terça-feira, 28 de junho de 2016

A espera não pode matar a esperança



Salmos 40.1 a 5: “Esperei confiadamente pelo Senhor; Ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro. Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal de lama; colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos.


E me pôs nos lábios um novo cântico, um hino de louvor ao nosso Deus; muitos verão essas coisas, temerão e confiarão no Senhor.


Bem-aventurado o homem que põem no Senhor a sua confiança e não pende para os arrogantes, nem para os afeiçoados à mentira.


São muitas, Senhor, Deus meu, as maravilhas que tens operado e também os seus desígnios para conosco; ninguém há que se possa igualar contigo. Eu quisera anuncia-los e deles falar, mas são mais do que se pode contar.”.


Acalme-se, aquiete o seu coração! Qual é o nosso grande desafio? A espera! A espera que não pode matar a esperança. Mesmo que essa espera seja, aos olhos humanos, absurda, incompreensível e não tenha justificativas, não deixe que ela te desgaste emocionalmente.

O que os outros dizem não importa. Espere confiadamente no Senhor. Espere naquele que pode resolver os seus problemas, espere naquele que começou a boa obra na sua vida e é fiel para finalizá-la.

Esperar confiadamente no Senhor é saber que a Palavra d´Ele não volta vazia. É saber que, pela fé, você viverá o impossível. É saber que nós sempre teremos, em nosso Pai de amor, livramento, resposta e consolo, porque aqueles que esperam no Senhor jamais serão confundidos.

Quando eu espero confiadamente no Senhor, eu não duvido, eu tranquilizo meu coração, eu busco ter um comportamento diferente daqueles que não têm fé e me fortaleço na esperança.

Salmo 119.116: “Ampara-me, segundo a Tua promessa, para que eu viva; não permitas que a minha esperança seja envergonhada."

No momento de maior dor, de maior angustia e de perdas incalculáveis, Jó disse: “O meu redentor vive! Ainda que Ele me mate, eu O louvarei.”.

Mesmo com tantas lutas e com sua esposa dizendo: “Amaldiçoa seu Deus, e morre!”, Ele se manteve inabalável.

Espere naquele que pode restaurar seu casamento, naquele que pode curar suas enfermidades, naquele que pode trazer seus filhos de volta! Espere! Deus está no controle!

Ele vai desatar os teus pés, assim como está escrito no Salmo 40.

O medo, a ansiedade e o desespero nos impedem de caminhar. Mas, hoje, o Senhor vai colocar os teus pés em terra firme, sobre a rocha!

Os que confiam no Senhor são como o monte de Sião, que não se abalam, mas permanecem para sempre.

Então, faça desta palavra o teu apoio. Deus vai te tirar deste lugar de dor. Se você estava triste, desolado, humilhado, cansado, Ele vai colocar nos teus lábios um canto de vitória, para que você renove suas forças e se levante para um novo tempo!

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Tudo no tempo de Deus se realizará

Neste domingo (26), durante a Celebração da Família, o apóstolo Estevam Hernandes ministrou sobre os três gritos poderosos e deu inicio ao segundo dia da  campanha “Vale de Decisão -Seis Dias para Viver o Milagre”, em consagração ao segundo semestre do ano.

O culto realizado na sede internacional do ministério foi transmitido para todo o país, por meio da Rede Gospel de Televisão.


“Há dias que sentimos uma alegria do Senhor que ela é explicável por aquilo que Deus está por fazer. Hoje, domingo é um dia de clamor, clamor pela tua vitória”, disse Apóstolo.

Veja a seguir os principais trechos da palavra ministrada:

Jesus foi preso, levado ao Gólgota para ser crucificado e no momento do seu sofrimento ele teve sede, mas a maldade dos soldados era tanta que ao invés de darem a ele água, deram vinagre. Nesse momento ele dá um grito “está consumado", ali ele perde a sua condição humana, e então vieram três dias de incerteza, do desconhecido, ninguém sabia o que aconteceria, Jesus tinha dado uma dica, mas ninguém tinha certeza de ele iria ressuscitar.

Quando Jesus deu aquele grito "está consumado", ali se encerrava um tempo de dores, de sofrimento, um tempo de deserto e de separação, porque ali estava consumado o plano superior de Deus. A lei ficava para trás e agora se inaugurava o tempo da graça do Senhor. É essa graça que rasgou o véu de cima abaixo, a graça que nos trouxe a salvação, não mais por sofrimento, não mais por sacrifícios de animais, mas a graça gloriosa de podermos viver na liberdade do Espírito Santo de Deus e na graça gloriosa de temos a salvação eterna.

Depois do grito “está consumado” aconteceria o ponto que seria o mais importante que a ressurreição. Todas as vezes que o Senhor clamar “está consumado”, no tempo de Deus virá uma grande e poderosa vitória. O plano de Deus na sua vida está consumado, e no tempo de Deus você verá a manifestação grande do Senhor acontecendo. Todo o teu sofrimento e expectativas, em apocalipse a palavra diz que ele vai enxugar dos teus olhos toda a lágrima. A tristeza pode durar por uma noite, mas alegria virá pelo amanhecer. O grito de está consumado precede de grandes vitórias. Então prepare- se porque aquilo que o Senhor preparou para sua vida vai acontecer no tempo do Senhor, e nada, nem anjos ou demônios, ninguém pode mudar o que o Senhor tem para fazer nas nossas vidas, porque ele é soberano.


O grito “está consumado” representa três gritos poderosos:

1. Grito de vitória

Grito de vitória por aquilo que você pensava que não aconteceria mais na sua vida. Muitas vezes você luta por algo que não aconteceu, então você desanima, esquece, e fica com a sensação de que aquilo nunca mais vai acontecer na sua vida. Mas no seu interior fica uma frustração.

Mas o Senhor diz que não vai te faltar coisa pequena e nem coisa grande. O senhor teu Deus escuta as tuas orações. A obra já está consumada, então ainda que haja evidências, ainda que palavras malditas se levantem ninguém pode impedir o que Deus tem para fazer na sua vida. Deus vai fazer uma obra gloriosa. Há coisas na sua vida que parecem demoradas, mas aquele que prometeu é fiel. Aquilo que você não imaginava que você não acreditava o Deus todo poderoso diz "vai acontecer diante dos seus olhos". Hoje, Deus está lançando o alicerce da glória da segunda glória.

2. Grito do livramento

Deus tem um livramento. Muitas vezes você é atacado por um espírito de tristeza, porque as portas se fecharam, porque não tem mais jeito, mas Deus não deixa seus servos na cova e nem confundidos. O Espírito Santo diz hoje, não deixe satanás entristecer o seu coração, mas enche o teu coração de esperança que o Espírito Santo coloca em você. Porque ainda essa semana Deus te dará um livramento, e os seus dias de riso vão chegar.

Deus vai te mandar um milagre tão poderoso, de uma maneira tão incrível, que você não vai se surpreender. Todo o tempo que você andou chorando, vai acabar e você vai voltar cheio de grandes cestos de milagres. E você dirá grandes coisas fez o Senhor por nós e por isso estamos alegres.

Tudo aquilo que o Diabo falou contrariamente, e todas as áreas que estavam em ruínas e todo espírito de Sambalate e Tobias, está quebrado na tua vida, porque a palavra de Deus para sua vida vai acontecer. Vai acontecer porque Ele é quem deu a palavra. Num tempo recorde vai acontecer e as pessoas não vão nem acreditar com o que Deus vai fazer na tua vida.

Mesmo em meio de muitas palavras contrárias, após 52 dias Neemias vê o muro de Jerusalém construído. E nos próximos dias você verá um muro construído, porque o Senhor está colocando na sua boca hoje um grande grito de livramento.

A igreja declara que está consumado a obra de Deus na sua casa, na sua família. No ano mais difícil da economia do Brasil, Deus vai te dar os maiores livramentos que você já viveu na sua vida, milagres vão bater na tua porta, o coração do rei está nas mãos de Deus, e Ele inclina para onde ele quer. Deus muda com apenas uma palavra, apenas uma ordem. Aguarde no tempo de Deus para se manifestar. O teu deus não te desamparará, não te deixará. No tempo de Deus se realizará.


3. Grito da honra

No lugar da tua vergonha você terá dupla honra. Deus diz três palavras para Josué:

1. Ninguém poderá te resistir todos os dias da tua vida, eu sou contigo.

2. Preparai-vos porque amanhã eu farei maravilhas no meio de vós.

3. Hoje o Senhor vai retirar o opróbrio da tua vida e nunca mais você será escravo.

Toda afronta, toda provocação, todo plano elaborado de satanás para te afrontar vai cair por terra. Deus vai colocar na tua boca um grito de honra. Deus não é homem para que minta, e nem filho do homem para que se arrependa.

O meu povo jamais será envergonhado. Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele e o mais Ele fará.

No dia que satanás marcou para destruir, para matar, roubar e acabar foi o dia que o Senhor havia marcado para declarar “está consumado” a vitória do meu povo e transformou aquele decreto de pur em purim e naquele dia, para o povo de Deus houve, alegria, regozijo e honra.

O Senhor está te dizendo, vocês vão saber que Eu sou Deus, quando Eu mudar a vossa sorte diante dos teus olhos.

Antes de chegar sexta-feira Deus vai te abrir portas, Deus vai te trazer honra e mover corações.

A primeira coisa que Deus fez em Isaías, foi colocar na boca dele uma brasa e aquela brasa deixou no seu espírito um grito de vitória. Deus está colocando no seu espírito hoje esse grito.

Depois que Jesus gritou “está consumado”, no domingo pela manhã quando Maria Madalena e as outras mulheres chegaram ao túmulo  do senhor, a pedra do túmulo estava removida e elas se desesperaram, mas Jesus  estava ali ao lado ressurreto e disse, “mulher porque você procura o vivo entre os mortos.”. E o anjo disse, “Ele não está aqui, Ele ressuscitou.”.

Não abra mais mão da sua posição, e nem da sua condição porque o Senhor te disse a obra está consumada, creia e não duvide porque você vai viver João 11:40, " Se eu crer, eu verei a glória de Deus.".

Fonte - iGospel

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Um Deus perdoador!


Salmo 130 “Das profundezas clamo a ti, Senhor. Escuta, Senhor, a minha voz; estejam alertas os teus ouvidos às minhas súplicas.  Se observares, Senhor, iniquidades, quem, Senhor, subsistirá?  Contigo, porém, está o perdão, para que te temam.

Aguardo o Senhor, a minha alma o aguarda; eu espero na sua palavra.  A minha alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã.

Mais do que os guardas pelo romper da manhã,  espere Israel no Senhor, pois no Senhor há misericórdia; nele, copiosa redenção. É ele quem redime a Israel de todas as suas iniquidades”.

Quebrante o seu coração, peça perdão a Deus, com sinceridade, porque Ele é um Deus de amor, um Deus perdoador.

Eu estava meditando nessa palavra pela manhã, e há algo muito importante que eu quero compartilhar.

Pedir perdão não significa estar arrependido. Muitas pessoas perdem perdão, mas, no fundo, não se arrependeram do mal que fizeram. Estão apenas com remorso e não querem assumir as consequências dos seus erros.

O perdão existe, quando há arrependimento! Quando há arrependimento, há fruto. Qual é o fruto do arrependimento? Esforçar-se, ao máximo, para não cometer os mesmos erros.

O Senhor quer limpar o nosso coração. Quando estamos limpos por Ele, alcançamos suas misericórdias.

O teu clamor será ouvido, e o Senhor vai trazer o que você mais precisa... Mais do que dinheiro, mais do que uma posição, mais do que reconhecimento humano, mais do qualquer relacionamento, você precisa da paz de Cristo!


Receba essa paz! Se o seu arrependimento é verdadeiro, sinta-se perdoado pelo Senhor! Que Ele te cubra de misericórdias, renove o teu interior, e que você seja bendito em todos os seus caminhos, entendendo que Deus não quer te condenar. Ele quer te perdoar e te colocar em um novo caminho!

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Três conselhos do Apóstolo Estevam para esta quinta-feira


Lucas 8. 26 a 39 “Então, rumaram para a terra dos gerasenos, fronteira da Galiléia. Logo ao desembarcar, veio da cidade ao seu encontro um homem possesso de demônios que, havia muito, não se vestia, nem habitava em casa alguma, porém vivia nos sepulcros. E, quando viu a Jesus, prostrou-se diante dele, exclamando e dizendo em alta voz: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Rogo-te que não me atormentes.  Porque Jesus ordenara ao espírito imundo que saísse do homem, pois muitas vezes se apoderara dele. E, embora procurassem conservá-lo preso com cadeias e grilhões, tudo despedaçava e era impelido pelo demônio para o deserto.

Perguntou-lhe Jesus: Qual é o teu nome? Respondeu ele: Legião, porque tinham entrado nele muitos demônios. Rogavam-lhe que não os mandasse sair para o abismo. Ora, andava ali, pastando no monte, uma grande manada de porcos; rogaram-lhe que lhes permitisse entrar naqueles porcos. E Jesus o permitiu.  Tendo os demônios saído do homem, entraram nos porcos, e a manada precipitou-se despenhadeiro abaixo, para dentro do lago, e se afogou. Os porqueiros, vendo o que acontecera, fugiram e foram anunciá-lo na cidade e pelos campos.

Então, saiu o povo para ver o que se passara, e foram ter com Jesus. De fato, acharam o homem de quem saíram os demônios, vestido, em perfeito juízo, assentado aos pés de Jesus; e ficaram dominados de terror. E algumas pessoas que tinham presenciado os fatos contaram-lhes também como fora salvo o endemoninhado. Todo o povo da circunvizinhança dos gerasenos rogou-lhe que se retirasse deles, pois estavam possuídos de grande medo. E Jesus, tomando de novo o barco, voltou.

O homem de quem tinham saído os demônios rogou-lhe que o deixasse estar com ele; Jesus, porém, o despediu, dizendo: Volta para casa e conta aos teus tudo o que Deus fez por ti. Então, foi ele anunciando por toda a cidade todas as coisas que Jesus lhe tinha feito.”

Em Gadara, havia um jovem possesso de demônios. O Senhor Jesus, vendo aquela situação terrível, o libertou, causando um grande alvoroço na cidade.

Aquele milagre atraiu pessoas de outras regiões. Ao chegarem à Garada, elas se depararam com aquele jovem aos pés de Jesus.

Em fez de ficarem felizes, elas foram tomadas por um grande medo – era uma estratégia de Satanás para afastá-los –.

Hoje, com base nesta passagem, quero deixar três conselhos para você meditar nesta quinta-feira:

1º Tome cuidado com as interpretações erradas e com sentimentos estranhos.

Tome cuidado para Satanás não te confundir.

Em vez de ficarem felizes por aquela libertação, aquelas pessoas ficaram com medo de Jesus. Diante de um grande milagre, eles ficaram com um sentimento demoníaco.

Essa insensibilidade em relação ao milagre é espiritual.

Cuidado com os sentimentos que podem te roubar!

2º Tome cuidado com a ingratidão

Aquelas pessoas foram ingratas com Jesus. Que mal Ele havia feito? Nenhum!

Sabe, muitas vezes, agimos desta forma, quando transferirmos os nossos problemas para Deus, como se Ele fosse o culpado.

Os gadarenos se tornaram duros e ingratos. Esta ingratidão fez com que eles expulsassem Jesus dali.

Ser ingrato com Jesus é o mesmo que expulsá-lo de sua vida!

3º Independente do sentimento coletivo, permaneça aos pés do Senhor Jesus

Aquele jovem queria ir com Jesus para Israel, pois sabia a grande transformação que o Senhor havia feito em sua vida. Estava com o coração cheio de gratidão.

O plano do inimigo era que ele retrocedesse e ficasse mais atormentado do que estava quando era possesso por demônios.

Jesus, então, deixa uma missão para aquele jovem: mostrar para as pessoas a linda obra que o Senhor fez em sua vida!


quarta-feira, 22 de junho de 2016

Reconciliados em Cristo!


2 Coríntios 5.18 a 21: “Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação.

De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio. Em nome de Cristo, pois, rogamos que vos reconcilieis com Deus. Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.”

Nós somos fruto de uma ruptura. Espiritualmente, houve uma ruptura quando o pecado entrou na vida do homem.

O profeta Isaías fala que o pecado causa separação entre nós e Deus.

Essa ruptura seria definitiva se não houvesse o sacrifício de Cristo na cruz do Calvário. O sacrifício de Cristo nos reconciliou. Só que nós, muitas vezes, não temos plena consciência disso. Muitas pessoas, infelizmente, não entendem o que é salvação e o que é reconciliação.

A salvação é alcançada pela graça, conforme está escrito em Efésios 2.8: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus.”. Já a reconciliação deve ser conquistada por nós.

Na passagem que lemos no início estudo, Paulo aborda algumas questões importantes. Vou enumerá-las:

Em primeiro lugar, a reconciliação é um ministério.

Nós precisamos exercitar este ministério. Como? Tendo consciência de que precisamos nos reconciliar com nossa identidade espiritual. Você precisa se reconciliar com o ser que Deus criou.

Esta reconciliação passa por um estado de consciência pessoal. Você não é uma pessoa deformada, destruída, acabada e falida. Você é a pessoa que Deus desejou, planejou e amou!

Reconcilie-se com essa verdade. Desta forma, você deixará de ser problemático, confuso, depressivo e complexado. Desta forma, você será uma pessoa bem resolvida.

Em segundo lugar, Paulo fala que somos reconciliados em Cristo.

Quando o pecado entrou, o homem perdeu a condição de acesso livre a Deus. Mas, em Cristo, este acesso foi retomado, e nós passamos a viver Efésios 1.3: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo.”.

O que nos afasta desta condição sãos os conflitos interiores, ou seja, quando não achamos que somos dignos de viver as bênçãos espirituais. Quando deixamos este sentimento entrar, automaticamente, ficamos desconectados com o que está escrito nas Escrituras.

Em terceiro lugar, que precisamos nos reconciliar com o nosso chamado.

Em João 15.16, Jesus disse: “Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda.”.

Se você ignora o teu chamado, então, você está rompido com ele. Isso te torna uma pessoa estéril.

Você precisa se reconciliar com o seu chamado, porque a tua felicidade, o teu bem estar e a tua paz estão condicionados a você cumprir o que Deus determinou.

Não aceite ter uma vida sem propósitos. O Senhor tem um espaço para você na obra d’Ele. Ele tem uma missão para você.


O Senhor quer te reconciliar também com a paz, com a alegria e com a vontade d’Ele. Assim, consequentemente, você se reconciliará com as pessoas que estão ao seu redor.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Ansiedade, um sentimento atormentador


Mateus 6.25 a 34: “Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?  Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida?

E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos?

Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.”

Se nós fossemos mais observadores e praticantes da Palavra de Deus, nós viveríamos muito melhor do que vivemos.

Ser cristão é ter transformação interior, é andar no espírito, mas, infelizmente, nós nos entregamos a muitas malignidades, e a principal delas é a ansiedade.

Nesta passagem, Jesus trata a ansiedade como um espírito atormentador. Ele fala:

Em primeiro lugar: Não andeis ansiosos!

Por que você está tão ansioso? Por que você está tão atormentado? Por que, mesmo dizendo que confia no Senhor, você caminha como os ímpios?

A conclusão é: Você não sabe que Deus está ao seu lado! Você não entregou seu caminho a Ele! Você decidiu ser o senhor da sua própria vida!

Em segundo lugar, sobre a grandiosidade do Deus Criador

Faça uma avaliação daquilo que é constatado pela natureza. Observe o cuidado do Senhor nos mínimos detalhes.

O Senhor não vai te deixar faltar nem coisa pequena nem coisa grande! Você vale muito! Sua vida é preciosa! Sempre haverá um livramento, uma porta aberta e um suprimento.

Em terceiro lugar: Entregue seu caminho ao Senhor! Busque Seu reino e Sua justiça em primeiro lugar

Nós sofremos porque invertemos a prioridades.

Entregue-se à obra, sirva ao senhor, cumpra seu chamado, e todas as outras coisas serão acrescentadas. Esta é a lei espiritual.

Jesus termina, dizendo: Basta para cada dia o seu próprio mal. Em vez de se renovar a cada dia, nós acumulamos um grande peso!

Temos que entender que Deus não quer que sejamos irresponsáveis e inconsequentes, mas que tenhamos o controle da situação firmados n’Ele.

Que você faça desta palavra a sua verdade. Que você seja como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre!

domingo, 19 de junho de 2016

O fim da jornada não é o calvário e sim a ressurreição

Neste domingo (19/06), durante a Celebração da Família, o apóstolo Estevam Hernandes ministrou uma palavra baseada em Hebreus 12.1-17, falando que temos que ter fé e perseverança para superar as adversidades. “Temos que ser perseverantes em tempos difíceis. A via dolorosa não termina no calvário e sim na ressurreição”, afirmou o apóstolo.


“Muitas vezes somos corrigidos por nosso pai ou nossa mãe e não aceitamos isso. Achamos sempre uma injustiça. Mas vemos neste texto de Hebreus que temos que nos desembaraçar para caminhar. A vida de muitas pessoas está presa à rebeldia e não queremos aceitar nenhum tipo de correção. Se Deus nos corrige, é porque nós somos filhos. Ele nos corrige para que cresçamos. Não é porque você aceitou Jesus que sua vida vai ser um mar de rosas. Jesus nos disse que neste mundo teríamos aflição, mas que Ele tinha vencido tudo!”.

Veja a seguir os principais trechos da palavra ministrada:

Temos que buscar agir como Jesus agiu no Getsêmani, Ele buscou a vontade de Deus. Jesus aceitou um plano de dores para que uma grande vitória acontecesse. Deus permite certas lutas para que possamos ter autoridade na nossa caminhada. Precisamos passar pelo dia mal sem que ele nos destrua. Jó quando estava na sua caminhada de dores, ele declara que se recebeu o bem do Senhor, porque não receberia o mal? A luta que você está enfrentando é permitida por Deus. Você vai aguentar porque Deus está nesta caminhada, você precisa chegar onde Deus determinou.

Nós temos que cumprir a jornada (Filipenses 2.5-11), não podemos desviar. A cruz era o caminho de dores que Jesus tinha que percorrer. Jesus pagou um preço alto! Temos que estar debaixo de submissão do plano de Deus. Se estivermos no centro da vontade de Deus, ainda que você esteja em situações que não entenda, você será renovado pela esperança e pela força do Senhor. Deus tem para você coisas maiores! Receba este poder de resistência! (Tiago 4.7).

Jesus tinha que dar passos na via dolorosa. Quais eram esses passos?

1º) Nos livrar de todas as acusações (2º Coríntios 4.17).
O que você não está vendo é eterno, aquilo que Deus está preparando para sua vida é maior. Passe por essa luta com a certeza da vitória. Jesus carregou aquela cruz sendo acusado e humilhado! Mas ele sabia qual seria o final daquele calvário. Deus tem caminhos que o homem não conhece, resista a esse tempo porque o Senhor é contigo! Jesus sabia aonde Deus queria levá-lo. Fique firme, porque o tempo e a vontade de Deus vão se cumprir. Não desanime, não se entregue, não desmaie na sua alma, não deixe o inimigo te paralisar. Nós vamos colher e não vamos desfalecer!

2º) Quando a cruz estiver pesada demais, virá um escape. Jesus teve ajuda para carregar a cruz (Marcos 15.21).
Deus vai mandar um livramento! Ele é nossa pedra de escape. Quando você sente que não vai aguentar mais, Deus manda um escape. Deus vai mandar um anjo para carregar a cruz quando você não aguentar mais. Essa cruz faz parte do plano de Deus na sua vida. Não tenha medo de situações difíceis, o Senhor está ao seu lado. Você vai viver o escape do Senhor na sua caminhada!


3º) Vamos chegar no clímax do plano de Deus. O final do caminho de Jesus não era a morte e sim a ressurreição.
O que os olhos não viram e os ouvidos não ouviram, Deus tem preparado para nós! (João 2.19). O que Deus ia fazer não estava revelado aos homens, mas estava revelado a Jesus Cristo. Na sua caminhada, o Senhor tinha recebido a revelação, que depois da cruz haveria a ressurreição. Jesus sabia que depois de três dias haveria ressurreição. Se sua caminhada pela via dolorosa está doída e você está chegando no momento mais difícil, não temas, porque o plano do Senhor é a ressurreição. Dias de glória e riso! Antes do que você espera e antes do que as pessoas imaginam, as dores vão ficar para trás. Você vai ver a glória da segunda casa!

Três unções que estão sobre sua vida:

1ª) Alegria. A alegria do Senhor é a nossa força (Neemias 8.10). Quem tem o Espírito Santo de Deus permanece em pé, tem alegria em todas as situações e em tudo dá graças. Deixe que o Senhor limpe seu coração e tire toda raiz de tristeza, colocando óleo de alegria (Isaías 61);

2ª) Fé. Isso não é torcida! Fé é a certeza das coisas que não se veem, é estar firmado nas convicções do seu coração. Tenha fé que Deus tem reservado coisas superiores. Receba o dom da fé! (2º Coríntios 2.9; Hebreus 11.1). A fé vai gerar milagres na sua vida;

3º) Autoridade (Marcos 16). Temos que ter autoridade contra os seus sentimentos (Filipenses 4), fique bem em todas as situações. Receba autoridade para quando o diabo vier te provocar, não aceite as provocações do diabo. Temos autoridade para dizer que vamos viver nosso milagre! (Romanos 16.20). Para isso, você vai pedir perdão a Deus por todas as vezes que você murmurou contra o plano de Deus. Depois disso, dê graças a Deus por tudo: pela luta, por aquilo que você mesmo já reclamou, agradeça ao Senhor. Em terceiro lugar: profetiza! A palavra profética não volta vazia, ela tem poder de trazer à existência aquilo que não existe! Tenha certeza daquilo que é promessa do Senhor na sua via, acredite! Pela fé, receba essa unção do Senhor!

Fonte - Redação iGospel

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Liberado para um novo tempo!


Marcos 2.1 a 12: “Dias depois, entrou Jesus de novo em Cafarnaum, e logo correu que ele estava em casa. Muitos afluíram para ali, tantos que nem mesmo junto à porta eles achavam lugar; e anunciava-lhes a palavra. Alguns foram ter com ele, conduzindo um paralítico, levado por quatro homens.

E, não podendo aproximar-se dele, por causa da multidão, descobriram o eirado no ponto correspondente ao em que ele estava e, fazendo uma abertura, baixaram o leito em que jazia o doente.

Vendo-lhes a fé, Jesus disse ao paralítico: Filho, os teus pecados estão perdoados. Mas alguns dos escribas estavam assentados ali e arrazoavam em seu coração:  Por que fala ele deste modo? Isto é blasfêmia! Quem pode perdoar pecados, senão um, que é Deus?  E Jesus, percebendo logo por seu espírito que eles assim arrazoavam, disse-lhes: Por que arrazoais sobre estas coisas em vosso coração? Qual é mais fácil? Dizer ao paralítico: Estão perdoados os teus pecados, ou dizer: Levanta-te, toma o teu leito e anda?

Ora, para que saibais que o Filho do Homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados – disse ao paralítico: Eu te mando: Levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa.  Então, ele se levantou e, no mesmo instante, tomando o leito, retirou-se à vista de todos, a ponto de se admirarem todos e darem glória a Deus, dizendo: Jamais vimos coisa assim!”

Jesus tinha sua base espiritual em Cafarnaum, onde Ele sempre reunia multidões.

Ali, também havia um paralítico que ficou conhecido pela grandiosidade se sua fé. No coração dele, havia um único objetivo: ficar frente a frente com Jesus!

Quando temos está disposição e este desejo, movemos o mundo espiritual.

Com base, nesta passagem:

Em primeiro lugar, precisamos encontrar um caminho através da fé.

Aquele paralítico estava cansado das dores, das humilhações e da cama que o prendia. Aquela fé e aquele inconformismo fizeram com que ele descobrisse um caminho para se aproximar de Jesus!

Se você permanecer acomodado e achando culpados para os seus problemas, você vai se afundar ainda mais! É como se fosse uma areia movediça! Mas, se você se abrir para ser movido pela fé, encontrará um caminho!

Qual caminho aquele paralítico encontrou? Não dava para passar pela multidão. Qual alternativa ele tinha? Entrar pelo telhado!

Em segundo, precisamos estar associados com quem pode nos levar ao milagre.

O paralítico chamou quatro grandes amigos e explicou seu plano.

- O primeiro amigo representa aqueles que estimulam nossa fé;

- O segundo amigo representa a determinação;

- O terceiro amigo representa a disposição;

- O quarto amigo representa a superação.

- O plano foi colocado em prática!

Esses são os ingredientes essenciais para vivermos milagres e sermos liberados para um novo tempo.

Jesus estava ministrado e, de repente, desce uma cama do teto.  Ao olhar o paralítico, Ele afirma: “Seus pecados estão perdoados!”.

Ao ser questionado pelos religiosos sobre esta atitude, Jesus responde: “O que é mais fácil: dizer ‘Estão perdoados os seus pecados!’ ou ‘Levanta e anda!’?

Precisamos entender que a obra que o Senhor tem para nossas vidas é completa!

Quando aquele homem começou a andar, todos ficaram surpresos: “Jamais vi coisa igual!”.

Jesus Cristo é o Senhor do milagre!


Tenha fé, seja perseverante! O Senhor é contigo, e você caminhará em liberdade!

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Como transformar lutas em bênçãos?

1 Coríntios 10.1 a 13: “Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos sob a nuvem, e todos passaram pelo mar, tendo sido todos batizados, assim na nuvem como no mar, com respeito a Moisés. 

Todos eles comeram de um só manjar espiritual e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo. Entretanto, Deus não se agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados no deserto.
                       
Ora, estas coisas se tornaram exemplos para nós, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram. 

Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles; porquanto está escrito: O povo assentou-se para comer e beber e levantou-se para divertir-se. E não pratiquemos imoralidade, como alguns deles o fizeram, e caíram, num só dia, vinte e três mil. Não ponhamos o Senhor à prova, como alguns deles já fizeram e pereceram pelas mordeduras das serpentes.

Nem murmureis, como alguns deles murmuraram e foram destruídos pelo exterminador. Estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para advertência nossa, de nós outros sobre quem os fins dos séculos têm chegado. Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia. 

Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.”

Nesta passagem, o apóstolo Paulo cita os motivos da derrota do povo de Israel no deserto. Deus tinha um projeto para eles. Esse projeto se concretizaria com a entrada na Terra Prometida.

É claro que o projeto de Deus não pode falhar. É obvio que os planos do Senhor vão se cumprir! O que ocorre é que, no decorrer deste projeto, as pessoas podem mudar.

A grande verdade é que, se não acontecer na sua vida, vai acontecer na vida daquele que se levantar.  Essa foi a realidade do povo no deserto.

Eles cometeram os seguintes erros:

-Foram idólatras;

-Praticaram a imoralidade;

-Foram rebeldes;

-Murmuraram.

Todos esses ingredientes, juntos, culminaram em uma perda irreversível.

Deus havia começado um projeto de restituição para aquele povo de maneira tremenda:

Em primeiro lugar, libertando-os;

Em segundo lugar, dando condições para que eles atravessassem o deserto;

O povo tinha alimento, proteção e fontes de água! Em vez de agradecer pelo livramento e pela provisão, eles preferiram reclamar. Muitos, inclusive, afirmaram que viver como escravo no Egito era melhor!

Tome cuidado para você não cometer o mesmo erro. Se você está passando por uma luta, não a transforme em uma maldição. O caminho é: transformar a luta em bênçãos! Como? Através dos seus posicionamentos, das suas escolhas, da sua fé, pela sua espera no Senhor, pela sua dependência d´Ele, por você ter escolhido caminhar de acordo com a Palavra de Deus... Caso contrário, você vai comprometer todas as áreas da sua vida, vai ferir princípios espirituais e, ainda, transformar essa batalha em uma grande guerra.

O apóstolo Paulo também nos deixa outra recomendação: “Aquele que está em pé cuide para que não caia!”. O que isso quer dizer? Que essa luta ainda não te derrubou, mas você não pode relaxar.

Em terceiro lugar, dando oportunidades para aquele povo.

Paulo deixa uma revelação muito profunda na passagem que acabamos de ler.  Aquela pedra que Moisés bateu e saiu água representava Jesus Cristo. Pedro fala que Jesus é a pedra de esquina, ou seja, mesmo no deserto, o povo tinha a fonte de água viva.

Eles tinham todas as condições para terem suas forças renovadas, assim como Elias, em 1 Reis 19, que, depois de comer do pão e beber da água, correu 40 dias no deserto.

Sabe, eu quero deixar um conselho: Ainda que seja uma pequena nuvem, não despreze o que Deus está fazendo! Faça com que ela seja uma chama de esperança no seu coração ou a porta que Ele vai abrir para que uma revolução comece na sua vida.

No final do texto, Paulo afirma que não há tentação, não há dor e não há dificuldades que não possamos suportar.

Às vezes, passamos por lutas tão difíceis, que achamos que é o fim da linha. Mas precisamos ter a certeza de que a nossa esperança no Senhor jamais será confundida.

Eu sei que, com a provação e com a dificuldade, Deus vai prover um grande livramento, porque Ele é fiel.

Se você está passando por um deserto, não faça dele a sua morada ou o seu funeral! Deserto é uma passagem, é uma fase! Deus tem muito mais para você! Não desista, não negocie suas convicções, opte em ser diferente! Calebe conviveu com a aquele povo, mas não cometeu as mesmas práticas. Ele escolheu ser diferente, por isso, o seu futuro foi diferente! Hoje, você tem a oportunidade de fazer o mesmo. Aprovei esta oportunidade!

terça-feira, 14 de junho de 2016

Eu realmente preciso passar por isso?

Filipenses 1.12 a 26: Quero ainda, irmãos, cientificar-vos de que as coisas que me acontecem têm, antes, contribuído para o progresso do evangelho; de maneira que as minhas cadeias, em Cristo, se tornaram conhecidas de toda a guarda pretoriana e de todos os demais; e a maioria dos irmãos, estimulados no Senhor por minhas algemas, ousam falar com mais desassombro a Palavra de Deus.

Alguns, efetivamente, proclamam a Cristo por inveja e porfia; outros, porém, o fazem de boa vontade; estes, por amor, sabendo que estou incumbido da defesa do evangelho; aqueles, contudo, pregam a Cristo, por discórdia, insinceramente, julgando suscitar tribulações às minhas cadeias.

Todavia, que importa? Uma vez que Cristo, de qualquer modo, está sendo pregado, que por pretexto, quer por verdade, também com isto me regozijo, sim, sempre me regozijarei. Por que estou certo de que isto mesmo, pela vossa súplica e pala provisão do Espírito de Jesus Cristo, me redundará em libertação, segundo a minha ardente expectativa e esperança de que em nada serei envergonhado; antes, com toda a ousadia, como sempre, também agora, será Cristo engrandecido no meu corpo, quer pela vida, quer pela morte.

Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e morrer é lucro. Entretanto, se o viver na carne traz fruto para o meu trabalho, já não sei o que hei de escolher. Ora, de um e outro lado, estou constrangido, tendo o desejo de partir e estar, com Cristo, o que é incomparavelmente melhor. Mas, por vossa causa, é mais necessário permanecer na carne. E, convencido disto, estou certo de que ficarei e permanecerei com todos vós, para o vosso progresso e gozo na fé, a fim de que aumente, quanto a mim, o motivo de vos gloriardes em Cristo Jesus, pela minha presença, de novo, convosco.”

Paulo estava preso em Roma. Esta prisão trouxe uma grande comoção entre a sociedade que, na época, era composta também por cristãos. Muitas pessoas acusaram Paulo injustamente. Outras, simplesmente, ficaram paralisadas. Algumas, por outro lado, tiveram a fé abalada.

Mas Paulo, em meio a essa loucura, levantou questões maravilhosas. Vamos enumerá-las:

Em primeiro lugar: A situação pela qual estou passando é para o progresso e crescimento da vossa fé!

Muitas vezes, é difícil entender que as situações de abandono, de humilhação, de solidão, de perdas familiares e de enfermidades podem trazer aspectos positivos à nossa vida.

Mas, na verdade, por piores que sejam as lutas que você está vivendo, elas terão um fim proveitoso! Esta situação vai trazer progresso, não somente para você, mas para as pessoas que te cercam.

Nos momentos mais difíceis, nosso testemunho precisa falar mais alto que tudo. Na adversidade, nós mostramos que dependemos de Deus e que caminhamos pelo espírito.

Se você passar pelas adversidades com autoridade, consolo, forças e não desfalecer, a sua tribulação será leve, momentânea e trará peso de glória.

Satanás não vai se aproveitar do seu momento de dor. Você não vai entregar os pontos. Você não vai ficar prostrado e, muito menos, preso à depressão!

Em segundo lugar: Importa que, através do que está acontecendo comigo, o evangelho seja pregado. Tenha convicção de que a voz da suplica trará libertação!

Nós, quando passamos pela adversidade, temos algumas tendências: trancamos-nos, não queremos dividir nossas dificuldades com ninguém, queremos ficar sozinhos, porque tudo nos irrita, tudo nos perturba e não temos paz!

Nas situações que nos fazem perder a razão, a oração, o clamor e a súplica nos fazem encontrar uma saída.

Se você não consegue orar sozinho, há uma igreja que ora por você! Peça oração para seu irmão em Cristo ou para o seu pastor! A aliança nos fortalece!

Tiago 5: 16 “Confessai, pois, os vossos pecados e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo”.

Paulo disse: Eu sei que a oração e a suplica de vocês me devolverão a liberdade!

Em terceiro lugar: O meu sofrimento não trará vergonha e não acabará com a minha vida!

Paulo tinha convicção de que aquela situação não era o fim da linha! Ele sabia que o propósito de Deus era, infinitamente, maior.

Se hoje existem pessoas que torcem pelo seu fracasso, não se abale! No lugar da sua vergonha, você terá dupla honra.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Dicas para aproveitar melhor as oportunidades

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo. A formação acadêmica do brasileiro cresce a cada dia e, com isso, o mundo corporativo exige sempre mais dos colaboradores. Se formar, estudar e trabalhar por anos em uma área já não faz mais parte da realidade das organizações. Hoje quem apresenta mais resultados acaba ficando com as melhores oportunidades.

Abaixo, algumas atitudes que pode mostrar o seu diferencial no trabalho, de acordo com a Gerente de Compliance da Microsoft, Juliana Nogueira.

1. Conheça a sua empresa:


O empresário precisa conhecer muito bem a sua empresa, precisa saber quem ele afeta? Quais soluções já são oferecidas por outras empresas? Qual o tamanho do mercado? E como posso oferecer uma solução melhor para o cliente? Ou seja, precisa saber tudo, para não ser surpreendido.

2. Identifique:


Uma empresa só não tem concorrentes diretos quando ela é a primeira a resolver o problema. Para alguns tipos de negócios, ser o primeiro a identificar o problema pode ser um diferencial. As empresas que tomarem a dianteira nesse mercado terão a oportunidade de produzir com grande volume, oferecendo preços competitivos e conquistando uma boa base de clientes.

3. Trabalho em equipe:


Costumamos dizer que uma empresa é tão boa quanto o time que a compõe.

Na contramão do mundo:

Em uma de suas palestras, Apóstolo Estevam Hernandes falou que todas as pessoas de sucesso, são diferenciadas por fazer o diferente. Mas você pode fazer pela loucura ou pela criatividade. Mas tudo que você fizer de diferente será diferenciado. Abaixo Apóstolo Estevam nos deu três conselhos.

1. Mude:


Não há nada encoberto que não venha ser revelado. Mude sua mesa de lugar, mude seu vocabulário, mude a maneira de se apresentar. Aborde de maneira diferente. Trabalhe com criatividade.  Para você ser diferente tem que investir. Não adianta ser miserável. Deus tem um caminho para você e amanhã você vai andar diferente. Mude o teu layout, mude a placa da sua empresa. Uma pequena mudança gera um resultado fantástico.

2. Busque força:


Deus te fez incrivelmente capaz. Você está andando com 30% do que Deus te deu. Existem 70% para você desenvolver até a volta de Jesus. Precisamos alargar a estaca das nossas tendas. Em Mateus 25:16 a 25 "O que recebera cinco talentos saiu imediatamente a negociar com eles e ganhou outros cinco. Do mesmo modo, o que recebera dois ganhou outros dois. Mas o que recebera um, saindo, abriu uma cova e escondeu o dinheiro do seu senhor.  E, aproximando-se também o que recebera dois talentos, disse: Senhor, dois talentos me confiaste; aqui tens outros dois que ganhei. Disse-lhe o senhor: Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.”.

3. Assuma desafios:


Você sabe que muita gente que fala "Não gosto da Renascer porque tem muito desafio", então você gosta de comodismo.  Quem não gosta de desafio, não pode fazer diferente.

Dê um upgrade na sua carreira

Todas as segundas-feiras, a partir das 20 horas, a Igreja Renascer realiza as reuniões da AREPE (Associação de Renascer de Empresários e Profissionais Evangélicos).

O culto é direcionado para empresários, profissionais liberais e para pessoas que precisam de restauração e um direcionamento na área profissional.

No Renascer Hall, sede internacional da Renascer em Cristo, em São Paulo, as palestras são ministradas pelo Apóstolo Estevam Hernandes.

Serviço:
Culto da AREPE
Horário: 20 horas
Local: Todas as Igrejas Renascer em Cristo
Endereço da sede internacional: Rua Dr. Almeida Lima, 1.290 – Mooca

"Promessa não morre, não envelhece e nem muda"

Neste domingo, 12 de junho, às 19h, no Renascer Hall, em São Paulo, o Apóstolo Estevam Hernandes ministrou sobre Gênesis 45.7-13. Mas antes de iniciar a pregação, ele falou sobre o atentado que abalou os EUA e orientou: "Hoje o mundo acordou com uma notícia terrível: um atirador matou 50 pessoas e feriu 53 em uma boate, em Orlando (EUA). O mundo está chocado com essa brutalidade. Isso significa que o mundo jaz no maligno, são sinais de que Jesus está voltando. É tempo de vigiar e guardar o coração e não brincar com Deus. Quando falamos que os dias são maus e que nossa guerra não é contra a carne e nem sangue, nós precisamos entender um movimento espiritual terrível que está acontecendo, o movimento do anticristo. Talvez você não saiba, mas o povo mais perseguido na face da terra são os cristãos. A orientação do Estado Islâmico é matar de forma cruel toda aquele que falar do nome de Jesus, porque o espírito do anticristo já está no mundo. Onde existe proteção? Debaixo da cobertura da Igreja de Cristo e do Sangue do Cordeiro. Que você possa buscar e viver uma vida espiritual condigna com a Palavra de Deus. No Salmo 91, por exemplo, diz que mil cairão ao nosso lado, mas nãos seremos atingidos, entretanto, é necessário que tenhamos consciência espiritual".


De volta à ministração, o apóstolo leu o trecho de Gênesis quando José se reencontra com seus irmãos depois de mais de 20 anos no Egito, e diz: "Deus me enviou adiante de vós, para conservar vossa sucessão na terra e para vos preservar a vida por um grande livramento".

Acompanhe os principais momentos da pregação:

"Israel estava debaixo de promessas do Senhor, mas estava atravessando um período de grandes dificuldades e um período muito difícil. Ele achava que José, seu filho querido, havia morrido. Os irmãos de José, tomados de inveja, jogaram-no no poço, tomaram sua túnica, mancharam-na com sangue de carneiro e levaram-na até Jacó. Desesperado, ele chora copiosamente, porque pensa que seu filho amado havia morrido. Atrás daquela armação havia um plano de Satanás. Da mesma forma, saiba que Deus tem um plano para sua vida, mas em paralelo há um plano de Satanás.

Mas apesar dessa grande armação do inferno, José amava a Deus, andava em santidade, servia a Deus com o coração íntegro, orava, buscava e sabia que o controle da vida dele estava nas mãos do Deus todo poderoso.

Aquele grande plano do diabo tinha por objetivo destruir a vida de Jacó. Ele passa, então a ser triste e depressivo, e a chorar a morte do filho por anos a fio. E agora, quase no final da sua vida, como se não bastasse, toda sua família passa a enfrentar a fome; o gado morrendo, a casa sofrendo. Ele estava com o coração apertado, mas sobre ele havia uma promessa desde Abraão. Fazia mais de 20 anos que acreditava que José havia morrido, mas promessa não morre, não envelhece e nem muda pelas circunstâncias, mas permanece até se cumprir (Is 55.11).

Eu quero declarar: possa ter o inimigo feito qualquer armação, te desanimado, te entristecido ou te deixado à beira de uma depressão, mas a promessa não morreu. Aquele que prometeu é fiel para cumpri-la, e para você vale Isaías 23.14 -- nem uma Palavra de Deus vai falhar e nem cair por terra na sua vida.


E para cumprir o Seu plano:

1) Deus tem um caminho perfeito que o diabo não conhece - Gn 42.1-5

Não há nada que Deus não vá fazer até o fim. Vai acontecer o que Deus tem reservado para você. O coração de Israel se moveu e ele mandou os filhos para o Egito. Ele não sabia o que eles encontrariam lá, mas Deus já havia providenciado o que ninguém esperava. Deus tem um plano perfeito e superior que o inimigo não conhece. O diabo não sabia que Deus iria libertar Israel da fome e ainda lhe daria a maior grande alegria de sua vida. Da mesma forma para você, a Palavra é esta: Deus tem uma restituição incrível preparada para você (Zc 9.12).

2) Toda a trama mentirosa e armação do inimigo será revelada e transformada em bênçãos - Lc 12.2/ Nm 13.2

José se revela aos irmãos e diz: Deus me levantou e me tornou o homem mais poderoso do Egito. Agora, vocês vão falar para o meu pai: seu filho não morreu. Você sabe o que é chorar por anos por um filho e pensar que acabou tudo e, de repente, vem o poder do Evangelho, o poder de boas novas de alegrias? Deus está começando uma revolução na sua vida. Em tempos difíceis, Deus dará dupla honra para o seu povo. A terra inteira estava passando por uma crise na época de José, mas Deus tinha um lugar já reservado antes da fundação do mundo. Tudo aquilo que Satanás escreveu no inferno contra a sua vida, Jesus rasgou na cruz e expôs satanás à vergonha. (Is 61.7) - Em lugar da vossa vergonha, tereis dupla honra.

3) Em tempos difíceis, Deus dará o seu povo dupla honra.

O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.  O Senhor tirará sua tristeza e colocará óleo de alegria para que todos saibam que você é um carvalho de justiça. Há um tempo certo para Deus cumprir o plano Dele em nossas vidas. O tempo de Deus chega, a hora de Deus chega e a honra de Deus chega!

Eu profetizo que você vai andar de cabeça erguida. Aquilo que você não esperava, que era improvável e sem possibilidade de acontecer, o Senhor vai fazer os seus olhos enxergarem. Como Israel, você ainda vai abraçar o que você não esperava. Você vai comemorar e vai ver o que nem imagina porque Deus é poderoso para te dar além do que você possa pedir ou pensar.

Diga assim: Eu estou debaixo de um plano superior, a minha família está debaixo de um plano superior. A reversão do Senhor virá e a maldição se transformará em bênção; e nessa terra, no Brasil, eu possuirei o dobro, porque o Senhor vai executar seu plano na minha vida. Eu estou debaixo de promessa. Minha vida não é obra do acaso. Minha vida não está debaixo do controle de homens. Homens não podem tramar contra mim. A arma forjada não prosperará.

Contra Israel não há encantamento, e as armações contra Israel se transformaram em um grande e poderoso plano de Deus.

Você precisa crer nessa Palavra e orar por essa Palavra no seu espírito porque temos filhos e herança. Se não crermos, seremos pessoas frágeis, assoladas pelo medo, inseguranças e incertezas.  Depois de 37 anos, a promessa se cumpriu. O primogênito estava lá, a herança estava lá e a honra veio. Não seja um cristão manipulado por lutas. Se a crise está lá fora, Deus vai te levar a lugar de abundância e vai fazer milagres. O Sol da justiça terminará o tempo da dor, do sofrimento e desespero e você dirá: foi a graça de Deus que me deu vitória!
 
Fonte - Redação iGospel

domingo, 12 de junho de 2016

33 conselhos do Apóstolo para um casamento feliz

Durante o Encontro de Casais da Igreja Renascer em Cristo, realizado no Paradise Golf & Convation, em Mogi das Cruzes (SP), Apóstolo Estevam Hernandes falou sobre felicidade e realizações pessoais.

“Todos nós queremos ser felizes. Deus tem isso para nós. Mas precisamos entender que o conceito de que a felicidade está associada a bens materiais é completamente errado. Ser feliz é uma bênção de Deus, ou seja, independe de condições humanas. É estar bem em toda e qualquer situação”, explicou.


Na sequência, ele deixou 33 conselhos para os casais presentes. Confira abaixo:

1- Sempre profetize uma boa palavra sobre a pessoa amada;

2- Tenha o nome do seu amado no seu corpo e no seu coração;

3- Sempre termine as brigas com uma oração;

4- Fale pelo telefone com a pessoa amada, pelo menos, três vezes ao dia;

5- Participe da vida da pessoa amada;

6- Envie flores e compre presentes fora de época;

7- Não coloque o dedo na ferida;

8- Seja sempre verdadeiro pra ajudar;

9- Elogie seu amado;

10- Ajude sempre em todas as atividades;

11- Abra a porta do carro pra ela;

12- Assuma o teu lugar na relação;

13- Desligue o telefone celular duas horas por dia;

14- Almoce ou jante fora pelo menos uma vez por mês;

15- Programe uma viagem de lua de mel;

16- Orem juntos de mãos dadas todos os dias;

17- Fale publicamente sobre o amor que você sente;

18- Façam obras de caridade juntos;

19- Façam estudos bíblicos juntos;

20- Tranquem a porta do quarto;

21- Pratique sexo sempre que você tiver vontade e, mesmo quando não tiver vontade, faça a vontade do outro;

22- Comemore datas especiais;

23- Nunca se despeça brigado;

24- Não acuse nunca daquilo que você perdoou;

25- Ouça com mais atenção;

26- Seja bem humorado;

27- Mantenha amizades que façam bem para o casal;

28- Exerça um ministério em conjunto;

29- Ande todas as milhas necessárias;

30- Aprenda a se humilhar e a ceder quando for necessário;

31- Nunca durmam brigados;

32- Nunca reclame do teu marido e da tua esposa com maldade. Em vez disso, ore;

33- Viva intensamente cada dia.


Fonte - Redação iGospel

25 conselhos do Apóstolo Estevam para a criação dos filhos


Durante o Encontro de Casais da Igreja Renascer em Cristo, que aconteceu neste último final de semana, no Paradise Golf Resort, em Mogi das Cruzes (SP), Apóstolo Estavam Hernandes falou sobre o relacionamento entre pais e filhos.

“O grande desafio é preservamos o fruto que nós geramos. Os seus filhos são um fruto bendito, é a continuidade daquilo que Deus começou na sua vida. Nós não geramos filhos para a calamidade”, afirmou.



Na sequência, ele deixou 25 conselhos. Veja a seguir:

1- O amor é fundamental;

“Manifeste seu amor pelos seus filhos, com palavras e atitudes”, disse.

2- Seja participante do dia-a-dia do seu filho. Assim, você saberá como orientá-lo;

3- Seja tolerante;

“Tolerância é diferente de conveniência e passividade”, conscientizou.

4- Dê ao teu filho o sabor de servir a Deus;

5- Inclua valores bíblicos na educação dos seus filhos

6- Abra o jogo com seu filho sobre tudo;

“Ele é parte de você. A omissão cria uma barreira intransponível”, alertou.

7- Ensine os caminhos espirituais (oração, jejum, louvor...)

8- Ensine seu filho a ser filho;

“Muitos filhos agem como se fossem pais, como se fossem os donos da casa. Ensine seu filho a ser trabalhador e independente de você. Crie seus filhos para se casarem e serem servos de Deus”, afirmou.

9- Ensine seu filho valorizar o que ele recebe;

10- Ensine seu filho a respeitar e amar o próximo;

11- Não permita que seu filho tenha relacionamentos destrutivos;

“Não desgaste sua relação com autoritarismo, ensine-o a ter relacionamentos sãos”, declarou.

12- Não deixe que ele seja adotado por nada nem por ninguém;

“Se você não preencher os espaços do seu filho, outras pessoas vão preencher”, disse.

13- Forme seu filho para o ministério;

“Ensine o caminho do altar!”, aconselhou.

14- Não crie entre você e seu esposo um ambiente de brigas e confusões;

“Os atritos são transferidos para a personalidade dos seus filhos”, alertou.

15- Cuidado com o que você fala perto dos seus filhos;

16- Não entregue para teu filho tudo de uma vez;

“Dê na hora certa e na medida certa”, destacou.

17- Observe as carências e deformações dos seus filhos;

“Cada filho tem uma personalidade diferente. Trate-os em suas individualidades”, declarou.  

18- Ensine teu filho a respeitar e honrar pai e mãe;

“Isso é princípio bíblico”, afirmou.

19- Corrija os teus filhos com diálogo;

“O amor se expressa na correção”, disse.

20- Não tema impor limites claros e dar consciência aos erros dos seus filhos;

21- Seja o melhor amigo do seu filho;

22- Não deixe o teu filho ser o dono da tua vida;

23- Ensine o teu filho a ser amigo dos amigos de Deus;

24- Seja o referencial espiritual para seus filhos;

25- Consagre seus filhos no altar.


Fonte - Redação iGospel


quinta-feira, 9 de junho de 2016

Lutas e propósitos superiores!


Filipenses 1.12 a 26: Quero ainda, irmãos, cientificar-vos de que as coisas que me acontecem têm, antes, contribuído para o progresso do evangelho; de maneira que as minhas cadeias, em Cristo, se tornaram conhecidas de toda a guarda pretoriana e de todos os demais; e a maioria dos irmãos, estimulados no Senhor por minhas algemas, ousam falar com mais desassombro a Palavra de Deus.

Alguns, efetivamente, proclamam a Cristo por inveja e porfia; outros, porém, o fazem de boa vontade; estes, por amor, sabendo que estou incumbido da defesa do evangelho; aqueles, contudo, pregam a Cristo, por discórdia, insinceramente, julgando suscitar tribulações às minhas cadeias.

Todavia, que importa? Uma vez que Cristo, de qualquer modo, está sendo pregado, que por pretexto, quer por verdade, também com isto me regozijo, sim, sempre me regozijarei. Por que estou certo de que isto mesmo, pela vossa súplica e pala provisão do Espírito de Jesus Cristo, me redundará em libertação, segundo a minha ardente expectativa e esperança de que em nada serei envergonhado; antes, com toda a ousadia, como sempre, também agora, será Cristo engrandecido no meu corpo, quer pela vida, quer pela morte.

Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e morrer é lucro. Entretanto, se o viver na carne traz fruto para o meu trabalho, já não sei o que hei de escolher. Ora, de um e outro lado, estou constrangido, tendo o desejo de partir e estar, com Cristo, o que é incomparavelmente melhor. Mas, por vossa causa, é mais necessário permanecer na carne. E, convencido disto, estou certo de que ficarei e permanecerei com todos vós, para o vosso progresso e gozo na fé, a fim de que aumente, quanto a mim, o motivo de vos gloriardes em Cristo Jesus, pela minha presença, de novo, convosco.”

Paulo estava preso em Roma. Esta prisão trouxe uma grande comoção entre a sociedade que, na época, era composta também por cristãos. Muitas pessoas acusaram Paulo injustamente. Outras, simplesmente, ficaram paralisadas. Algumas, por outro lado, tiveram a fé abalada.

Mas Paulo, em meio a essa loucura, levantou questões maravilhosas. Vamos enumerá-las:

Em primeiro lugar: A situação a qual estou passando é para o progresso e crescimento da vossa fé!

Muitas vezes, é difícil entender que as situações de abandono, de humilhação, de solidão, de perdas familiares e de enfermidades podem trazer aspectos positivos à nossa vida.

Mas, na verdade, por piores que sejam as lutas que você está vivendo, elas terão um fim proveitoso! Esta situação vai trazer progresso, não somente para você, mas para as pessoas que te cercam.

Nos momentos mais difíceis, nosso testemunho precisa falar mais alto que tudo. Na adversidade, nós mostramos que dependemos de Deus e que caminhamos pelo espírito.

Se você passar pelas adversidades com autoridade, com consolo, com forças e não desfalecer, a sua tribulação será leve, momentânea e trará peso de glória.

Satanás não vai se aproveitar do seu momento de dor. Você não vai entregar os pontos. Você não vai ficar prostrado e, muito menos, preso à depressão!

Em segundo lugar: Importa que, através do que está acontecendo comigo, o evangelho seja pregado. Tenha convicção de que a voz da suplica trará libertação!

Nós, quando passamos pela adversidade, temos algumas tendências: nos trancamos, não queremos dividir nossas dificuldades com ninguém, queremos ficar sozinhos, porque tudo nos irrita, tudo nos perturba e não temos paz!

Nas situações que nos fazem perder a razão, a oração, o clamor e a súplica nos fazem encontrar uma saída.

Se você não consegue orar sozinho, há uma igreja que ora por você! Peça oração para seu irmão em Cristo ou para o seu pastor! A aliança nos fortalece!

Tiago 5.16: “Confessai, pois, os vossos pecados e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo”.

Paulo disse: Eu sei que a oração e a suplica de vocês me devolverão a liberdade!

Em terceiro lugar: O meu sofrimento não trará vergonha e não acabará com a minha vida!

Paulo tinha convicção de que aquela situação não era o fim da linha! Ele sabia que o propósito de Deus era, infinitamente, maior.

Se hoje existem pessoas que torcem pelo seu fracasso, não se abale! No lugar da sua vergonha, você terá dupla honra.