das Luzes! Quem anda na luz, nunca será enganado!


Quando a tempestade vier, quando tudo parece estar perdido, lembre-se destas três palavras: “Deus não muda!” . 

Os planos d’Ele para a sua vida são superiores e soberanos! 

Malaquias 3.6: “Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.” 

quinta-feira, 29 de junho de 2017

É tempo de romper limites!


Nesta quarta-feira (28), o Renascer Hall foi impactado pelo mover apostólico durante a “Noite de Poder”.

Com transmissão ao vivo através da Rede Gospel de Televisão, o culto foi ministrado pelo Apóstolo Estevam Hernandes, que deu continuidade à campanha “Os Sete Pontos das Vitórias de Jesus”.

“Jesus tinha sua base espiritual em Cafarnaum, onde Ele sempre reunia multidões. Ali, também havia um paralítico que ficou conhecido pela grandiosidade se sua fé. No coração dele, havia um único objetivo: ficar frente a frente com Jesus! Ele não se colocou na condição de coitado e incapacitado”, afirmou após ler Marcos 2.1 a 12, trecho que narra a cura do paralítico, um dos milagres que marcaram o ministério de Jesus.

“Qual caminho aquele paralítico encontrou? Como não dava para passar pela multidão, qual alternativa ele tinha? Entrar pelo telhado! Para tal missão, ele contou com o apoio de quatro homens, que simbolizavam os caminhos que nos levam a romper limites”, acrescentou.

“Enquanto Jesus ministrava, desce uma cama do teto, deixando todos impressionados com tamanha fé e determinação. Ao olhar o paralítico, Jesus perdoa seus pecados e o cura. Nunca desista dos seus objetivos. Sempre haverá um caminho”, conscientizou.

Na sequência, o líder da Igreja Renascer destacou quatro pontos fundamentais. Acompanhe abaixo:


1- Não podemos, nunca, nos entregar a sentimentos que nos levam a acreditar que está tudo acabado (João 11.20 e 21);

2- Para romper limites, precisamos encontrar diferentes caminhos; precisamos sair da zona de conforto (Isaías 35.8 e 9);

3- As barreiras existem para serem superadas e ultrapassadas, e não para ficarmos lamentado do outro lado (2 Reis 6.5);

4- Não podemos avaliar o fracasso como a única alternativa (Neemias 2.20).

“É tempo de romper limites!”, concluiu.


Redação iGospel

Fotos: Sarah Brito

quarta-feira, 28 de junho de 2017

O amor nos faz romper limites


Lucas 10.25 a 37: “E eis que certo homem, intérprete da Lei, se levantou com o intuito de pôr Jesus à prova e disse-lhe: Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Então, Jesus lhe perguntou: Que está escrito na Lei? Como interpretas? A isto ele respondeu: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.

Então, Jesus lhe disse: Respondeste corretamente; faze isto e viverás. Ele, porém, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: Quem é o meu próximo? Jesus prosseguiu, dizendo: Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e veio a cair em mãos de salteadores, os quais, depois de tudo lhe roubarem e lhe causarem muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o semimorto.

Casualmente, descia um sacerdote por aquele mesmo caminho e, vendo-o, passou de largo. Semelhantemente, um levita descia por aquele lugar e, vendo-o, também passou de largo. Certo samaritano, que seguia o seu caminho, passou-lhe perto e, vendo-o, compadeceu-se dele. E, chegando-se, pensou-lhe os ferimentos, aplicando-lhes óleo e vinho; e, colocando-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e tratou dele.

No dia seguinte, tirou dois denários e os entregou ao hospedeiro, dizendo: Cuida deste homem, e, se alguma coisa gastares a mais, eu to indenizarei quando voltar. Qual destes três te parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos salteadores? Respondeu-lhe o intérprete da Lei: O que usou de misericórdia para com ele. Então, lhe disse: Vai e procede tu de igual modo.”

Jesus estava explicando àquele doutor da lei, que queria a todo o custo colocá-lo à prova, uma das leis bíblicas mais conhecidas: amar o próximo como a ti mesmo.

Amar o próximo, querido internauta, é amar sem distinção! É amar independente da raça, idade, condição social e religião....

Só que, infelizmente, entre os cristãos – aqueles que deveriam seguir à risca os ensinamentos de Jesus – existe muito partidarismo.

O discurso é lindo: “Eu quero ser um pastor! Eu quero ser um homem de Deus! Eu quero levar a mensagem do evangelho.”. Mas o coração está divido pelos interesses carnais. A realidade é: “Eu trato as pessoas de acordo com o que me convém!”. Será que isso é evangelho? Será que isso é cristianismo? Com certeza, não!

A vontade de Deus é a prática do amor, que tudo crê, tudo espera, tudo suporta.... é um amor puro, genuíno, ou seja, sem preconceitos... O amor está acima de tudo é o verdadeiro vínculo da perfeição. Ele nos faz romper limites e superar qualquer dificuldade! 

Para mostrar a grandiosidade e a intensidade do amor que devemos sentir pelas pessoas, independente do seu grau de aproximação, ele conta àquele doutor da lei a parábola que eu acredito que seja a mais conhecida.

Ele conta a história de um homem que, no caminho de Jericó para Jerusalém, foi assaltado, espancado e largado no meio da estrada.

No decorrer do dia, três homens passaram por ele. O primeiro era um levita, aquele que ministrava os louvores no templo. O que ele fez? Simplesmente, ignorou o sofrimento daquele homem que estava à beira da morte e com uma hemorragia muito séria. O segundo homem – um sacerdote, conhecedor das Escrituras – teve a mesma atitude.

Sabe, querido leitor, existem situações na nossa vida em que nos sentimos abandonados e sem esperança. Somos discriminados e julgados indevidamente. Só que, por meio daquela parábola, Jesus mostrou que sempre existirá um caminho e que o amor pode curar e transformar qualquer situação.

Há esperança! Como? Por meio daquele que veio buscar e salvar o que estava perdido.

Quando aquele homem estava cansado, sem esperança e quase morto pela crueldade da religiosidade, surge o bom samaritano. Quem é o nosso bom samaritano? Jesus Cristo!

Ele para tudo o que está fazendo, cura as feridas daquele homem com o óleo – que representa a presença do Espírito Santo –, o leva à hospedeira – que representa a Casa de Deus –, paga um preço para que ele seja acolhido – assim como Jesus Cristo pagou um preço por nós na cruz do calvário – e se responsabiliza por ele.

O amor verdadeiro, querido leitor, envolve responsabilidade, cuidado, dedicação e uma entrega. Aquele rapaz, que estava à beira da estrada, foi resgatado, curado e restituído pelo amor de um completo estranho, que vivia muito mais a essência da Palavra de Deus do que aqueles religiosos que sabiam as Escrituras de cor.

Depois de contar aquela parábola, O Senhor Jesus pergunta ao doutor da lei: “Quem praticou o verdadeiro o amor?”.

Isso é muito profundo! Não podemos nos esquecer de que a base do evangelho é o amor e não discursos vazios. A nossas atitudes sempre, sempre, sempre, revelam nossas verdadeiras motivações e nossa essência!

Que você, a partir de hoje, busque ser como o bom samaritano. E, se você está como aquele homem que foi humilhado e abandonado, eu tenho uma palavra: Jesus Cristo veio para te salvar de tudo isso! Ele veio para te resgatar, estancar suas feridas e te enviar para um novo tempo!


Que, hoje, onde quer que você esteja, você seja invadido e agasalhado por este amor!

terça-feira, 27 de junho de 2017

A semente da traição


Mateus 27.3: “Então, Judas, o que o traiu, vendo que Jesus fora condenado, tocado de remorso, devolveu as trinta moedas de prata aos principais sacerdotes e aos anciãos, dizendo: Pequei, traindo sangue inocente. Eles, porém, responderam: Que nos importa? Isso é contigo. Então, Judas, atirando para o santuário as moedas de prata, retirou-se e foi enforcar-se.

E os principais sacerdotes, tomando as moedas, disseram: Não é lícito deitá-las no cofre das ofertas, porque é preço de sangue. E, tendo deliberado, compraram com elas o campo do oleiro, para cemitério de forasteiros. Por isso, aquele campo tem sido chamado, até ao dia de hoje, Campo de Sangue.

Então, se cumpriu o que foi dito por intermédio do profeta Jeremias: Tomaram as trinta moedas de prata, preço em que foi estimado aquele a quem alguns dos filhos de Israel avaliaram; e as deram pelo campo do oleiro, assim como me ordenou o Senhor.”

Esta passagem gera, em muitos, um sentimento de revolta contra Judas. É normal. Judas é conhecido como aquele que vendeu e traiu Jesus! Para cometer tal ato – que eu não encontro palavras para descrever –, com certeza, ele deixou que o inimigo entrasse no seu coração e dominasse seus sentimentos.

Sabe, querido leitor, esta atitude de Judas deve nos levar a refletir sobre diversas questões. Hoje, eu gostaria de enumerar algumas.

Em primeiro lugar: Como você tem conduzido sua vida? Debaixo de princípios de lealdade e fidelidade ou como se Deus não existisse?

Hoje, infelizmente, existem pessoas são movidas de acordo com seus interesses. Infelizmente, tem sido assim: O que paga mais leva! Existem pessoas que têm valor, existem outras que têm um preço!

Antes de trair, não pensam na amizade, na família, nas promessas que fez, nas consequências...

Você acha que Judas era fiel a Cristo? Você acha que ele era um homem de aliança? Não! Sinceramente, nunca foi. Por isso que ele foi um excelente instrumento nas mãos do inimigo.

Satanás anda ao nosso derredor buscando a quem possa tragar. As deformações de Judas o toraram um excelente candidato a traidor. 

Nós precisamos vigiar para não abrirmos brechas como essas. A traição é uma malignidade que entra sutilmente nos corações.

Tome cuidado... Nas pequenas e nas grandes atitudes, seja radical. Por quê? Porque pequenas concessões podem trazer terríveis consequências.  

"Mas, Apóstolo, eu sou fiel!". É mesmo? Mas por que, então, você fala mal dos outros? Isso também é sinal de deslealdade!

Não fale mal de ninguém! Não julgue! Guarde seu coração e não se envolva na onda de calúnias, de fofocas... Não seja mais um instrumento de destruição, mas seja um agente transformador!

Sabe, querido leitor, eu acredito que, em seu íntimo, Judas julgava Jesus. Eu acho que ele tinha dúvidas do tipo: “Será que Ele realmente é o Filho de Deus? Será que Ele é o Messias?”. Eu acredito que ele tinha uma série de dúvidas. Ele, infelizmente, deixou que pensamentos duvidosos se transformassem em sentimentos devastadores.

Por isso, eu reforço: Guarde o seu coração para que os seus sentimentos não te roubem e não te façam tomar atitudes precipitadas e inconsequentes. Não seja um campo fértil para a semente da traição.

Eu acredito que, se Judas tivesse vigiado, o destino dele seria outro. Ele poderia ter lutado contra aqueles questionamentos.

Enquanto há tempo, nós precisamos nos blindar, porque Deus não nos predestinou para a traição. Deus nos chamou para a fidelidade.

Em segundo lugar: O quanto as riquezas podem ser um caminho de morte

1 Timóteo 6.10: “Porquanto, o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males; e por causa dessa cobiça, alguns se desviaram da fé e se atormentaram em meio a muitos sofrimentos...”

Os recursos financeiros são importantes para atender nossas necessidades. É com ele que sustentamos nossa família... Só que a ganância é destruidora!

Existem pessoas que, por causa do dinheiro, colocam vidas em riscos... É o que nós vemos todos os dias nos noticiários. Sem contar os escândalos de corrupção. Existem políticos que ignoram a necessidade do povo e desviam bilhões. Não se importam se existem pessoas que estão morrendo nas filas de hospitais, ou se não têm o que comer, ou se não têm um teto...

É isso o que o inimigo quer! Ele quer implantar a ganância no coração do homem, para que ele seja um instrumento de destruição.

Sabe qual foi o problema de Judas? Para ele, as riquezas estavam em primeiro lugar. Mas, no final, foram a sua própria sepultura.  

Há pessoas que amam mais o dinheiro do que o seu chamado. Há pessoas que amam mais o dinheiro do que a própria família.

Judas foi induzido à corrupção. Claro que ele poderia ter resistido, mas ele se deixou levar. Sabe qual foi a consequência? O desespero e a morte. A atitude que ele teve era irreparável.

Por isso, meu querido leitor, tome cuidado para que a corrupção não encontre um espaço no seu coração. Seja íntegro, seja honesto, seja inabalável, seja radical, a ponto de dizer para o inimigo: “Para trás de mim! Eu não tenho parte na sua obra de destruição!”.

Em terceiro lugar: Tenha consciência te que um erro pode ser fatal.

1 Coríntios 10.12: “Aquele que está em pé cuida para que não caia!”

Mateus 26.41: “Vigiai e orai, para não cairdes em tentação!”

O inimigo não está de brincadeira. Ele fará de tudo para derrubar e destruir os escolhidos de Deus.

Judas ficou tão atormentado, que não conseguiu desfrutar daquelas 30 moedas de prata. Aquele pequena semente de corrupção se transformou em uma grande injustiça e em um suicídio. O fim foi tenebroso e irreparável!


Em vez de ser conhecido como um grande apóstolo, Judas ficou conhecido como o traidor! Qual marca você quer deixar na vida de quem te ama? 

A da traição ou a do amor, que acolhe, protege e transforma? Pense nisso!

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Hoje é dia da virada de Deus em nossas vidas!


Nesta quinta-feira (22), a Igreja Renascer em Cristo encerrou o “Jejum de Mordeai”. O culto realizado no Renascer Hall, sede internacional do ministério, foi transmitido para todo o país, através da Rede Gospel de Televisão e da Rádio Gospel FM, e para os quatro cantos do mundo, por meio do canal oficial da igreja no YouTube.

Depois do louvor do Renascer Praise, Apóstolo Estevam Hernandes leu a passagem bíblica de Ester 8.15 a 17 e ministrou com base no tema “A vitória sobre o inimigo”.

“Mordecai é ação profética da obra de Cristo daquilo que foi o plano de restituição do homem. Deus honrou o honrou por causa de um grande plano superior. Hoje é o dia da virada de Deus em nossas vidas”, introduziu.

Na sequência, ele destacou três pontos importantes. Acompanhe abaixo:

1. O dia do diabo nunca será o dia da nossa desgraça, mas da nossa honra, porque os propósitos de Deus são soberanos;

“A cruz, por condução do entendimento carnal, era o dia da desgraça, porque Jesus foi condenado. Mas o pur de Cristo foi transformado em purim, porque Ele venceu a morte!”, afirmou.

  
2. É dia de mudar de posição, de sair da condição de escravo para governar (Gálatas 5.1 e Romanos 8.15);

“Cristo nos chamou para a liberdade!”, reforçou.

3. É dia de rasgar a sentença (Colossenses 2.14 e 15).

“O papel com a nossa sentença foi rasgado, e somos livres para nos defender, para prosperar e para viver uma nova condição espiritual”, concluiu.


Redação iGospel

Fotos: Fellipe Pupo

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Nada derruba quem está em Deus!


Filipenses 4.13: “...tudo posso naquele que me fortalece.”

Esta passagem, com certeza, é uma das mais conhecidas entre os cristãos. Por isso, hoje, eu gostaria de destacar alguns aspectos importantes sobre ela.

Quando Paulo fala “tudo posso”, ele está se referindo a situações boas e a situações ruins também...

Eu tudo posso, nos momentos difíceis!

Eu tudo posso, nos momentos de dor!

Eu tudo posso, no dia do abandono!

Eu tudo posso, no dia da separação!

Eu tudo posso, nos dias de crise!

Eu, inclusive, tudo posso, no dia da morte porque, em Cristo, temos a ressurreição.

Eu tudo posso, porque sei que o meu redentor viver!

Eu tudo posso, porque eu sei que, sempre, sempre, sempre, o Senhor estará comigo, para me consolar e me fortalecer!

Eu tudo posso, no dia da enfermidade, porque está ao meu lado o Jeová Rafah, o Deus da Cura!

Eu tudo posso, nos dias de necessidade, porque o Jeová Jireh, o Deus da Provisão!

Eu tudo posso, porque eu trago em meu corpo as marcas do evangelho de Jesus Cristo.

Eu tudo posso, porque eu tenho uma aliança indestrutível com Deus.

O que eu quero dizer, por meio deste texto, é que você não está sozinho nesta batalha! Por isso, meu querido leitor, faça sua vida valer a pena.

Que você possa viver, intensamente, todos os dias que o Senhor te der aqui na terra! Que você não perca mais tempo com efemeridades e futilidades. Que você não perca mais tempo sentindo ódio, mágoa e tristeza. Mas que, a cada dia, você possa ser renovado e restaurado e andar na força do Senhor Jesus, porque eu tenho certeza de que, nessa força, você vai declarar e viver essa palavra, assim como eu tenho buscado viver.

Sabe, eu posso dizer, com todas as letras, que eu encontrei em Deus a minha fonte de vida, a minha fonte de existência. Por isso que, ainda que eu esteja no deserto, eu vou adorá-Lo. Ainda que eu passe pelo vale da sobra e da morte, eu não temerei, porque Ele estará comigo!


Nele, somos mais que vencedores!

quarta-feira, 21 de junho de 2017

O melhor estilo de vida!


1 Pedro 1.13 a 21: "Por isso, cingindo o vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na revelação de Jesus Cristo. Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo.

Ora, se invocais como Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo as obras de cada um, portai-vos com temor durante o tempo da vossa peregrinação, sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós que, por meio dele, tendes fé em Deus, o qual o ressuscitou dentre os mortos e lhe deu glória, de sorte que a vossa fé e esperança estejam em Deus.”.

Esta Palavra é tremenda, porque nós precisamos, em primeiro lugar, de santidade!

Hebreus 12.14: “Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor...”

Nesta passagem, o apóstolo Pedro fala sobre qual deve ser a nossa condição espiritual. Mais para frente, ele explica que nós somos uma casa espiritual, onde Deus habita e oferecemos a Ele um sacrifício santo e agradável.

Quando não andamos em santidade, tudo o que Deus tinha para nós fica retido! O que podemos concluir? Que a falta de santidade pode ser o principal motivo dos insucessos, porque é ela que nos leva ao centro da vontade do Senhor. Quando não estamos no centro da vontade d’Ele, deixamos de experimentar o que Ele tem para nós. 

Quando não andamos em santidade, automaticamente, andamos de acordo com os preceitos do nosso passado. Pedro, por exemplo, estava se referindo à hipocrisia, ao abandono e às mentiras que o povo de Israel viveu por muito tempo, quando deixaram de honrar ao Senhor. 

Quando não andamos em santidade, viramos reféns da religiosidade. A religiosidade é uma arma cruel, pois tira de nós a consciência do que é sagrado e limpo.  

De acordo com a religiosidade, somos obrigados a cumprir determinadas práticas. Isso é uma tremenda cilada, porque precisamos buscar a santidade, não por uma obrigação, mas por amor a Deus, ou seja, quando temos prazer em agradá-Lo. 

A santidade é um estilo de vida estabelecido pelo Senhor, para que possamos viver a vontade d’Ele, que é boa perfeita e agradável. 

No final desta passagem que iniciou nosso estudo, Pedro deixa um segredo espiritual: “Que a tua fé e a tua esperança estejam no Senhor!”. Aonde você tem colocado sua fé e sua esperança? Que caminhos você tem percorrido? Você tem optado em viver a verdade ou sempre tem buscado desculpas para continuar errando?  

Chegou a hora de mudar de atitude! Chegou a hora de você ter um relacionamento transparente e profundo com Deus!

Opte pela santidade, porque ela traz paz, autoridade e comunhão – fatores imprescindíveis para que você tenha uma vida abençoada. Opte pela santidade, porque ela é o melhor estilo de vida.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Um alerta!



Efésios 5.1 a 21: “Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor, como também Cristo nos amou e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em aroma suave. Mas a impudicícia e toda sorte de impurezas ou cobiça nem sequer se nomeiem entre vós, como convém a santos; nem conversação torpe, nem palavras vãs ou chocarrices, coisas essas inconvenientes; antes, pelo contrário, ações de graças. 

Sabei, pois, isto: nenhum incontinente, ou impuro, ou avarento, que é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus. Ninguém vos engane com palavras vãs; porque, por essas coisas, vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Portanto, não sejais participantes com eles. Pois, outrora, éreis trevas, porém, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz (porque o fruto da luz consiste em toda bondade, e justiça, e verdade), provando sempre o que é agradável ao Senhor. 

E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as. Porque o que eles fazem em oculto, o só referir é vergonha. Mas todas as coisas, quando reprovadas pela luz, se tornam manifestas; porque tudo que se manifesta é luz. Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus. 

Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.”. 

Nesta passagem, o apóstolo Paulo nos deixa um alerta sobre a importância de conhecermos as obras das trevas. Nós não podemos ignorar os intentos do inimigo.  

O que ocorre é que, infelizmente, muitos acabam perdendo a consciência de que um dos princípios fundamentais do evangelho é a santidade. 

Nós precisamos ser separados, precisamos ser luz do mundo e sal da terra. As pessoas precisam olhar para nós e enxergar a presença do Senhor. Mas o que acontece? Exatamente o oposto. A permissividade e a falta de conhecimento da Palavra de Deus têm levado muitos a procurar o evangelho, visando somente o seu bem estar pessoal.  

Deus tem para nós o bem estar; isso faz parte do plano d’Ele. Mas, para que possamos experimentar e estar debaixo da vontade do Senhor, precisamos ser santos como Ele é santo. Precisamos andar em novidade de vida.  

Infelizmente, é muito comum nos depararmos com pessoas que se dizem servas de Deus, mas que acabam tendo atitudes e reações piores do que a dos ímpios. Sem perceber, elas estão andando nas trevas. Para vencer a obra das trevas, precisamos exercer a autoridade que o Senhor nos deu. De que maneira? Resistindo-as, ou seja, não sendo participante das obras do inferno.  

Está na hora de você ser radical. Está na hora de o mundo começar a encontrar em nós algo diferente. Está na hora de sair das trevas e ser participante das obras de Cristo. É uma questão de escolha, porque ninguém pode servir a dois senhores.  

Paulo deixou também a seguinte mensagem: “Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará!”.  

Está na hora de despertar e assumir a missão que o Senhor tem para você! Está na hora de deixar a podridão do mundo e ser cheio do Espírito Santo.  

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Fortaleça sua raiz em Jesus Cristo!



João 15.1 a 5: “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda. Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado; permanecei em mim, e eu permanecerei em vós.

Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.”

Esta passagem mostra o momento em que Jesus estava pregando para uma multidão e para os seus discípulos. Ele estava reportando uma palavra profética de Isaías e afirmou: “Eu sou a videira verdadeira, e meu pai é o agricultor!”.

O que Jesus estava querendo dizer? Que, como uma árvore, nós precisamos estar enraizados, ligados a algo, para garantir nossa sobrevivência.

Você pode ter galhos frutíferos e floridos, mas, se cortá-los, eles deixarão de receber os nutrientes da raiz e, consequentemente, vão secar e morrer.

Em Tiago 1.16, está escrito que aquele que não tem fé é como um morto sem espírito. É como a pessoa que está em um caixão, com o corpo intacto, mas sem fôlego de vida e sem poder se movimentar.

Pode parecer chocante, mas é isso que ocorre quando achamos que podemos viver sem Deus, sem Suas bênçãos, sem Suas palavras e quando achamos que podemos estar desconectados de Cristo e de sua igreja.

Jesus disse: “Pedro, tu és pedra. Sobre ti, edificarei a minha igreja, contra a qual as portas do inferno não prevalecerão.”. Cristo deixou bem claro qual é a autoridade de Sua igreja! Se eu estou fora dela e desconectado de Cristo, sou como um galho que secará com o tempo.

Sem cobertura, ficamos desorientados. O apóstolo Paulo fala que nós devemos honrar os nossos guias. Na Palavra, está escrito que Deus constitui autoridades espirituais.

Se eu ignoro esse principio, eu fico desprotegido e sem nutrientes, porque Jesus é a raiz de Jessé.

Jesus é a raiz que nos dá vida, que nos faz florescer e dar frutos. Cristo diz que precisamos estar ligados a Ele. Precisamos fazer com que nossas vidas saiam da rotina material.

Com base nesta palavra, eu quero desacatar três pontos importantes:

Em primeiro lugar: Estando na videira, o Senhor vai te limpar, te podar, tirar as folhas e os galhos secos, para que você produza mais frutos.

Em segundo lugar: Estando na videira, Você recebe do Senhor autoridade para crescer.

A tua vida tem sido infrutífera? Conectado a Jesus, você dará frutos e será conhecido por eles. Em vez de ser uma árvore seca no deserto, você será uma árvore plantada junto ao ribeiro de águas e dará frutos na estação própria.

Em terceiro lugar: Sem o Senhor, nada podeis fazer.

Sem Cristo, o máximo que pode acontecer é você ser aquela figueira sem frutos (Mateus 12. 33 a 36). Você pode ter uma aparência bonita, você pode parecer feliz, mas, no seu interior, só há morte. Só em Cristo, nós temos vida, e vida em abundância.

Abra seu coração. Se você está afastado dos caminhos do Senhor, volte! Procure a igreja mais próxima de você! Na casa do Pai, há amor, esperança, renovo e perdão!

Se você está perdido, precisando de um amigo e está em uma busca espiritual incessante, saiba que Jesus é o caminho, a verdade e a vida!

Se você pensa que é tarde demais, porque você esteve perdido por muitos anos e não tem mais perspectivas, venha encontrar um sentido para a vida!

Em Cristo, nós temos cura, libertação e vida eterna!

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Marcha para Jesus completa 25 anos de história no Brasil

 

Com o tema “Eu achei meu Rei”, a 25ª edição da Marcha para Jesus, realizada nesta quinta-feira, 15 de junho, feriado de Corpus Christi, lotou as ruas da zona norte da capital paulista. Milhões de pessoas participaram da manifestação de alegria, amor, esperança, gratidão e muita fé.

As movimentações começaram dentro das estações do Metrô e CPTM por volta das 6h30. As famílias, crianças e grupos de amigos vieram ao evento louvando a Deus e fazendo um grande agito nos vagões.

A caminhada começou na estação Luz do Metrô pontualmente às 10 horas, após a oração de abertura do Apóstolo Estevam Hernandes. Todos, de joelhos, consagraram a caminhada. 

“Nós vamos marchar e profetizar a Palavra de Deus! Estamos todos conectados para que o mundo inteiro saiba que Jesus é o Príncipe da Paz e é o Rei dos reis! Nós clamamos pelo Brasil, pelas famílias, pelos corações aflitos e para declarar que o nosso país pertence a Jesus Cristo! Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor! A Ele toda a honra, glória, poder e majestade. Pelo Senhor, vamos marchar, Brasil!”, afirmou ele.



Ao som de louvores, a multidão foi conduzida por oito trios elétricos em direção à Praça Heróis da FEB (Força Expedicionária Brasileira), em um trajeto de aproximadamente quatro quilômetros.

Todos os participantes levaram os pedidos de oração na sola de seus calçados. “A oração é um instrumento poderoso. Nós vemos isso se manifestando no povo, com cura e libertação”, declarou o líder da Igreja Renascer em Cristo.

Experiências e testemunhos

A Marcha para Jesus é marcada por milagres e histórias de superação, como conta o Presbítero Rafael, de 35 anos: “Minha esposa não conseguia engravidar. Foram sete anos marchando por esse milagre. Este é o segundo ano que marchamos com a nossa filhinha. Viemos para agradecer e celebrar.”.

A Luciana Godoy, de 41 anos, também tem muitas experiências para compartilhar. “A Marcha é algo sobrenatural. Um dos meus pedidos foi a conversão da minha família, e Deus realizou este milagre”, disse ela.


Milhares de caravanas na Marcha da Unidade!

Mais de seis mil caravanas de diversos estados brasileiros, incluindo, Rio de Janeiro, Bahia, Piauí, Santa Catarina, Minas Gerais, Amazonas, Rondônia, Goiás, Rio Grande do Norte, Paraná e Rio Grande do Sul marcaram presença na manifestação.

A Marcha para Jesus também agregou os principais ministérios evangélicos do país, como: Igreja Apostólica Renascer em Cristo, Evangelho Quadrangular, Mundial do Poder de Deus, Igreja Bíblia da Paz, Sara Nossa Terra, Igreja Fonte de Vida, Assembleias de Deus (dos mais diversos ministérios), Igreja Plenitude do Trono de Deus, Igreja Bola de Neve, Ministério Voz da Verdade, Metodistas (do Brasil, Independentes, Wesleyanas e outras), Presbiterianas (das mais diversas correntes), Universal do Reino de Deus, Comunhão Plena, Deus É Amor, O Brasil para Cristo e Aliança da Paz.

Vieram também representantes cristãos do México, Portugal, Argentina, Paraguai, Israel, Estados Unidos, Índia, Nova Zelândia e de dezenas de países da África.

“O que vocês fazem aqui que é a maior Marcha para Jesus do mundo. Nós ainda veremos isso em outros continentes. O Brasil tem nos motivado”, afirmou o Pastor Carlos Quiroa, do México.

“Mais do que nunca, o Brasil precisa deste clamor e desta unidade!”, acrescentou o Pastor e Deputado Federal Carlos Cezar, da Igreja Quadrangular.


“Eu participo de todas as edições. É demais. Só quem participa entende! É uma verdadeira festa nos céus e na terra. É maior manifestação cristã do mundo!”, disse o Pastor Jabes de Alencar, da Assembleia de Deus do Bom Retiro.

“Nós marchamos pela família, pela nossa nação... Marchamos para que haja um mover de cura, salvação e libertação da nação brasileira, que tem enfrentado uma das maiores crises de sua história. A solução para todas estas questões está em Jesus Cristo”, destacou o Senador Magno Malta.

“Marcha Kids”

As crianças abriram o evento com uma grande festa. A criatividade e a alegria rolaram soltas. Os pais fizeram questão de customizar a camiseta dos pequenos. O trio elétrico montado especialmente para o público infantil saiu à frente da Marcha oficial.



Por questão de segurança, durante todo o trajeto, uma equipe especializada fez um cordão de isolamento em volta dos participantes.

Todos estavam acompanhados por um adulto responsável. Segundo a organização do evento, não houve nenhum desaparecimento ou ocorrência.

A organização da “Marcha Kids” também disponibilizou trenzinhos para o conforto dos pequenos. E, mais uma vez, “o bloco dos carrinhos de bebê” foi um dos destaques da manifestação.

Inclusão social

A Marcha para Jesus é dividida em dezenas de coordenadorias, uma delas, a PNE, é responsável por cuidar de pessoas com necessidades especiais.


Cadeirantes, pessoas com mobilidade reduzida ou com deficiência visual puderam acompanhar os shows em uma área reservada, próxima ao palco. Elas também contaram com o apoio do serviço Atende SPTrans, que as transportou da estação Tietê do Metrô até a concentração do evento.
  
Os surdos foram acompanhados durante todo o evento – desde a caminhada até a última apresentação – por interpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais).

Festa, alegria, louvor e muita oração


A caminhada foi marcada por louvores, atos proféticos e orações. O trio principal foi conduzido pelo Apóstolo Estevam Hernandes. “É pelo Senhor que nós marchamos. Nós cremos no poder transformador do evangelho. Hoje será um dia de Josué. A Marcha é um instrumento de Deus para a propagação do evangelho”, declarou ele.

“A Marcha para Jesus é a Marcha da Família, é a Marcha dos Milagres, é a Marcha da Alegria! É a festa do povo de Deus. É algo que passamos para todas as gerações. Marcho todos os anos com meus avós, com meus pais, com meu marido e com meus filhos!”, complementou Bispa Fernanda Hernandes Rasmussen, que, durante o trajeto, entrevistou os representantes cristãos e políticos que compareceram ao evento.

Bispa Sonia Hernandes, que durante o percurso levou os participantes à adoração com o Renascer Praise se emocionou ao falar dos 25 anos de história da Marcha para Jesus: “Estamos aqui para mostrar que o caminho, a verdade e a vida é Jesus! Estar aqui, durante todos estes anos, é indescritível! É saber que o que o Senhor tem para realizar nesta nação nem olhos viram, nem ouvidos ouviram e não subiu ao nosso coração! É tudo por Ele e para Ele!”.


O Deputado Federal Marcelo Aguiar, que foi um dos responsáveis pela organização do evento relembrou os milagres vividos em outras edições: “Hoje, foi um divisor de águas para São Paulo e para o Brasil. As pessoas separaram esse dia para engrandecer o nome de Cristo. Viemos para celebrar o nome d’Ele. Eu sou fruto da Marcha. Minha esposa marchou para que eu me convertesse. Hoje, nós marchamos todos juntos, em família. São inúmeros os testemunhos dos participantes. Eu lembro que nós profetizamos em frente ao Carandiru. Nós clamamos para que aquele lugar se tornasse um ambiente sadio para os jovens. Hoje, no lugar do Complexo Penitenciário, nós temos o Parque da Juventude!”.

Cobertura e transmissão

A Marcha para Jesus foi transmitida em tempo real por meio das emissoras: Rede Gospel de Televisão e Rádio Gospel FM.


As redes de comunicação internacionais TBN – com alcance para 170 nações – e Enlace – com cobertura para 20 países da América Latina e Estados Unidos – fizeram a cobertura completa do evento.


No site oficial da Marcha para Jesus, no portal iGospel e no YouTube, internautas do mundo todo também puderam acompanhar a manifestação.

10 horas de louvor e adoração

Na Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, a organização do evento montou uma mega estrutura de som e iluminação para a maratona de shows. Foram utilizadas mais de 10 toneladas de equipamentos. Uma das novidades desta edição foi um telão gigante de led, que funcionou como uma espécie de cenário virtual.


Foram mais de 10 horas de louvor e adoração com os maiores nomes da música gospel nacional. Entre eles, Ao Cubo, Banda DOPA, Brás Adoração, Bruna Karla, Damares, Eli Soares, Fernando Urias, Gabriel Asaph, Gabriela Rocha, Karla Angélica, Katsbarnea, Ludmila Ferber, Magno Malta e Lauriette, Marcela Taís, Marcelo Aguiar, Milena e Professor Xuxu, Nãna Shara e pastor Brinco, Paula Falcão, Paula Mattos, Paulo César Baruk, Pedras Vivas, Renascer Praise, Thalles Roberto e Ton Carfi.

Lideranças apoiam a Marcha para Jesus

Durante os shows, Apóstolo Estevam Hernandes chamou ao palco todas as lideranças evangélicas que participaram da manifestação.

Na sequência, todos levantaram um grande clamor pela nação brasileira.

Batismos e salvações

Quem passa pela Marcha para Jesus, com certeza, encontra um caminho de salvação, onde uma nova jornada se inicia. É um verdadeiro divisor de águas.


No palco principal da Marcha, Bispa Sonia Hernandes levou uma mensagem libertadora e transformadora ao público, mostrando que, para Deus, não existem situações irreversíveis.

Após a ministração, centenas de pessoas confessaram, pela primeira vez, que Jesus Cristo é o Senhor e o Salvador de suas vidas. Entre elas, muitas foram batizadas nas águas.


Redação iGospel

Fotos: Alessandra Braga, Bruno Desontini, Leonardo Junior, Karin Marcitello, Pedro Flausino, Fellipe Pupo, Sarah Brito, Kelly Ferreira, Abdiel Silva e Moah Buffalo

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Mova-se!



Josué 1.6 a 9: “Sê forte e corajoso, porque tu farás este povo herdar a terra que, sob juramento, prometi dar a seus pais. Tão-somente sê forte e mui corajoso para teres o cuidado de fazer segundo toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que sejas bem-sucedido por onde quer que andares. 

Não cesses de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido. Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.”. 

Existem muitas intranquilidades que tomam conta dos nossos corações. A questão é: Como vencê-las? 

Como transformar convicções e discursos em atitudes? Esse é um dos maiores desafios entre os cristãos. 

Através da vida de Josué e das experiências que ele teve com o Senhor, podemos identificar a solução para essas questões. Hoje, eu gostaria de citar algumas: 

Em primeiro lugar, entender que o Senhor também se relaciona conosco através da promessa, e que Ele não falha! 

Todos nós temos uma promessa. Mas precisamos entender que a concretização dela depende, e muito, de nossas atitudes. Depende da nossa fé e da nossa postura diante das dificuldades.

Isaías 55. 10 e 11: “Como a chuva e a neve descem dos céus e não retornam para eles sem regarem a terra e fazerem-na brotar e florescer, a fim de que ela produza sementes para o semeador e pão para os que dele se alimentam, assim também acontece com a Palavra que sai da minha boca: Ela não voltará para mim vazia, mas realizará toda a obra que desejo e atingirá o propósito para o qual a enviei.”. 

Nós, muitas vezes, literalmente, empacamos no meio do caminho da nossa promessa. Por quê? Porque deixamos a dúvida tomar conta de nossas vidas e, consequentemente, bloqueamos qualquer possibilidade de que ela será realizada.   

Deus disse para Josué: “Seja forte e corajoso porque é você quem vai levar o povo a herdar a terra que eu prometi que entregaria para eles.”. 

Então, não fique esperando que Deus ou que outras pessoas façam sua parte. Não tropece mais nos seus impossíveis, não perca mais tempo. Se você não se limitasse tanto, já estaria em outro patamar espiritual.    

Ser forte e ser corajoso são os ingredientes fundamentais pra que a promessa se cumpra. 

Em segundo lugar, não desanimar, porque o Senhor está te capacitando para que você supere todas as suas limitações e não seja roubado no meio da caminhada. 

Gálatas 6.7 e 9: “Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá. Não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos.”. 

Pare e pense! Quantos projetos inacabados você pode contabilizar na sua vida?

Quantas situações e oportunidades passaram e você pensou: Poxa, eu poderia ter feito, mas não fiz? 

Sabe, querido, aquela oportunidade que você perdeu não volta mais. Poderão vir outras, mas aquela não! Com certeza, outra pessoa se levantou para realizá-la. Então, esteja preparado para as que virão e não desanime! 

Se está demorando muito, persevere! Se, aos olhos humanos, não há mais perspectivas, persevere! Renove-se na esperança! 

Salmos 119.116: “Ampara-me, segundo a tua promessa, para que eu viva; não permitas que a minha esperança me envergonhe.”. 

Em terceiro lugar, mova-se! Caminhe em direção à conquista. 

Muitas vezes, deixamos a passividade nos dominar. Essa passividade pode ser fruto de uma formação errada ou, até mesmo, da religiosidade, porque cruzamos os braços e queremos que tudo aconteça em um piscar de olhos. Muitas pessoas, erroneamente, acham que elas podem ficar só orando, e que Deus fará todo o resto. 

O Senhor disse para Josué: “Mova-se! Faça as coisas acontecerem, porque Eu sou contigo. Eu estou te enviando. Então, seja forte e corajoso!”. 

O Senhor também disse ainda: “...para que sejas bem-sucedido por onde quer que andares.”.  Se Josué ficasse parado, nada iria acontecer. Ele tinha que seguir em frente! Manter o foco e caminhar! 

Então, mova-se, não seja mais roubado em suas motivações, porque o Senhor é contigo, e a vitória já esta ordenada!