domingo, 23 de abril de 2017

4 características que tornaram Josué um líder conquistador


Liderar consiste em conduzir pessoas a alcançar, com bom êxito, os resultados planejados. Quem possui esta habilidade, com certeza, tem grandes chances de se destacar nos contextos pessoal e profissional.

Pesquisas mostram que esta capacidade pode ser tanto um dom natural quanto uma competência, que pode ser desenvolvida ao longo da vida.

Existem vários tipos de teorias e de modelos de liderança. De acordo com os pesquisadores, os desafios mais comuns de um líder são:

1. Lidar com pessoas difíceis


Sempre existirão pessoas na sua equipe ou empresa que vão dificultar o seu trabalho. É preciso aprender a lidar com elas e, ao mesmo tempo, adquirir habilidades comunicativas para informar o problema sem causar novos dilemas.

2. Lidar com a pressão


Quando você assume uma posição de liderança, a pressão se torna cada vez maior. A habilidade de aceitar e se livrar de um pouco dessa pressão é o segredo para não se sentir sobrecarregado.

3. Ser transmissor de más notícias


As pessoas da sua equipe vão esperar que as notícias ruins venham de você, e não de terceiros. Você deve ser capaz de dar essas notícias sem drama e de forma clara para conseguir fazer sua equipe manter a motivação.

4. Ser respeitado


Esse é um grande desafio para todos os líderes. Afinal, como ser respeitado sem fazer com que a sua equipe se sinta intimidada? É preciso criar uma atmosfera de confiança e transparência para que os funcionários que trabalham com você se sintam incentivados a seguir sua liderança.

Na contramão do mundo!

Em uma de suas palestras, Apóstolo Estevam Hernandes abordou os conflitos internos e externos enfrentados por Josué, quando ele descobriu que daria sequência à liderança de Moisés. Confira, a seguir, a ministração:

Josué 1.1 a 7: “Sucedeu, depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que este falou a Josué, filho de Num, servidor de Moisés, dizendo: Moisés, meu servo, é morto; dispõe-te, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel. Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu prometi a Moisés. Desde o deserto e o Líbano até ao grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus e até ao mar Grande para o poente do sol será o vosso limite.

Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei. Sê forte e corajoso, porque tu farás este povo herdar a terra que, sob juramento, prometi dar a seus pais. Tão-somente sê forte e mui corajoso para teres o cuidado de fazer segundo toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que sejas bem-sucedido por onde quer que andares.”


Esta é a palavra do Senhor direcionada a Josué. Ele estava em um momento de transição e, ainda por cima, teria que enfrentar situações difíceis sem o seu maior apoio, que era Moisés.

Moisés foi um grande e respeitado líder, mas passou por uma série de situações desgastantes, que o deixaram sem condições de continuar naquela jornada rumo à terra prometida. Ele, então, morre, mas deixa Josué como sucessor.

Josué, diante daquele novo desafio, enfrenta um conflito interior e entra na “fase da insegurança”. Nós, muitas vezes, somos roubados porque ficamos nesta fase. Na “zona da insegurança”, deixamos de acreditar no nosso potencial, deixamos de acreditar que Deus nos enviou, e deixamos de acreditar que haverá bom futuro.

Talvez, ao olhar esta provação, você pense: “Eu não estou preparado!”. Isso ocorre quando você coloca suas deformações no lugar da bênção. Enxergue, com os olhos da fé, e caminhe de acordo com o direcionamento do Senhor.

Deus havia corrigido a rota de Josué, assim como está fazendo conosco. Confie porque, se Ele te chamou, é Ele quem vai te capacitar.

Josué precisava vencer seus medos para superar aquela crise! As opções que ele tinha eram: vencer ou morrer no deserto! Era um momento de extrema pressão, porque o povo estava desorientado. Mas Deus, em todo o tempo, estava com ele.

Hoje, eu quero destacar quatro marcas que Josué adquiriu para superar aquele deserto:

1ª) Força


2ª) Coragem


3ª) Estrutura


4ª) Equilíbrio


Essas características vão determinar a sua vitória neste momento estratégico e de extrema pressão.

Se você der espaço ao medo, ele vai te paralisar, porque o medo produz tormento.

Se você der espaço à fraqueza, ela te levará à falência.

Seja forte e tenha coragem, porque o Senhor não te deu espírito de covardia, mas de ousadia!

Através das suas atitudes, o Senhor prosperará os seus caminhos.

É tempo de avançar!

Dê um upgrade na sua carreira

Todas as segundas-feiras, a partir das 20 horas, a Igreja Renascer realiza as reuniões da AREPE (Associação de Renascer de Empresários e Profissionais Evangélicos).

O culto é direcionado para empresários, profissionais liberais e para pessoas que precisam de restauração e um direcionamento na área profissional.

No Renascer Hall, sede internacional da Renascer em Cristo, em São Paulo, as palestras são ministradas pelo Apóstolo Estevam Hernandes.



Redação iGospel

Apóstolo ministra milhares de adolescentes no #AcampaTeen


Na noite de quinta-feira (20), milhares de adolescentes se reuniram na Fazenda Renascer, situada em Mairinque (SP), interior de SP, para mais uma edição do #AcampaTeen. Foram três dias dias de curtição, muita música e experiências com Deus.

Ao logo do evento, os jovens acampantes receberam ministrações impactantes. No sábado de manhã (22), Bispa Fernanda Hernandes deixou uma mensagem de reflexão. “Você pode, sim, escolher qual será o seu futuro. Escolha sempre andar com o Senhor, porque Ele tem o melhor para vocês”, afirmou ela.


Na sequência, Apóstolo Hernandes leu a passagem bíblica de 1 Samuel 8.1 a 19 e destacou o poder libertador da Palavra de Deus.

Confira, a seguir, o resumo da ministração:

Samuel foi chamado por Deus na idade de vocês. O Senhor o levantou como profeta, sacerdote e juiz.

Como Samuel inaugurou um novo sacerdócio, os filhos dele seriam sacerdotes, mas, infelizmente, eles abandonaram os ensinamentos que receberam do pai.

Hoje, Deus nos deu a oportunidade de sermos sucessores de uma grande obra. Não podemos rejeitá-la como os filhos de Samuel fizeram. Somos filhos de uma visão.

Precisamos entender:

1º Que somos escolhidos por Deus

2º Que também fomos eleitos por satanás para ter uma vida destruída

Mas nós temos o poder da escolha! O evangelho não é uma imposição, mas a convicção do que nos marcou. Precisamos ter consciência de que nós podemos escolher qual reino vai imperar em nossas vidas.

Satanás quer nos impor:

- O reino da prostituição (Gálatas 5.22)

Ele quer que sejamos dominados pelo sexo. Sexo sem amor e fora da presença de Deus é um caminho de frustração e infelicidade.

Precisamos ter domínio próprio e entender que quem ama espera!

Escolha o caminho da santificação!

- O reino das drogas: prazeres carnais através do que é artificial e ilusório (Neemias 8 e Romanos 12)

A verdadeira alegria vem do espírito santo. É uma fonte inesgotável. As drogas trazem apenas uma falsa sensação de alegria e de fuga. Por isso, as pessoas ficam viciadas, seu efeito dura apenas algumas horas. No final, é uma prisão, um caminho de morte e destruição. Tudo o que te tira da realidade não vem de Deus. Você não depende de artifícios para ser feliz.

Os reis deste mundo só podem oferecer experiências destruidoras e temporárias. Mas Jesus Cristo tem para nós o caminho, a verdade e a vida. O caminho da felicidade, a verdade que liberta e a vida eterna!

Ele quer estabelecer em nós:

- Um reino de paz (Isaías 9.6)

Paz não é ausência de problemas, é algo que vem de dentro para fora! É lidar com as dificuldades sem se abalar.

- Um reino de prosperidade

Ser próspero é ser alguém brilhante. É poder operacionalizar o máximo de seus dons.

Satanás é especialista em ofuscar talentos. Quantos astros do rock morreram no auge de suas carreiras? Quantos morreram na juventude? Quantos morreram de overdose? Quantos deram fim à própria vida porque não eram felizes? Quantos morreram de depressão? Será que era esse o fim que Deus tinha pra eles?

- Um reino de cura (Isaías 58)

Além de te curar fisicamente, Deus quer te curar interiormente das mágoas, das tristezas, dos complexos e dos traumas.

- O reino da amizade (João 15)

A amizade do mundo é inimiga de deus. No reino de Deus, você terá amigos de verdade. Jesus não nos chama de servos, mas de amigos.

- O reino do poder Espírito Santo (João 1 e Atos 1.8)

Na Bíblia, está escrito: “Mas a todos quantos o receberam, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus.”.

Exercite o poder de ser filho de Deus!

No final do culto, os adolescentes receberam uma oração transformadora. Muitos deles foram curados de seus medos, traumas e crises existenciais.

“Foi uma manhã impactante! Muitos jovens que sofriam de depressão, que é um dos males do século 21, foram completamente libertos. Muitos, inclusive, planejaram ou já tentaram tirar a própria vida! Hoje, eles descobriram, no Senhor, um novo caminho”, afirmou o líder da Igreja Renascer em Cristo.



Diversão garantida!

Além das ministrações que têm revolucionado o evangelho no país e dos shows com os maiores nomes da música gospel nacional, no #AcampaTeen, a diversão também foi garantida.

Os jovens acampantes tiveram acesso livre a todas as áreas de lazer da fazenda, que incluem quatro piscinas, salão de jogos, haras, quadra de vôlei e um campo de futebol. 

Novos rumos 

O encerramento do #AcampaTeen foi marcado pelo batismo de dezenas de adolescentes, que voltaram para suas casas dispostos a viver um novo tempo com Deus.



Redação iGospel

Fotos: Karin Marcitello

terça-feira, 18 de abril de 2017

Salvação: O nosso divisor de águas!



2 Coríntios 5.16 e 17: “Assim que, nós, daqui por diante, a ninguém conhecemos segundo a carne; e, se antes conhecemos Cristo segundo a carne, já agora não o conhecemos deste modo. E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.”. 

Nesta passagem, o apóstolo Paulo fala sobre o divisor de águas que o Senhor tem para realizar em nossas vidas!  

Mesmo que algumas pessoas não queiram reconhecer, a história da humanidade está dividida em antes e depois de Cristo! Assim deve ocorrer com nossas vidas também, através do novo nascimento que vivemos, quando aceitamos Jesus como o nosso senhor e salvador.   

Acontece que, como Paulo explica em Gálatas 5.19, há uma guerra constante entre a nossa carne e o nosso espírito, porque eles são opostos entre si. E, nessa guerra, nós precisamos estar atentos às seguintes verdades espirituais: 

1ª Nós não podemos conhecer Cristo segundo a carne  

O que é conhecer Jesus Cristo segundo a carne? É quando apenas sabemos que Ele existe. É quando somente ouvimos algo a respeito d’Ele. É uma informação que está somente no seu intelecto, mas não está no seu espírito ou no seu coração. Isso é bom? É apenas uma teoria, e teorias não têm o poder de transformar nada!  

O que você precisa, na verdade, é conhecer Jesus Cristo no Espírito. Como assim? É o que Paulo define como o novo nascimento. É o nascer do teu ser espiritual. Paulo fala que o nosso homem exterior se corrompe. Os anos passam... Nós envelhecemos... Isso é natural. Mas nosso homem espiritual se renova a cada dia, porque ele é imortal.  

Agora, quando queremos nos relacionar com o que é espiritual, mas de forma carnal, vêm a incredulidade, o desânimo, as impossibilidades e os questionamentos que resultam em uma grande frustração.  

Conhecer Cristo espiritualmente é o que Paulo expressa em Gálatas 6.17: “Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas de Jesus.”. É ter marcas, é ser tocado, é senti-lo, é andar com Ele. É ter sua emoção completamente envolvida pelo Espírito Santo.  

Isaías 61.1 a 3: “O Espírito do SENHOR Deus está sobre mim, porque o SENHOR me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados; a apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os que choram e a pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria, em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem carvalhos de justiça, plantados pelo SENHOR para a sua glória.”. 

2ª Se alguém está em Cristo, nova criatura é. As coisas velhas se passaram, e tudo se fez novo! 

E eu te pergunto? Por que você insiste em retomar os velhos hábitos? Por que você insiste em viver como se Deus não existisse? Por que você insiste em resgatar relacionamentos que quase te levaram para a morte? 

Em Cristo, você tem a oportunidade de deixar tudo isso para trás.  

Salmo 103.12: “Como está distante o Oriente do Ocidente, assim o Senhor afasta de nós as nossas transgressões.”. 

Isaías 43.25: “Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro.”. 

Deixe o passado definitivamente para trás e receba o novo do Senhor.  

Romanos 6.4: “Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida.”. 

Mude de comportamento, mude as companhias, deixe aquelas conversinhas que sempre te levam para o mesmo lugar. Deixe para trás aqueles relacionamentos que sempre te jogam para baixo. Faça coisas novas! Em Cristo, você é nova criatura! 

3ª Volte a ter esperança  

Salmo 119.116: “Ampara-me, segundo a tua promessa, para que eu viva; não permitas que a minha esperança me envergonhe.”. 

Salmo 125.1: “Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.”. 

Aquele que confia no Senhor não se entrega às circunstâncias. Ele olha para os montes, e sabe de onde virá o seu socorro. Ele anda firmado em promessas superiores e tem o coração cheio de esperança. 

Creia nesta palavra, porque:  

Em primeiro lugar: Haverá bom futuro! 

Provérbios 23.18: “Porque deveras haverá bom futuro; não será frustrada a tua esperança.”. 

Em segundo lugar: Deus vai fazer uma obra na sua vida tão grande, que as pessoas não vão acreditar 

Habacuque 1.5: “Vede entre as nações, olhai, maravilhai-vos e desvanecei, porque realizo, em vossos dias, obra tal, que vós não crereis, quando vos for contada.”. 

Em terceiro lugar: Deus vai te amparar e te fortalecer! 

Provérbios 18.10: “Torre forte é o nome do SENHOR, à qual o justo se acolhe e está seguro.”. 

Zacarias 9.12: “Voltai à fortaleza, ó presos de esperança; também, hoje, vos anuncio que tudo vos restituirei em dobro.”. 

Abra-se para este tempo de Deus! 

segunda-feira, 17 de abril de 2017

É tempo de ressurreição!

Neste domingo de Páscoa (16/04), o Apóstolo Estevam trouxe uma palavra restauradora, com base nas passagens bíblicas Êxodo 12.1 a 14 e João 20.1 a 18, destacando que a Páscoa representa a inauguração de um novo tempo.

O culto especial foi marcado por louvores e apresentações especiais de todos os ministérios para celebrar a ressurreição de Jesus Cristo.



  
"A Páscoa representa a libertação definitiva da escravidão. Representa a ressurreição, a vitória de Cristo sobre a morte. Representa a inauguração de um novo tempo", afirmou.

Confira, a seguir, os principais pontos da palavra ministrada:


1. A Páscoa encerra um tempo de escravidão e vergonha (Isaías 61.7);

2. A voz da ressurreição opera o impossível (João 11.25);


3. Páscoa é deixar para trás o Egito e o túmulo, mostrando a grandiosidade do poder de Deus (João 11.39 e Ezequiel 37.13).

“É tempo de tirar a pedra e abrir as sepulturas! É tempo de ressurreição! É tempo de ver a glória de Deus! É tempo de Conquistas!”, concluiu.



Redação iGospel

Fotos: Bruno Bros

sexta-feira, 14 de abril de 2017

O fim da jornada não é o calvário, mas a ressurreição!


João 14. 1 a 6: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar.

E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também. E vós sabeis o caminho para onde eu vou. Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais; como saber o caminho? Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.”

Nesta passagem, nós vemos que os discípulos estavam em um momento de intranquilidade, porque havia rumores de que Jesus seria morto. Havia rumores de que Ele seria preso, e que o sinédrio o entregaria para os romanos.

Era um momento em que todos os seguidores de Cristo estavam sendo ameaçados. Era um momento de desespero, porque eles já estavam imaginando como seriam suas vidas sem Jesus na terra. E, neste mesmo momento, Cristo vem com três palavras poderosas – palavras que também nos motivam a seguir em frente, a despeito das dificuldades, e nos levam a vencer definitivamente a morte.

Em primeiro lugar, Jesus disse: “Não se desesperem!”

“Não se turbe o coração” significa que não devemos andar ansiosos, desesperados, que não devemos deixar as loucuras do momento serem o motivo da nossa morte!

Salmos 46. 10: “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus..”

Jesus mostrou para eles que aquilo que o inimigo estava anunciando não era o definitivo de Deus. Tenha consciência de que o que o inimigo está anunciando para a tua vida não é  definitivo de Deus. O melhor ainda está por vir!

Em segundo lugar, Jesus disse: “Tenha fé!”

Na hora do desespero, na hora dos falatórios e na hora da assolação mental, a tendência é você se tornar um incrédulo.

Creia porque o Deus que fez é o Deus que faz e é o Deus que fará!

Em vez de andar de acordo com o que você já alcançou, você se deixa tomar por um espírito de incredulidade. Foi o que aconteceu com Gideão.   Ele disse: “Se Tu és Deus e faz tantas as coisas, por que me sobreveio este mal?".

João 11. 40: “Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?”

Creia porque o Senhor Jesus não vai te deixar. Creia porque jamais vai acontecer o que o inimigo tem anunciado. Creia porque o Senhor tem para você uma saída! Crer é fundamental!

Creia que o Senhor vai salvar o seu casamento. Creia que o Senhor vai abrir essa porta. Creia que o Senhor é contigo!

Em terceiro lugar, Jesus disse: “Há um caminho!”

Tomé não entendeu nada e disse: “Se existe um caminho, qual é esse caminho?”. E Jesus respondeu: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.”.

Eu quero falar hoje para você: Há um caminho para essa situação! Há um caminho para a sua enfermidade. Há um caminho para essa situação com o seu filho! Esse caminho é Jesus Cristo.

Descanse porque o melhor de Deus virá! A Palavra d’Ele jamais voltará vazia!


Não desista! O plano que o Senhor tinha para Jesus Cristo não era a morte, mas a ressurreição! 

quinta-feira, 13 de abril de 2017

As últimas palavras de Jesus Cristo


João 16.25 a 33: “Estas coisas vos tenho dito por meio de figuras; vem a hora em que não vos falarei por meio de comparações, mas vos falarei claramente a respeito do Pai. Naquele dia, pedireis em meu nome; e não vos digo que rogarei ao Pai por vós. Porque o próprio Pai vos ama, visto que me tendes amado e tendes crido que eu vim da parte de Deus.  Vim do Pai e entrei no mundo; todavia, deixo o mundo e vou para o Pai.

Disseram os seus discípulos: Agora é que falas claramente e não empregas nenhuma figura. Agora, vemos que sabes todas as coisas e não precisas de que alguém te pergunte; por isso, cremos que, de fato, vieste de Deus. Respondeu-lhes Jesus: Credes agora? Eis que vem a hora e já é chegada, em que sereis dispersos, cada um para sua casa, e me deixareis só; contudo, não estou só, porque o Pai está comigo. Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.”

Nesta passagem, o Senhor Jesus fala aos apóstolos suas palavras finais. Durante sua trajetória na terra, em algumas ocasiões, Ele os ensinava por meio de parábolas e figuras de linguagem. Quando os discípulos não entendiam, Jesus lhes explicava.

Nestes dias que antecedem a Páscoa, eu quero destacar alguns pontos importantes:

Em primeiro lugar, naquele momento de “despedida” – coloquei entre aspas porque, afinal de contas, Jesus nunca os desamparou. Ele só não estaria mais perto deles como um humano –, Jesus disse: “Eu estou partindo para o Pai. Eu estou, fisicamente, saindo do mundo!”.

Este era o momento crucial para que eles pudessem adquirir maturidade. Deus quer que sejamos maduros, que sejamos marcados e experientes.

Existem muitos personagens na Bíblia que precisavam ter uma experiência que os deixassem mais maduros. Isaías, por exemplo, no capítulo 6, era apenas um menino que dependia do rei Uzias. Em função de sua imaturidade, ele se sentia incapaz. Mas o Senhor o marcou com a brasa viva. Depois daquela experiência, houve uma transformação profunda. Aquela criança imatura, insegura e cheia de variações comportamentais se torna um homem firme, íntegro e um dos maiores profetas messiânico da Bíblia. A partir daquele momento, ele se colocou à disposição de Deus.

Em 1 Coríntios 13.11, Paulo fala: “Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino; quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino.”.

Muitas vezes, temos sofrido no ministério por causa da imaturidade. Os casamentos têm sofrido por causa da imaturidade. A vida profissional de muitos está em crise por causa da imaturidade. Sabe por quê? Porque o imaturo é inconsistente.

Uma aliança só pode ser preservada com maturidade; e essa maturidade é forjada no nosso interior quando temos experiências firmes e fortes!

Em segundo lugar, Jesus disse: “A partir de agora, vocês vão assumir responsabilidades!”.

Quais eram essas responsabilidades? Propagar a mensagem do evangelho. Jesus sabia que eles seriam dispersos e que não O teriam mais como corpo presente para ajudá-los. Chegou o momento de eles colocaram a fé e todos os ensinamentos que receberam em prática!

Tiago nos ensina, no capítulo 1, que não podemos ser expectadores e meros ouvintes, mas que temos que ser praticantes da Palavra de Deus.

Infelizmente, o inimigo tem trabalhado nas pessoas para que elas não assumam compromissos. Quando não temos compromisso, deixamos de ter uma liga com as coisas de Deus. Muitas pessoas querem as bênçãos, mas não querem se comprometer. Mas Jesus estava alertando seus discípulos: “Vocês precisam se comprometer porque Eu vou para o Pai. Eu estarei convosco todos os dias, até a consumação dos séculos, mas vocês precisam assumir responsabilidades.”.

Então, meu querido, assuma responsabilidades pela tua casa, pelo teu trabalho, pelo teu ministério, porque Deus é contigo!

Em terceiro lugar, Jesus disse: “Continuem firmes porque, no mundo, vocês terão aflições.”.

Há dias difíceis. Muitas vezes, achamos que os céus estão fechados para nós. Passamos por vales, pelo dia da perseguição, pelo dia da incompreensão, pelo dia da escassez, pelo dia da enfermidade, mas saímos vitoriosos.

Se você está passando pelo deserto, lembre-se do que está escrito no Salmo 34: “Muitas são as aflições do justo, mas, de todas, o Senhor o livra.”.

Lembre-se do que está escrito em Jó 5: “Em seis angústias te livrará; e, na sétima, o mal não te tocará.”.

Lembre-se do que Jesus disse, em João 16: “No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo!”.

Hoje está sendo difícil para você? Está sendo um dia de aflições e incertezas? Então, guarde essa Palavra no seu coração!

As suas aflições estão asfaltando a estrada do seu sucesso de amanhã. Por trás destas batalhas, existe um propósito superior. Os discípulos não sabiam, mas Jesus não os estava deixando desamparados.

Sabe, eu passo por dias de lutas, mas eu sei que não estou sozinho... Eu passo pela luta, mas sei que não estou contando somente com minhas forças carnais... Eu passo por elas porque eu sei em quem tenho crido, e estou bem certo de que Ele é poderoso.


Creia nesta Palavra! Você está liberado para viver um novo tempo! Lembre-se de que Jesus venceu o mundo, e que nós venceremos também. Depois, do terceiro dia, Ele ressuscitou e está entre nós!

terça-feira, 11 de abril de 2017

Assuma quem você é em Jesus


Mateus 10. 24 a 33: “O discípulo não está acima do seu mestre, nem o servo, acima do seu senhor. Basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo, como o seu senhor. Se chamaram Belzebu ao dono da casa, quanto mais aos seus domésticos? Portanto, não os temais; pois nada há encoberto, que não venha a ser revelado; nem oculto, que não venha a ser conhecido.

O que vos digo às escuras, dizei-o a plena luz; e o que se vos diz ao ouvido, proclamai-o dos eirados. Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo. Não se vendem dois pardais por um asse? E nenhum deles cairá em terra sem o consentimento de vosso Pai. 

E, quanto a vós outros, até os cabelos todos da cabeça estão contados. Não temais, pois! Bem mais valeis vós do que muitos pardais. Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus; mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus.". 

O Senhor Jesus, ministrando seus apóstolos, fala sobre essa intimidade, sobre este relacionamento próximo e deixa para eles algumas instruções poderosíssimas, em oculto, para que eles, em seguida, pudessem passá-las adiante publicamente:  

Em primeiro lugar, Ele disse: “Não temas, porque o discípulo não precisa ser maior que o mestre. Ele precisa ser igual ao seu mestre.”. 

Busque ser como Jesus Cristo! Antes de tomar qualquer atitude, pense: “O que Jesus faria se estivesse no meu lugar?”.  

Em segundo lugar, Ele afirmou: “Não temas, porque aqueles que podem matar o corpo não podem matar a alma!” 

Não tenha medo do que os homens podem fazer contra você! Mas tema aquele que pode matar sua alma e te levar para o inferno!  

Em terceiro lugar, o Senhor fala: “Você é cuidado pelo Deus vivo”. 

O Senhor te conhece. E ele não nos trata na coletividade, mas na nossa individualidade. Ele sabe o teu deitar e o teu levantar! Antes de a palavra chegar à tua boca, o Senhor já a conhece!  

Lance sua ansiedade sobre aquele que tem cuidado de você! Permaneça firme nas promessas do Senhor, é Ele quem te guarda e quem te protege de todo o mal.  

Em quarto lugar, Ele diz: “Aquele que me confessar diante dos homens eu o confessarei diante do Pai!”. 

Em Romanos 1, Paulo fala: “Não me envergonho do Evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que nele crê!”. 

Sabe, negar Jesus é muito mais complexo do que somente dizer: “Não O conheço!”. Pedro negou Jesus três vezes, mas foi perdoado porque se arrependeu. Negar Jesus é conhecê-lo, mas viver como se não O conhecesse! Negar Jesus é ignorar todas as verdades ensinadas por Ele. Negar Jesus é não praticar Sua Palavra!  

Negar é ter vergonha de falar de Jesus em seu trabalho, para os seus amigos ou para sua família. Se você continuar negando o Senhor com suas atitudes, pensamentos e palavras, sabe o que vai acontecer? Você também será negado por Ele diante do Pai.  

Assuma sua identidade! Assuma quem você é em Jesus! 

sexta-feira, 7 de abril de 2017

O milagre precisa acontecer dentro de nós primeiro

Nesta quinta-feira (06), a Renascer em Cristo iniciou o “Jejum dos celeiros cheios”. O culto realizado no Renascer Hall, sede internacional do ministério, foi transmitido para todo o país, através da Rede Gospel de Televisão e da Rádio Gospel FM, e para os quatro cantos do mundo, por meio do canal oficial da igreja no YouTube.


Depois do louvor do Renascer Praise, Apóstolo Estevam Hernandes leu a passagem bíblica de Habacuque 3.17 a 19, e ministrou com base no tema “Os celeiros cheios”. Confira, a seguir, o resumo da palavra:

“O contexto de Habacuque mostra uma situação de abatimento, assolação e de dias difíceis sem possibilidades de melhoras. Quem de nós já não passou por momentos assim? É muito fácil ter fé quando está tudo bem. Mas, em situações tenebrosas como essas, o Senhor quer mostrar que dependemos d’Ele. Na hora da crise, na hora dos celeiros vazios, nós erramos, porque deixamos de confiar no Senhor”, acrescentou.

Na sequência, o líder da igreja Renascer em Cristo explicou que existem três atitudes que nos impedem de receber o suprimento do Senhor nos momentos de crise:

1- A falta de fé;

2- A murmuração;

3- A precipitação.

Ele também reforçou que, para o cenário de escassez ser transformado em um campo fértil para uma grande colheita, é necessário:


1- Ter no espírito o barulho das chuvas abundantes (1 reis 18.44 a 46)

“Quem vive na dúvida apenas atrasa o que Deus já preparou para acontecer. Elias sabia que a seca havia acabado após receber aquele pequeno sinal. Ele sabia que as chuvas abundantes estavam chegando. Dentro dele, o milagre já havia acontecido. O milagre precisa acontecer dentro de nós primeiro”, disse.

2- Saber discernir o tempo de Deus para encher os celeiros (Gênesis 41.25 a 31)

“Muita gente morre na época de vacas magras por não saber esperar o momento em que os celeiros se encherão”, conscientizou.

“Confie no Senhor, porque Ele tem grandes livramentos. Você será abençoado a ponto de até poder suprir os incrédulos e os seus inimigos, assim como aconteceu com José no Egito”, profetizou.

3- Ter autoridade e habilitação sobre o solo (Gênesis 26.12 a 14 e Mateus 13.3 a 9))

“Isaque começou com celeiros vazios. O que aconteceu depois? Ele começou a colher a cem por um e prosperou. A terra era a mesma, mas o que mudou? Ele havia consagrado aquele solo ao Senhor. Ele quebrou a maldição daquele local! Esta unção que quebra a esterilidade e quebra as maldições da terra está sobre a sua vida! As sementes serão colocadas pelo Senhor nas tuas mãos, e estas sementes vão produzir a cem por um. Pelo poder da palavra e da autoridade de Jesus Cristo, as sentenças serão quebras, e você viverá um novo tempo”, declarou.

“Eu creio que Deus enche os celeiros. Eu creio no sobrenatural! Este é o tempo para você e para a sua família! É tempo de uma poderosa colheita”, afirmou.



Redação iGospel

Fotos: Sarah Brito

segunda-feira, 3 de abril de 2017

O sacerdócio apostólico

Neste sábado, 1º de abril, o apóstolo Estevam Hernandes ministrou sobre “O sacerdote apostólico” durante a Ceia de Oficiais do mês de abril, realizada no Renascer Arena, em São Paulo. Ele leu o texto bíblico que está em 1º Pedro 2.9-10. “Temos uma eleição que não vem de tradições ou de imposições da lei, mas da Graça, porque por ela somos sacerdócio real em Cristo”, afirmou o apóstolo.


Veja a seguir os principais trechos da ministração do apóstolo Estevam:

Samuel foi escolhido por Deus dentro desta perspectiva espiritual, pois  não era da tribo de Levi ou descendência de Arão, de onde vinham os sacerdotes, mas recebeu uma eleição que vem do chamado apostólico. Vamos ler 1ª Samuel 3.9-14. Deus nos fez sacerdotes reais em Cristo, mas o que representa isso no mundo espiritual?

Samuel ouviu a voz de Deus e entendeu que nele estava sendo iniciado um sacerdócio que não teria mais a degradação que os filhos de Eli haviam criado naquele tempo (1º Samuel 3.15-21). Samuel estava sendo chamado para uma obra que nunca tinha sido feita antes.

O sacerdócio carnal muitas vezes é movido pelos interesses e Satanás tem poder de interferência, mas o sacerdócio verdadeiro vem de Deus.

A degradação que rouba o sacerdócio é:


1º) A prostituição de valores espirituais (2º Timóteo 3.8). Isso acontece quando os homens são cruéis, malvados, não respeitam os valores espirituais.  As pessoas difamam, rompem alianças e vivem por suas conveniências e interesses. Não encaram a perspectiva verdadeira do que representa esse sacerdócio. Janes e Jambres estavam corrompidos pela crueldade e a corrupção é uma marca da religiosidade. Esta era a situação dos filhos de Eli, pois estavam corrompidos. Infelizmente existe muita corrupção espiritual no meio evangélico. A pessoa se diz servo de Deus, mas não quer sair do mundo. Você precisa ser íntegro e manter os valores espirituais. Há pessoas que não oram mais, não jejuam, não leem a palavra e vivem uma vida de aparência religiosa;

2º) Não se entregam à vida espiritual como se entregam as coisas do mundo (João 3.19). Estamos disponíveis a tudo muitas vezes e não estamos 100% disponíveis para o Senhor. Aqueles homens não tinham ouvidos para a voz do Senhor. E a Palavra diz: quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. Os filhos de Eli estavam associados com o mundo e não com as coisas de Deus, eles amavam as trevas. Nem sempre o seu melhor é o melhor de Deus, mas seu amor ao Senhor tem que ser maior do que todas as coisas. Não deixe o diabo te conectar com as coisas do mundo;

3º) Quando a apostasia e o esfriamento já dominaram a alma, é a doutrina de Balaão (Apocalipse 2.14). Quando Deus levanta Samuel, Ele o levanta para denunciar as obras do diabo, para denunciar aqueles sacerdotes corrompidos. Deus não existe na vida de alguns religiosos porque o diabo conseguiu fazer com que eles substituíssem a verdadeira relação com Deus por uma simulação conveniente. A igreja precisa de sacerdotes limpos, que não aceitam o suborno demoníaco para trair a Deus.


O sacerdócio de Samuel nos faz passar por um processo. Por causa dele, enfrentamos:

1º) Rejeição por causa do nosso chamado (1º Samuel 8.7). Se você não incomoda, o Espírito Santo não está na sua vida. O sacerdócio de Samuel é rejeitado a ponto do povo pedir um rei a Deus. Por isso, não se incomode por ser rejeitado. Samuel sempre teve autoridade e todos reconheciam Deus em sua vida, mas ele era rejeitado pelo povo por não ser um "sacerdote" segundo o padrão religioso deles.

2º) O julgamento do povo que acusa sempre o ungido (1º Samuel 12.2-5). A integridade de Samuel superava todas as críticas e malignidades, mas o diabo acusador quer destruir o sacerdócio com seus julgamentos injustos e mentirosos. O Senhor é sua testemunha e é Ele quem vai te justificar e honrar, em nome de Jesus! Não fique envergonhado porque você está passando por dificuldade e porque está sendo acusado, Deus está te dizendo: só Eu sou testemunha. Fique em paz com sua integridade! Deus vai te honrar e as mentiras do diabo vão cair por terra, em nome de Jesus!

3º) A rebeldia (1º Samuel 13.13; 1º Samuel 15.22-23), que vamos ter que enfrentar. Não podemos deixar que esse espírito rebelde de Satanás nos derrote, nem mesmo nos contamine. Deus nos chamou para ocupar esse lugar na terra, lugar que Cristo conquistou e entregou a sua Igreja (Apocalipse 1.5-6). Samuel passou por tudo isso sempre diante de Deus e ministrando a Palavra. Rebeldia é oposição à verdade da Palavra. O diabo não quer que tenhamos consciência dessa posição de autoridade espiritual, mas ela é uma conquista que cristo conquistou e entregou a sua igreja. Se você rejeitar a Palavra, você está praticando a feitiçaria. Existem pessoas que dizem que Deus falou com ela e só fazem besteiras. Isso acontece porque não foi Deus quem falou com elas, mas sua carne. Você tem que ser guiado pela unção da Palavra. Não seja guiado pela rebeldia!

Deus nos chamou para ocupar um lugar na terra que Cristo ocupou (Romanos 8 e Efésios 1.3-6). Jesus conquistou esse lugar e o entregou a sua Igreja. Ele te escolheu antes da fundação do mundo. Declare: eu tenho esse sacerdócio em minha vida! Quando você ocupa esse espaço no mundo espiritual você passa a viver não mais de favor humano, mas de direito espiritual. Esse é o seu direito.

Como é este sacerdócio?


1º) Somos sucessores e representantes de Cristo na terra. Você é eleito e o seu sacerdócio é real e espiritual (Mateus 16.17). O sacerdote tinha herança por causa do sangue humano e sua descendência, mas nós temos o sacerdócio pelo sangue de Jesus (Hebreus 10.19). O ofício do sacerdote era sangue e água, estes eram atributos do sacerdote. Ele derramava água e sangue para justificar (Levíticos 16.15,24 e Hebreus 9.28). Somos o sacerdócio do sangue de Jesus e da água da vida! O sacerdote é o único que entra além do véu, é uma fonte inesgotável daquilo que Deus tem para nossas vidas!

2º) Vivemos a promessa que o judeus não viveram (Êxodo 19.5-6). Eles não viveram a promessa, mas nós recebemos de Deus coisas superiores. A promessa do sacerdócio só se cumpre na igreja de Jesus Cristo. Nós somos o Israel de Deus! (Gálatas 3.13-14). As bênçãos de Abraão chegaram até a minha casa e a minha família. É chegado o reino de Deus nas nossas vidas, Ele vai nos fazer viver a diferença! Temos o sacerdócio e a promessa do Espírito Santo. Esta é a principal promessa: o Espírito Santo derramado sobre sua Igreja.

O que o sacerdote tem no mundo espiritual?

-  Vestes de linho como Jesus (Daniel 10.5).

-  Marcas do sangue nas vestes (Apocalipse 7.14 e 19.13).

-  Palavra de poder em suas bocas (Apocalipse 19.15).


3º) Pertencemos a uma ordem sacerdotal espiritual (Salmos 110.44). Jesus é sacerdote real da ordem de Melquisedeque (Hebreus 7.1-3) O sacerdócio apostólico segundo a ordem de Cristo/Melquisedeque nos deu essa herança espiritual como Israel de Deus (Hebreus 7.11-19). Jesus nos deu esse sacerdócio apostólico.

4º) Temos acesso à glória sacerdotal de Cristo (Hebreus 10.20-22). Jesus, por seu sacrifício, nos fez sacerdotes pelo seu definitivo sacrifício para que vivamos o poder pleno da gloria de Deus na graça (Hebreus 9.6-12). Deus te dá hoje a porção do sacerdote (Números 18.7-8). Recebemos a glória sacerdotal que se encontra apenas no santo dos santos (João 17.22).

Nunca mais desvalorize o que você recebeu de Deus! Nunca mais tenha dúvidas da sua eleição, você tem a herança de Jesus Cristo. O sacerdote recebe a transmissão da glória de Cristo nos santos dos santos!!! Moisés recebeu, lá no monte, a transmissão da glória de Jesus, pois só ela podia enfrentar o faraó. Moisés tinha a glória de Deus refletida na sua face! Pode se preparar, porque você vai viver essa glória na sua vida!!!

Samuel foi o único que, não vindo da tribo de Arão, foi sacerdote, profeta e juiz. As três características de Jesus. Ele é sacerdote, tem a palavra profética e vai julgar o mundo.


Cláudia Pires, redação igospel


Fotos: Leonardo Junior e Alessandra Braga