terça-feira, 30 de agosto de 2016

Diário de Israel: Conheça Cafarnaum, o local onde Jesus escolheu morar


Cafarnaum é uma a cidade bíblica que ficava na margem norte do Mar da Galileia, próxima de Betsaida e Corazin.

Ficou conhecida como a base ministerial de Jesus Cristo. Ali, Ele realizou muitos milagres e compartilhou seus ensinamentos.

Relembre alguns fatos marcantes que aconteceram na região:

- Jesus cura um paralitico - Mateus 9.1 a 8

- Jesus cura o servo de um centurião romano - Mateus 8.5 a 13

- Jesus cura dois cegos - Mateus 9.27 a 31

- Jesus cura um homem mudo e endemoninhado - Mateus 9.32 e 33

- Jesus liberta um homem possesso de espirito imundo - Marcos 1.21 a 27

- Jesus cura a sogra de Pedro - Mateus 8.14 e Marcos 1.30 e 31

- O filho do oficial do rei recebe a cura proferida por Jesus, que estava em Caná da galileia - João 4.46

- Jesus chama Mateus para ser seu discípulo - Mateus 9.9

- Cafarnaum era o lugar onde residiam Pedro e André - Marcos 1.29

- Cafarnaum era conhecida como a própria cidade de Jesus - Mateus 9.1

Cafarnaum faz parte do roteiro de viagem que a Igreja Renascer em Cristo realiza anualmente em Israel. Confira, no vídeo abaixo, uma ministração que Bispa Sonia Hernandes realizou no local:


Cinco conselhos importantes do apóstolo Pedro


1 Pedro 1.22 a 25  e 2: 1 a 4: “Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente, pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente.

Pois toda carne é como a erva, e toda a sua glória, como a flor da erva; seca-se a erva, e cai a sua flor; a palavra do Senhor, porém, permanece eternamente. Ora, esta é a palavra que vos foi evangelizada.

Despojando-vos, portanto, de toda maldade e dolo, de hipocrisias e invejas e de toda sorte de maledicências, desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para salvação, se é que já tendes a experiência de que o Senhor é bondoso. Chegando-vos para ele, a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa”.

Nessa passagem, há conselhos indispensáveis para nossas vidas! Quando não somos lembrados, alimentados e exortados, a tendência é a corrupção dos nossos valores espirituais. Por quê? Porque, se não há profecia, a corrupção é estabelecida. Este é o histórico do povo de Israel, que se corrompeu com os ídolos de povos estranhos.

Para que a gente seja blindado das malignidades que o inimigo quer implantar em nossas vidas, Pedro nos deixa alguns direcionamentos:

Em primeiro lugar: Purifique sua alma pela obediência à verdade

Isso ocorre quando nós temos consciência da sujeira que estamos levando para nossa vida. É saber que pornografia é pecado. É saber que mentir é algo inadmissível. É saber que a idolatria desagrada a Deus. É conhecer princípios espirituais e praticá-los.

A sujeira que impera na nossa mente, quando não é eliminada, nos transforma em pessoas irresponsáveis e inconsequentes! Isso é a cauterização da mente! É quando perdemos a sensibilidade espiritual!

1 Timóteo 4.1: “Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios”.

Pedro nos ensina que devemos limpar a nossa mente pela obediência! Por isso, nós precisamos nos aprofundar mais na Palavra de Deus! Só assim, conheceremos Sua vontade!

Em vez de manter aquela sujeira, eu me reciclo e me renovo interiormente!

Deus não quer sacrifícios, quer obediência! Deus quer que sejamos obedientes ao que nos fora ministrado por Ele.

Em segundo lugar: Ame ardentemente seu irmão!

Quando tenho minha consciência limpa e estou purificado através da verdade da palavra, eu encontro o verdadeiro amor! Esse amor não tem nada a ver com atração física, mas com o exemplo que o Senhor nos deixou.

João 3.16: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”.

Este amor envolve gratidão, bondade, compaixão e esperança! É algo desprovido de interesses!

Pedro ainda fala que devemos praticá-lo ardentemente! Meu Deus do Céu! Será que nós, cristãos, estamos praticando este amor ou amamos até o ponto que nos interessa?

O verdadeiro amor é um vínculo indestrutível! Nada pode destruir o poder da palavra que nos foi evangelizada.

Em quarto lugar: Não se iluda com a glória humana

Pedro nos fala que a glória humana é como a erva! No campo, ao receber a chuva, a erva fica verde, ou seja, linda e gloriosa, mas, quando vem a seca, ela enfraquece e morre! Quando ela seca no meio do campo, ninguém mais nota sua presença, é como se ela nem existisse!

Assim é a glória humana: passageira! As pessoas ficam iludidas e fascinadas por algo falível! Elas desprezam o dia de amanhã!

Em quinto lugar: Tire de sua vida a malicia, a falsidade, a hipocrisia, a inveja e toda a sorte de maledicência

Busque ser uma pessoa integra no seu caminhar com Deus, porque, assim, você encontrará Jesus! Ele foi rejeitado por todos, mas é a pedra na qual nós edificamos nossas vidas!

Que você possa receber esta palavra e limpar o seu coração, para poder viver aquilo que Deus tem reservado pra sua vida – ser luz do mundo e sal da terra –.

Se você está triste, fraco e se sentindo acusado, volte aos caminhos do Senhor! Limpe sua consciência e lave-se no sangue do Cordeiro! Deus quer te receber, te perdoar e te restaurar!

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Diário de Israel: Batismos no Rio Jordão marcam a Caravana Apostólica

O Yardenit é o único e registrado sítio de batismo para os peregrinos cristãos, no lugar onde o Rio Jordão flui para fora do Mar da Galileia e para dentro do Mar Morto.

O local faz parte do trajeto da Caravana Apostólica, realizada anualmente pela igreja Renascer em Cristo.

Em 2015, além de serem ministrados pelo Apóstolo Estevam Hernandes, os participantes foram batizados nas águas do Rio Jordão e ainda realizaram um ato profético. Veja a seguir:



Relembre alguns milagres e atos proféticos que aconteceram no Rio Jordão:
 
- Para conquistar a Terra Prometida, Josué e o povo de Israel tiveram que passar pelo Rio Jordão, que após um ato profético, se abriu: Josué 3. 15.
 
- Elias cruzou o Jordão com Eliseu. Do outro lado do rio, Eliseu recebeu a porção dobrada do poder de Deus que havia sobre o profeta, tornando-se seu sucessor: 2 Reis 2. 8.
 
- Naamã foi curado da lepra, após mergulhar sete vezes, no Rio Jordão: 2 Reis 5. 14.
 
- João batizou Jesus Cristo, no Rio Jordão: Mateus 1. 9

domingo, 28 de agosto de 2016

Precisamos viver o novo de Deus

Neste domingo (28), o Apóstolo Estevam ministrou no culto das 19 horas, no Renascer Hall, em SP, sobre Apocalipse 21:1-7.

"A perspectiva de Deus é nos levar a viver coisas novas espiritualmente. Essa é uma dinâmica espiritual que confunde a ciência até os dias de hoje, porque o mundo continua se desenvolvendo e a ciência tenta encontrar uma explicação, só que o maior cientista disse que a conclusão é que existe um ser superior por trás de todas as coisas, e nós sabemos que esse ser superior é o nosso Deus, criador dos céus e da terra. O amor de Deus estabeleceu que vivêssemos coisas novas. E João na Ilha de Patmos tem uma visão maravilhosa. E o Espírito Santo mostrou a eles muitas coisas, é uma das coisas que ele viu foi, novos céus e nova terra e todas as coisas haviam passados, João viu a terra e o céus espirituais”, disse Apóstolo Estevam.


"João diz que Deus mostrou que todas as coisas serão feitas novamente. E o Senhor fala - eis que faço nova todas as coisas. Isso significa que Deus está te convocando a abandonar o futuro que te persegue. Todos nós precisamos de uma libertação, precisamos todos os dias ser reciclados no nosso espírito, para entendermos verdadeiramente os valores estabelecidos por Deus, mas há um mecanismo na nossa mente que nos faz viver do passado porque carregamos lembranças que podem ser destruidoras. Quando eu tenho uma má lembrança e trago isso a memória, eu dou lugar a acusação de satanás, pensar nesse passado não vai mudar nada, a única coisa que podemos fazer é aprender com as experiências passadas, mas não deixá-las vivas para que elas sejam um martírio, por isso precisamos viver o novo de Deus" conscientizou Apóstolo Estevam.

"Deus tem um novo tempo para nós. Antes de Deus dar o novo para alguém, Ele deu um novo nome. Deus iria dar o novo para Abrão, e então o chamou de Abrahão, deus iria dar o novo para Jacó e então, o chamou de Israel. Nós também recebemos de Deus um novo nome, para que possamos entrar em novo tempo. O seu nome espiritual, satanás não conhece, apenas Deus conhece seu novo nome espiritual. Quando Jacó sai da casa Labão, foi um processo de Deus. Deus muitas vezes coloca direções no seu interior que você nem sabe, e Deus coloca intenções no seu interior para que a vontade Dele se cumpra. Deus chamou Jacó para um novo tempo, e Ele faz isso colocando saudades no interior de seu pai, saudades da terra de seu pai. Com isso Deus faz ele  terminar aquele ciclo de tempo de escravidão na terra de Labão", afirmou Apóstolo Estevam.

"Deus hoje vai te incomodar, porque Ele não está feliz que você seja escravo de nada, Deus vai te incomodar para que você saia das estruturas do seu passado, para você poder viver o novo. Mas você precisa estar atento ao que Deus quer fazer. O que Deus quer é te dar coisas novas. Hoje você vai abandonar as coisas do passado e vai começar a viver o novo do Senhor em todas as áreas de sua vida", declarou Apóstolo Estevam. 


Isaías 43:1 "Mas agora, assim diz o Senhor que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu”. 

Isaías 43:18 “Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas”. 

"Nós temos muito medo do novo, nós preferimos ser conservadores e arriscamos muito pouco, mas o Senhor te diz não temas, entrega o teu caminho ao Senhor. Hoje é um dia de novos começos. O senhor disse todas as coisas estão feitas, eu sou o alfa e ômega, o princípio  e o fim. Todas as coisas já estão preparadas e feitas para você e para sua família. Deus já consumou em Jesus todas as coisas a seu respeito. Enquanto o seu espaço for ocupado pelo velho homem, Deus não pode te dar o novo. Quando você é livre e liberto, você vive o Grande de Deus, e a sua perspectiva não é mais o teu passado, mas o novo de Deus", disse Apóstolo Estevam.

Na sequência Apóstolo Estevam falou sobre três bênçãos para ser liberto e receber:

1. Um novo começo (Levítico 26:9).

Eu vou tirar o velho hoje e vou dar lugar ao novo. O senhor te diz que vai te fazer fecundo, vai te fazer frutificar e o senhor vai derramar o novo sobre você.

A igreja declara que "Hoje está começando um novo tempo na minha vida, no meu ministério, hoje Deus está falando que um tempo de um novo começo eu vou começar tudo debaixo da orientação do Senhor".

Quem busca um novo começo não cai no juízo de Deus, mas na sua vontade.

Quando você está preso ao velho você está debaixo do juízo, mas quando você está buscando o novo, ainda que você erre você está debaixo da graça, porque o teu coração está voltado para aquilo que Deus está te empurrando, e então você vai encontrar a vontade dele.

Viver com o senhor é buscar a vontade de Deus e ele te conduz em graça para que você possa viver isso.

A igreja declara "Eu vou deixar a capa do cego de jerico para trás. "O Senhor disse: veja e ele viu, e ele então arrancou sua capa e correu seguir a Jesus, porque aquela capa o identificava como mendigo, como cego, como miserável, e aquela capa era uma capa de sujeira e por isso ele arrancou e deixou, e hoje você também vai arrancar e deixar.

Quando eu olho para frente, quando eu olho para as coisas que Deus tem, eu avanço.

udo o que estava amarrando sua vida ao passado, as âncoras emocionais e as âncoras espirituais eu arranco hoje da sua vida para que você possa viver um novo tempo do Senhor em nome do Senhor Jesus.


2. Um novo dia que se chama dia do Senhor (Salmo 118:23).

Hoje é um novo dia do Senhor na tua vida. 

Nós estamos todos os dias debaixo de misericórdias, basta a cada dia o seu mal.

Você só será liberto vivendo a cada dia o dia de Deus, quando você vive o dia da tua carne, é um dia atormentado, um dia cheio de lutas, mas quando você vive o dia de Deus, você viverá um dia maravilhoso.

Isso procede do Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos. Este é o dia que o Senhor fez, regozijemo-nos e alegremo-nos nele.

O dia do servo de Deus é diferente, o dia do Senhor para o impor é relacionado a vingança e juízo, Deus vai colocar juízo sobre a terra, mas O dia do senhor para seu povo são dias de alegria.

O dia do senhor é dia de livramentos, é dia de maravilhas, é dia do mar se abrir, é dia de conhecer o poder de Deus, é dia de vinho novo na minha boca e vamos viver esse dia, porque Deus tem coisas novas para cada um de nós.

3. Andar em novidade de vida (Romanos 6:4).

Chegou o tempo e agora, nós vamos andar em novidade de vida.

Andar em novidade de vida é a cada dia viver as misericórdias do Senhor. O maná os duravam dia, porque o Senhor não quer que você seja dependente de coisas velhas. Se o mana ficasse estocada, ele embolorava, Deus disse a tua porção é hoje, e a cada dia Deus tem uma porção nova para você.
O maná durou um dia, mas o milagre dura para sempre.

As vestes do Senhor Jesus foram deixadas lá na sepultura. Jesus poderia ter carregado as suas vestes, mas as vestes deixadas significavam que a ali estava o velho e que a ressurreição era o novo. Deus quer que você viva essa porção diária do novo.

Você vai quebrar todas as cadeias para viver essa liberdade, porque o diabo havia nos amarrado no lado forçado e nos colocado debaixo desse jugo. Colossenses 2:13-15.

Deus não habita em cima do passado Ele habita em cima da tua relação com Ele no presente. O Senhor disse eis que faço nova todas às coisas.

Hoje receba a benção do vinho novo na sua vida em nome de Jesus, receba o novo do Senhor e você vai tirar todos os remendos da sua vida, e você vai declarar a tua libertação em nome de Jesus. Se você estava carregando uma maldição de coisas passadas, maldição de coisas velhas está amarrado em nome do senhor Jesus, O Senhor rasgou o céu na cruz e disse a satanás que ele estava em vergonha porque ele não pode mais acusa-lo, não pode mais prendê-lo.

Se satanás vier te acusar do seu passado, mostre qual é o futuro dele. O futuro dele é de derrota, amarrado, preso para todo o sempre, esmagado debaixo dos pés de Jesus e debaixo dos nossos pés.

Em nome de Jesus eu já me aproprio do novo do Senhor Jesus. Receba porque hoje você sai daqui liberto para viver esse tempo novo do Senhor na tua vida.


Declare "Eu estou saindo para um novo tempo ! Faraó já recebeu a ordem do Senhor, deixa meu povo ir, porque eles vão sair para um novo tempo.

Declare "Eu tomo posse desse tempo novo de Deus, o tempo de escravidão, o tempo de deserto, o tempo de assolação, de ser aquela pessoa que vivia preocupada, desesperada acabou hoje em nome de Jesus, hoje eu me aproprio dessa palavra, e declaro, tudo está feito, meu futuro já está feito porque o Alfa e o ômega já encravou na cruz.

"Em todas as áreas eu estou liberto pelo sangue de Jesus,  a cada dia Deus me dará o novo, a ordem já está dada, eu saio do Egito e dou meus passos para viver um novo tempo", conclui Apóstolo Estevam.

Fonte: Redação iGospel

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Coloque sua fé em ação!

Depois de 10 dias de consagração, chegou ao fim o “Jejum da Restituição de Ziclague”. Com transmissão ao vivo diretamente do Renascer Hall, o encerramento da campanha foi ministrado pelo Apóstolo Estevam Hernandes, na noite desta sexta-feira (26).


Ele leu o texto bíblico de 1 Samuel 30.12 a 26, e falou sobre “ser restituído para reinar”. Confira, a seguir o resumo da palavra:

“Por trás de todo o roubo que você viveu em sua vida, Deus tem para você uma grande surpresa. É tempo de restituição”, disse ele. “Deus vai derramar muitas chuvas de bênçãos e milagres sobre sua vida!”, profetizou.

“Paulo nos alerta a não desprezar os desígnios do inimigo. Por que, muitas vezes, estamos oscilando espiritualmente? Por falta de conhecimento. Quando eu conheço o poder do Senhor, eu fico fortalecido no dia da guerra. Essa experiência vem da Palavra de Deus. Quando o inimigo te faz apenas um ‘buscador da bênção perdida’, você deixa de conhecer a grandiosidade do Senhor, aquele que pode te dar tudo”, alertou.

“Relacionar-se com Deus é pedir e confiar naquele que pode dar além do que você pediu ou pensou. Relacionar-se com Deus é ter confiança, não ansiedade. Deus não é Deus de uma bênção, Deus é Deus de abundância, de grandiosidade. A graça é multiforme. Quando você menos espera, Ele tem um livramento. Ele tem a restituição!”, afirmou.


O que fazer para viver a restituição?

1- Estar debaixo de uma palavra profética (2 Crônicas 20.20 e 1 Samuel 30.8)

2- Posicionar-se, com atitudes, contra o inimigo (Tiago 2.26 e Provérbios 6.21)

“Diante do improvável, mova-se em direção à vontade de Deus”, declarou.

“Coloque sua fé em ação!”, aconselhou.

Três atitudes espirituais que precisamos ter para vencer o inimigo:

1ª Resistência (Provérbios 3.31)
2ª Pisar, com os dois pés, na cabeça do inimigo (Romanos 16.20)
3ª Adoração

3- Transformar o investimento espiritual em uma poderosa restituição (Zacarias 9.12)

“Você orou, jejuou, honrou ao Senhor? Então, a palavra vai se cumprir, materializando sua fé!”, destacou.

“Entre no campo do inimigo, porque o Senhor é contigo e está te fortalecendo”, afirmou.

“A palavra vai se cumprir, segundo o que Deus ordenou”, disse.

Confira, a seguir, o vídeo com a ministração completa:



Redação iGospel
Fotos: Karin Marcitello

Um Deus perdoador!


Salmo 130: “Das profundezas clamo a ti, Senhor. Escuta, Senhor, a minha voz; estejam alertas os teus ouvidos às minhas súplicas.  Se observares, Senhor, iniquidades, quem, Senhor, subsistirá?  Contigo, porém, está o perdão, para que te temam.

Aguardo o Senhor, a minha alma o aguarda; eu espero na sua palavra.  A minha alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã.

Mais do que os guardas pelo romper da manhã,  espere Israel no Senhor, pois no Senhor há misericórdia; nele, copiosa redenção. É ele quem redime a Israel de todas as suas iniquidades.”

Quebrante o seu coração, peça perdão a Deus, com sinceridade, porque Ele é um Deus de amor, um Deus perdoador.

Eu estava meditando nessa palavra pela manhã, e há algo muito importante que eu quero compartilhar.

Pedir perdão não significa estar arrependido. Muitas pessoas perdem perdão, mas, no fundo, não se arrependeram do mal que fizeram. Estão apenas com remorso e não querem assumir as consequências dos seus erros.

O perdão existe, mas quando há arrependimento verdadeiro! Quando há arrependimento, há fruto. Qual é o fruto do arrependimento? Esforçar-se, ao máximo, para não cometer os mesmos erros.

O Senhor quer limpar o nosso coração. Quando estamos limpos por Ele, alcançamos suas misericórdias.

O teu clamor será ouvido, e o Senhor vai trazer o que você mais precisa... Mais do que dinheiro, mais do que uma posição, mais do que reconhecimento humano, mais do qualquer relacionamento, você precisa da paz de Cristo!


Receba essa paz! Se o seu arrependimento é verdadeiro, sinta-se perdoado pelo Senhor! Que Ele te cubra de misericórdias, renove o teu interior, e que você seja bendito em todos os seus caminhos, entendendo que Deus não quer te condenar. Ele quer te perdoar e te colocar em um novo caminho!

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

É tempo de reconstrução!


Neemias 2.17: “Então lhes disse: Bem vedes vós a miséria em que estamos, que Jerusalém está assolada, e que as suas portas têm sido queimadas a fogo; vinde, pois, e reedifiquemos o muro de Jerusalém, e não sejamos mais um opróbrio.”

Em Jerusalém, todos estavam completamente desmotivados e sem nenhuma perspectiva.

Quantas vezes, nós olhamos a situação geral, e o que os nossos olhos contemplam é somente a impossibilidade de que dias melhores virão?

Por isso que, quando Jesus chora sobre a cidade de Jerusalém (Lucas 19: 41 a 44), Ele fala sobre a Jerusalém assolada, fala sobre a Jerusalém que mata os seus profetas, que despreza a lei do Senhor e fala sobre a Jerusalém contaminada pelo espírito de desânimo.

O desânimo – a disposição mental contrária à natureza que Deus colocou no homem (Romanos 1) – pode exatamente ser para o lado do pecado, da prostituição, ou pode ser para o lado da entrega, quando decidimos entregar os pontos, quando não temos mais forças e nada que nos impulsione.

Neemias encontra a situação de um povo completamente assolado e, no seu espírito, ele tinha o envio, o envio para transformar aquele estado de assolação em uma obra inexplicável aos olhos humanos, mas possível para Deus. Ele, então, se propõe a fazer aquilo que talvez as pessoas jamais poderiam pensar ou imaginar. Ele se propõe a reedificar os muros, os muros assolados de Jerusalém. Ele, então, em 52 dias, faz esta obra gloriosa e maravilhosa.

O que eu tenho buscado de Deus, a cada dia, é exatamente o entendimento espiritual daquilo que significava o antes daquele local. O antes era uma cidade sem defesa.

Nós já estivemos com a igreja nestes muros, que foram reconstruídos e edificados de uma maneira tão impressionante e em tempo recorde. Hoje, podemos passar por cima deles e observar que eram exatamente uma defesa, ou seja, eram extremamente estratégicos.

Ali, o inimigo estava em uma posição de inferioridade. Quando você não tem muros espirituais, você está em uma posição de inferioridade espiritual. Você não tem defesas e, ao mesmo tempo, não pode atacar. Isso é exatamente o que o inimigo quer fazer. Ele quer que nós fiquemos completamente desprotegidos e despreparados para as batalhas que temos que enfrentar. Em Efésios 6, Paulo fala exatamente sobre nós estarmos preparados e armados.

O Senhor deu a Neemias um foco: “Coloque defesas, para que a minha glória seja mostrada, para o retorno do shekinah.”. Nós precisamos de defesas para que possamos manter o que Deus tem nos dado. É por esse motivo que as gerações se perdem. É por esse motivo que nós vemos que não há uma sucessão.

Nós temos que ter defesas que nos deem uma posição privilegiada contra o inimigo e defesas que signifiquem uma proteção para tudo aquilo que Deus nos entregou.

Neemias entende isso e, estrategicamente, reconstrói os muros. Eu tenho certeza de que o trabalho de Cristo é o trabalho de Neemias: o trabalho de reconstruir as nossas defesas, de nos colocar em uma posição de autoridade, uma posição estratégica contra o inimigo, uma posição estratégica que nos permite estar verdadeiramente constituídos em cima de fortaleza. Por isso que nós estamos assentados com Cristo, acima de potestades, principados e dominadores.

Por isso que Davi fala sobre a cidade murada, sobre a proteção daquilo que são os nossos muros. Quando estamos dentro de uma cidade murada, temos exatamente o diferencial que é esta posição estratégica de autoridade. Que o Senhor possa te dar esta condição.

Eu poderia citar para vocês vários exemplos de muros, mas vou destacar alguns:

Muros da vida espiritual:

Quem não tem uma vida espiritual protegida, uma vida espiritual edificada, é uma pessoa enfraquecida e, consequentemente, não consegue chegar à plenitude de sua constituição.

Muros das relações pessoais:

Quando eu sou uma pessoa desprotegida, as minhas relações pessoais são problemáticas, são completamente desgovernadas, não têm uma direção do Espírito Santo de Deus. Eu, então, não consigo manter esta liga verdadeira, que é a liga da comunhão. Eu fico sem poder discernir, entender e, consequentemente, faço voos cegos.

Muros para a preservação do futuro:

Quando eu não tenho proteção para a minha caminhada, para aquilo que é o meu futuro, o que acontece? Eu sou consumido no presente. O muro significa: proteção para o futuro. O muro significa: eu ter realmente aquilo que eu posso construir, edificar e deixar um legado.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Confie nos propósitos de Deus!


2 Coríntios 12.7 a 10: “E, para que não me ensoberbecesse com a grandeza das revelações, foi-me posto um espinho na carne, mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de que não me exalte. Por causa disto, três vezes pedi ao Senhor que o afastasse de mim.  Então, ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo. Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte.”

Essa palavra é extremamente profunda de um homem experimentado. Ninguém escreveria algo assim, se não tivesse recebido profundas revelações de Deus e se não tivesse uma experiência poderosa com o Senhor.

O apóstolo Paulo vivia para Cristo. Ele disse em Gálatas 2.20: “Não vivo eu, mas Cristo vive em mim.”. A vida dele foi completamente entregue nas mãos de Deus. Nós precisamos buscar viver dessa maneira.
                                                                                             
Para vivermos integrados com o nosso chamado, nós precisamos entender que luta é diferente de castigo. Muitas pessoas pensam que você está passando por lutas, porque Deus está te punindo, mas o que acabamos de ler é exatamente o contrário disso!

Paulo tinha um espinho na carne. Ele, obviamente, não cita em suas cartas o que era esse espinho, mas podemos entender que era alguma luta, alguma dificuldade pessoal, algo que ele tinha como peso.

Paulo pediu para que Deus o arrancasse – uma atitude absolutamente normal, pois sempre que passamos por dificuldades, pedimos a Deus um livramento –.

Depois de Paulo ter pedido três vezes, a resposta de Deus foi: “A minha graça te basta!”.

A graça de Cristo, o amor de Cristo, a bondade de Cristo e o acesso a Cristo eram o suficiente! É disso que nós precisamos!

Você não precisa de compreensão humana! Você não precisa de amizades! Você não precisa da posição pela qual você está lutando! Antes de tudo isso, você precisa da graça de Deus. A graça que te equilibra, que te cura, que te dá sabedoria e que te impulsiona a viver o novo de Deus.

Com base nesta palavra, quero citar três pontos importantes:

Em primeiro lugar, Paulo entendeu o que Jesus disse!

Eu acredito que ele deve ter pensando da seguinte forma: “Eu vou continuar com esse espinho, mas maior do que ele é a graça que eu recebi, porque sem o espinho e sem a graça, eu vou desfalecer. Mas com o espinho e com a graça, serei mais que vencedor.”.

Em segundo lugar, Paulo falou algo muito difícil de entender nos dias atuais: “Tendes prazer por passardes por várias provações”.

Será que Paulo estava falando para sermos masoquistas?  Será que ele disse: “Alegre-se com essa desgraça que você está vivendo!”?

Ele explica que tudo o que acontece conosco tem um propósito maior em Deus. A enfermidade tem um propósito, a luta financeira tem um propósito...

Mas qual é a origem dessas lutas?

Essa é uma pergunta muito frequente na igreja. Na carta aos tessalonicenses, Paulo fala que a origem são os prazeres da nossa carne.

Muitas das nossas lutas são de origem espiritual, por isso, nós jejuamos, oramos, clamamos e louvamos! Entretanto existem lutas que são de origem carnal, porque optamos por atitudes erradas. Todos os nossos atos têm consequências!

Precisamos entender que, independente da causa de cada enfermidade, se nós nos abrirmos para sermos controlados pelo Espírito Santo, não morreremos no meio da batalha, não ficaremos com as marcas do passado, pois vamos evoluir.

A tua luta é um fator de desenvolvimento. A tua dificuldade é o trabalhar de Deus.

Paulo fala: “Quando você passar por aflições, angustias, provações e perseguições, não deixe nada te derrubar! Sinta, no seu interior, que Deus permitiu essa situação para o teu crescimento e desenvolvimento.

Depois dessa luta, você sairá mais forte, mais determinado, mais experiente, mais sábio, mais sensível às dificuldades do seu próximo, mais amoroso, mais misericordioso e mais convicto.

Em terceiro lugar, há um segredo espiritual, no qual diz que o poder de Deus se aperfeiçoa nas nossas fraquezas.

Você se sente fraco? Mas, no Senhor, você é forte! Faça de Zacarias 4:6, a sua verdade. Sabe o que está escrito: “Não é por força nem por poder, mas pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos.”.

Você vai descobrir que, mesmo nessa tempestade, você pode andar e lutar.

Você vai aprender que a perseguição pode até chegar a um nível quase insuportável, mas você vai passar por ela e vai resistir no Senhor.

Permanecer em pé significa que eu estou abrindo as portas para o futuro que Deus deseja.

Sabe qual foi o segredo de Paulo? Ele entendeu que o poder de Deus se aperfeiçoa em suas fraquezas!

Talvez, você tenha pensado que está tão fraco que não consegue nem sair da cama. Talvez, você tenha pensado em entregar os pontos...

Você só pensou! Sabe por quê? Porque quando pensamos que estamos fracos, na verdade, somos fortes.

Quando você pensa que está sozinho na batalha, vem sobre ti o poder do Espírito Santo, vem o poder da graça, vem a autoridade, vem a esperança... e, então, inexplicavelmente, você é tomado pela alegria do Senhor, que é a nossa força!

Você vai ultrapassar barreiras, vai ficar mais resistente, e o desejo maligno do coração humano não vai prosperar.


Tome posse dessa palavra! Levante sua cabeça e siga em frente, porque o Senhor é contigo!

Diário de Israel: No Monte Arbel, Apóstolo fala sobre a posição espiritual da Igreja

Mencionado apenas uma vez na Bíblia, em Oséias 10: 14, Arbel é considerado um dos montes mais bonitos e especiais de Israel. Situado a 500 metros acima do Mar da Galieia, proporciona visões impressionantes de toda a região em volta.

Ali, durante a viagem que a Renascer realizou na Terra Santa, Apóstolo Estevam leu o Salmo 120 e falou sobre a posição espiritual ocupada pela Igreja de Cristo.

Confira, no vídeo abaixo, a ministração: 


Clique aqui e confira as informações da Caravana Apostólica deste ano. 

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Cuidado com o esfriamento espiritual


Oseias 14.1 a 8: “Volta, ó Israel, para o Senhor, teu Deus, porque, pelos teus pecados, estás caído. Tende convosco palavras de arrependimento e convertei-vos ao Senhor; dizei-lhe: Perdoa toda a iniquidade, aceita o que é bom e, em vez de novilhos, os sacrifícios dos nossos lábios. A Assíria já não nos salvará, não iremos montados em cavalos e não mais diremos à obra das nossas mãos: tu és o nosso Deus; por ti o órfão alcançará misericórdia. Curarei a sua infidelidade, eu de mim mesmo os amarei, porque a minha ira se apartou deles.

Serei para Israel como orvalho, ele florescerá como o lírio e lançará suas raízes como o cedro do Líbano. Estender-se-ão os seus ramos, o seu esplendor será como o da oliveira, e sua fragrância como a do Líbano. Os que se assentam de novo à sua sombra voltarão; serão vivificados como o cereal e florescerão como a vide; a sua fama; a sua fama será como o vinho do Líbano. Ó Efraim, que tenho eu com os ídolos? Eu te ouvirei e cuidarei de ti; sou como o cipreste verde; de mim procede o seu fruto.”

No momento em que nós passamos por um esfriamento espiritual, estamos em apostasia. Apostatar é não se importar com nada! É não estar ligado a nada. O apóstata é indiferente e apático.

Paulo fala, em 1 Timóteo 1, que a apostasia é a origem do ensinamento de demônios. Existem muitas pessoas que, nesta condição, ensinam que não precisamos ir à igreja, que não existe cobertura espiritual, que a igreja não tem autoridade... Essas pessoas não respeitam autoridades, anulam o agir do Espírito Santo de Deus e espumam sua sujidade, como ondas bravias do mar.

Sabe qual será o destino delas? Infelizmente, será a queda, porque elas buscam sua própria destruição.

Judas 12 e 13: “Estes homens são como rochas submersas, em vossas festas de fraternidade, banqueteando-se juntos sem qualquer recato, pastores que a si mesmos se apascentam; nuvens sem água impelidas pelos ventos; árvores em plena estação dos frutos, destes desprovidas, duplamente mortas, desarraigadas; ondas bravias do mar, que espumam suas próprias sujidades; estrelas errantes, para as quais tem sido guardada a negridão das trevas, para sempre”.

Na passagem que lemos no início do estudo, Deus fala:

Em primeiro lugar: Levante-se!

Ele explica que você pode estar caído, porque se voltou aos ídolos, abandonou os ensinamentos do Senhor e deixou este esfriamento cauterizar o seu coração.

Se você está nesta condição, levante-se, porque Deus vai te restaurar. Levante-se, porque Ele tem um novo tempo para você!

Em segundo lugar: Creia!

Tenha consciência de que todas as alternativas, fora seguir a vontade de Deus, não te levaram a lugar algum! Os homens resolveram? Os ídolos resolveram? Essa doutrina esdruxula, herética e demoníaca resolveu? Não!

Então, o Senhor está dizendo: “Aquilo que não resolveu a sua vida, você vai abandonar! Você vai voltar a Mim, porque Eu tenho uma nova história para você!”.

Deus estava dando uma nova oportunidade ao povo de Israel, a oportunidade de serem curados.

Está palavra é tão tremenda, pois mostra a grandiosidade do amor do nosso Pai celestial. Se você abandonou a Deus, seu trabalho, sua casa e sua família, Ele vai te curar e te trazer de volta!

Ele vai limpar essas feridas, e não haverá mais nenhuma cicatriz do tempo em que você foi infiel! Ele faz nova todas as coisas!

Deus também estenderá sobre nós o Seu amor. Ele será o nosso cipreste e restaurará todas as coisas!


A Palavra do nosso Senhor vem com força aos nossos corações, mostrando que a destruição, que este tempo que você viveu afastado de Deus trouxe para você – porque estar longe do nosso Pai de amor traz consequências terríveis –, não faz mais parte de quem você é! O Senhor está transformando o seu deserto em um campo florido! Deus vai te restaurar, para que você volte a ser o Israel que Ele projetou.

Vença o desânimo profissional com algumas dicas

Quando a falta de ânimo em realizar as tarefas do dia a dia profissional toma conta do seu ambiente de trabalho, e o estresse ocupacional começa a dar os primeiros sinais de que aquela profissão não te faz mais feliz, as causas que antes não era nada pode começar a aparecer como: falta de perspectiva, salários baixos, pressão excessiva. Mas, no final, estar fazendo o que não gosta é o que mais pesa no dia a dia do profissional. Para A Gerente de Compliance da Microsoft, Juliana Nogueira o primeiro passo para um profissional vencer o desânimo é descobrir qual o seu perfil, identificar suas próprias habilidades e, a partir daí, traçar uma meta para a sua carreira.

Abaixo Juliana Nogueira nos mostra que devemos seguir os seguintes conselhos para recuperarem o ânimo no trabalho

Conheça suas chances no mercado:


Faça algum curso, busque informações sobre o mercado, seja multifuncional, especialista na sua área, mas disposto a atuar outras áreas, com isto terá a chance de conhecer outros setores da empresa, aprender, se relacionar com mais colegas e aumentar o networking.

Trace um plano e coloque suas metas em prática:


Antes de pensar nas metas, comece respondendo algumas perguntas como: Quanto? Como? Por quê? Quando? Ou seja, para que seja possível realizar, é necessário que seus objetivos estejam claramente detalhados.

Comece a executar seu plano:


Depois de passar todas as suas metas para o papel, não demore muito para começar a executar, pois quanto mais você demora, maior é a chance de você se atrapalhar depois por isso utilizar planos de ação simplifica sua vida, pois torna a execução de projetos organizada e possibilita envolver equipes de forma fácil e prática. 

Na contramão do mundo

Em uma de suas palestras, Apóstolo Estevam Hernandes falou sobre três tipos de desânimo.

Desânimo na alma:


Salmo 42:5 “Por que estás abatida, ó minha alma? Por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu.”.

Desânimo no corpo:


Salmo 32:3 “Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia.”.

Desânimo no espírito:


Salmo 51:10-12 Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável. Não me repulses da tua presença, nem me retires o teu Santo Espírito. Restitui-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito voluntário.”.

O líder da Igreja Renascer, falou sobre três formas de vencer o desânimo. Veja, a seguir, quais são:

Lembrar de todas as conquistas da sua vida:


Lamentações 3:21 “Quero trazer à memória o que me pode dar esperança.”.

Eliminar toda negatividade dos seus relacionamentos:


Salmo 1:1-3 “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido.”.

Não esquecer nenhum dia das promessas de Deus:


Salmos 119:45-50 “E andarei com largueza, pois me empenho pelos teus preceitos.Também falarei dos teus testemunhos na presença dos reis e não me envergonharei. Terei prazer nos teus mandamentos, os quais eu amo. Para os teus mandamentos, que amo, levantarei as mãos e meditarei nos teus decretos. Lembra-te da promessa que fizeste ao teu servo, na qual me tens feito esperar. O que me consola na minha angústia é isto: que a tua palavra me vivifica.”.

Dê um upgrade na sua carreira

Todas as segundas-feiras, a partir das 20 horas, a Igreja Renascer realiza as reuniões da AREPE (Associação de Renascer de Empresários e Profissionais Evangélicos).

O culto é direcionado para empresários, profissionais liberais e para pessoas que precisam de restauração e um direcionamento na área profissional.

No Renascer Hall, sede internacional da Renascer em Cristo, em São Paulo, as palestras são ministradas pelo Apóstolo Estevam Hernandes.

Serviço:
Culto da AREPE
Horário: 20 horas
Local: Todas as Igrejas Renascer em Cristo
Endereço da sede internacional: Rua Dr. Almeida Lima, 1.290 – Mooca



Fonte: Redação iGospel

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Você nasceu para vencer


Hebreus 10.35 a 39: “Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. Porque, ainda dentro de pouco tempo, aquele que vem virá e não tardará; todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. Nós, porém, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma.”

Nesta passagem, o escritor aos hebreus destacou três pontos importantes:

1º) Não abandone sua confiança

A tristeza, a frustração e a falta de perspectivas nos fazem querer, muitas vezes, entregar os pontos.

Talvez, hoje, você esteja a ponto de desistir. Você era uma pessoa confiante e cheia de disposição interior, mas, por não encarar seus desafios, acabou se tornando uma pessoa insegura, triste, desmotivada e sem base sólida para nada. Você acabou ficando como a onda do mar – agitada de um lado para o outro –. E o pior: além de perder a autoconfiança perdeu a confiança em Deus. Cuidado! Este é o ambiente ideal para Satanás roubar, matar e destruir.

Tiago 1.6: “...pois o que dúvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento.”

A falta de autoconfiança e a falta de confiança em Deus nos fazem ter grandes derrotas. Não importa se você esteja em um cenário de guerra. Não importa se parece que tudo vai desabar diante de você. Faça do Salmo 37.5  a sua verdade: “Entrega teu caminho ao senhor; confia n’Ele e o mais Ele fará”.

2ª) Viva pela fé

Hebreus 3.12: “Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo”

A incredulidade é algo sutil. Se não vigiarmos, ela se torna como um câncer e nos domina completamente. Talvez, você esteja assim porque não aconteceu o que você esperava, e você acha que, por causa disso, não acontecerá amanhã. No final, você fica magoado com o Senhor, o único que pode realmente de ajudar.

1 Timóteo 4.1 “Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios.”

Lucas 18.8: 8 “Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça. Contudo, quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?”

Quando você não vive pela fé, tudo é mais difícil e pesado. Sem fé, nossa vida não tem sentido!

3ª) Não desista

Ainda que você tenha perdido a confiança, ainda que você não esteja conseguindo ter fé, não desista!

Se você voltou para trás, é sinal que você abandonou tudo o que o Senhor já te deu! Desistência é sinal de fraqueza e covardia.

Quando você encarar qual quer desafio, diga com convicção: “Eu vou encarar essa situação, porque eu não sou daqueles que retrocedem. Mas, pela perseverança, eu alcançarei a promessa”.  

Seja perseverante, confiante, viva pela fé e receba autoridade para ser mais que vencedor, em Cristo Jesus. 

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Quatro características que levaram Josué à vitória


Josué 1.1 a 7: “Sucedeu, depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que este falou a Josué, filho de Num, servidor de Moisés, dizendo: Moisés, meu servo, é morto; dispõe-te, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel. Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu prometi a Moisés. Desde o deserto e o Líbano até ao grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus e até ao mar Grande para o poente do sol será o vosso limite.

Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei. Sê forte e corajoso, porque tu farás este povo herdar a terra que, sob juramento, prometi dar a seus pais. Tão-somente sê forte e mui corajoso para teres o cuidado de fazer segundo toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que sejas bem-sucedido por onde quer que andares.”.

Esta é a palavra do Senhor direcionada a Josué. Ele estava em um momento de transição e, ainda por cima, teria que enfrentar situações difíceis sem o seu maior apoio, que era Moisés.

Moisés foi um grande e respeitado líder, mas passou por uma série de situações desgastantes, que o deixaram sem condições de continuar naquela jornada rumo à terra prometida. Ele, então, morre, mas deixa Josué como sucessor.

Josué, diante daquele novo desafio, enfrenta um conflito interior e entra na “fase da insegurança”. Nós, muitas vezes, somos roubados porque ficamos nesta fase. Na “zona da insegurança”, deixamos de acreditar no nosso potencial, deixamos de acreditar que Deus nos enviou, e deixamos de acreditar que haverá bom futuro.

Talvez, ao olhar esta provação, você pense: “Eu não estou preparado!”. Isso ocorre quando você coloca suas deformações no lugar da bênção. Enxergue, com os olhos da fé, e caminhe de acordo com o direcionamento do Senhor.

Deus havia corrigido a rota de Josué, assim como está fazendo conosco. Confie, porque, se Ele te chamou, é Ele quem vai te capacitar.

Josué precisava vencer seus medos para superar aquela crise! As opções que ele tinha eram: vencer ou morrer no deserto! Era um momento de extrema pressão, porque o povo estava desorientado. Mas Deus, em todo o tempo, era com ele.

Hoje, eu quero destacar quatro marcas que Josué adquiriu para superar aquele deserto:

1ª) Força

2ª) Coragem

3ª) Estrutura

4ª) Equilíbrio

Essas características vão determinar a sua vitória neste momento estratégico e extrema pressão.

Se você der espaço ao medo, ele vai te paralisar, porque o medo produz tormento.

Se você der espaço à fraqueza, ela te levará à falência.

Seja forte e tenha coragem, porque o Senhor não te deu espírito de covardia, mas de ousadia!

Através das suas atitudes, o Senhor prosperará os seus caminhos.

É tempo de avançar!

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Como você agiria?


João 12.1 a 8 “Seis dias antes da Páscoa, foi Jesus para Betânia, onde estava Lázaro, a quem ele ressuscitara dentre os mortos. Deram-lhe, pois, ali, uma ceia; Marta servia, sendo Lázaro um dos que estavam com ele à mesa. Então, Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, mui precioso, ungiu os pés de Jesus e os enxugou com os seus cabelos; e encheu-se toda a casa com o perfume do bálsamo. Mas Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, o que estava para traí-lo, disse: Por que não se vendeu este perfume por trezentos denários e não se deu aos pobres? Isto disse ele, não porque tivesse cuidado dos pobres; mas porque era ladrão e, tendo a bolsa, tirava o que nela se lançava. Jesus, entretanto, disse: Deixa-a! Que ela guarde isto para o dia em que me embalsamarem; porque os pobres, sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes.”

Aqui, nós vemos Lázaro, um milagre vivo, um milagre materializado. Lázaro, que estivera morto por quatro dias, agora, atestava em todos os lugares o poder de Jesus. Isso também acontece conosco!

Somos convocados para sermos testemunhas e para testificarmos o que o Senhor tem realizado.

Neste texto, vemos alguns aspectos importantes que estão relacionados ao nosso comportamento de vida:

Em primeiro lugar, o comportamento de Marta.

Como sempre, Marta estava preocupada com as questões materiais. Ela estava organizando um jantar e estava totalmente focada nisso! Será que realmente havia necessidade de tamanha preocupação?

Marta já fora roubada de presenciar o milagre, porque estava se dedicando aos afazeres domésticos.

Será que você tem agido da mesma forma?

Responsabilidade? Todos nós temos, mas a nossa ansiedade precisa ser lançada diante de Deus, porque Ele cuidará de nós.

Pare de se preocupar, entregue teu caminho ao Senhor; confia n’Ele, e ele tudo fará.

Em segundo lugar, o comportamento de Judas, o traidor, o falso, o ladrão, o mentiroso.

Judas tinha ódio de tudo o que era feito para Jesus.

Há muitas pessoas que odeiam que você glorifique o nome de Jesus, que você pregue o nome de Jesus e que você entregue sua vida para Jesus.

Ao ver a oferta de Maria, ele ficou indignado e veio com um discurso hipócrita: “Dê para os pobres!”. Mas, na verdade, ele queria aquela oferta para ele, queria roubá-la.

Precisamos guardar o nosso coração para não sermos roubados!

Em terceiro lugar, o comportamento de Maria, aquela que creu até as últimas consequências.

Maria foi testemunha ocular do milagre. Em sua coração, havia uma grande gratidão pela ressurreição de Lázaro.

Aquela essência era o mais precioso que ela tinha, e ela escolheu derramá-la sobre Jesus!

Derrame seu precioso sobre Jesus, derrame seu amor sobre Jesus.

Tenha a atitude de Maria!

Judas tomou a atitude errada, e Jesus o repreendeu: “Os pobres vocês sempre terão!”. Jesus não estava se referindo somente à pobreza de dinheiro, mas à pobreza de espírito, de criatividade, de amor...

Jesus quis dizer que eles teriam que desfrutar de sua presença!

Tenha a melhor atitude! O mesmo poder de ressurreição que entrou na casa de Maria também vai entrar na sua casa!

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Confira o vídeo da ministração "Lançamento do projeto Casais +QV"

Leiam a palavra de Deus, juntos! Adquiram o habito de orar, juntos! Os dias são maus, mas quanto mais perto estamos da luz, mais fortalecidos nós ficamos. Lembre-se de que a tua felicidade não começa em uma casa nova, ou seja, não começa nos valores materiais, mas em Cristo.

Confira, no vídeo a baixo, a ministração completa:


Quando tudo parece estar perdido!


Ezequiel 37.1 a 10: “Veio sobre mim a mão do SENHOR; ele me levou pelo Espírito do SENHOR e me deixou no meio de um vale que estava cheio de ossos, e me fez andar ao redor deles; eram mui numerosos na superfície do vale e estavam sequíssimos. Então, me perguntou: Filho do homem, acaso, poderão reviver estes ossos? Respondi: SENHOR Deus, tu o sabes.

Disse-me ele: Profetiza a estes ossos e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do SENHOR. Assim diz o SENHOR Deus a estes ossos: Eis que farei entrar o espírito em vós, e vivereis. Porei tendões sobre vós, farei crescer carne sobre vós, sobre vós estenderei pele e porei em vós o espírito, e vivereis. E sabereis que eu sou o SENHOR. Então, profetizei segundo me fora ordenado; enquanto eu profetizava, houve um ruído, um barulho de ossos que batiam contra ossos e se ajuntavam, cada osso ao seu osso.

Olhei, e eis que havia tendões sobre eles, e cresceram as carnes, e se estendeu a pele sobre eles; mas não havia neles o espírito. Então, ele me disse: Profetiza ao espírito, profetiza, ó filho do homem, e dize-lhe: Assim diz o SENHOR Deus: Vem dos quatro ventos, ó espírito, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. Profetizei como ele me ordenara, e o espírito entrou neles, e viveram e se puseram em pé, um exército sobremodo numeroso.”

Deus deu uma tremenda visão profética a Ezequiel. A visão era o estado espiritual do povo de Israel, que estava destruído pelo pecado e pelas malignidades. Eles realmente precisavam receber uma porção espiritual para conhecerem o poder da ressurreição.

Com base nesta passagem:

Em primeiro lugar, precisamos entender que é necessário renascer todos os dias.

Em Romanos 8.11, está escrito: “Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos vivificará também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito, que em vós habita.”.

O que Paulo quis dizer? Que, todos os dias, precisamos nos encher do Espírito Santo de Deus. Precisamos nos encher deste poder. Este poder que nos levanta, que nos dá perspectivas de um futuro glorioso, que tira todas as confusões das nossas mentes e que nos impede de chegar ao estado que estava aquele vale que Ezequiel enxergou.

Aqueles ossos estavam sequíssimos e destruídos. Com certeza, virariam pó. Mas havia uma saída, uma solução: o poder da ressurreição. E ele precisa estar presente em nós!

Em segundo lugar, precisamos ter fé!

O profeta estava diante de um vale de ossos secos. Talvez essa seja a visão que você tenha de muitas áreas da sua vida! Pode ser que, para você, não tenha mais jeito!

Mas o Senhor ouve o teu choro, o teu clamor, olha para você e pergunta: "Você crê que todos estes ossos podem renascer? Você crê na transformação deste cenário?".

Qual será a sua resposta? Pense muito bem, pois ela vai determinar o final desta história!

Eu sei que a resposta de Ezequiel foi: “Senhor, Tu sabes, Tu podes, e eu creio! Eu creio que Tu podes realizar o impossível!”.

Depois de ouvir aquela resposta carregada de fé, o Senhor diz a ele: “Já que você crê, profetize!”.

Você está chorando, mas continua crendo no poder transformador do Senhor? Então, profetize! Está difícil? Profetize! Clame ao Senhor, porque haverá uma revolução!

Depois do posicionamento de Ezequiel, os ossos começaram a se juntar, tendões se juntaram com tendões... a pele começou a se regenerar... os músculos... os corpos recuperam sua forma... A transformação foi completa!

Daquele vale de ossos secos, surgiu um grande exército! E o Senhor mostrou que a glória da segunda casa é maior do que a da primeira, porque Ele continua dizendo ao profeta: “Este é o povo de Israel, e vocês saberão que eu sou Deus, quando Eu abrir as vossas sepulturas!”.

Há uma mensagem profética grandiosa neste milagre: Deus vai colocar as coisas da sua vida em ordem, pelo poder da ressurreição.

Hoje, o Senhor está abrindo todas as sepulturas, está enxugando as lágrimas dos seus olhos e está realizando uma grande restauração!

Creia, profetize e você verá, destas áreas que estavam mortas em sua vida, surgir um grande milagre.

1 Coríntios 2.9: “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.”