segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

A capacidade de trabalhar sob pressão

Ser produtivo nos tempos de hoje, significa gerenciar uma quantidade enorme de informações e tomar atitudes em tempo real sobre inúmeros acontecimentos.

Para a Gerente de Compliance da Microsoft, Juliana Nogueira, se organizar bem não é somente a causa de um bom trabalho. É também a consequência de se conseguir manter a calma e serenidade diante de uma pilha confusa e enorme de tarefas importantes. Muitas e muitas vezes é sua reação emocional aos problemas que vai definir se você conseguirá ou não resolvê-los de forma organizada, clara e veloz. Ser eficaz em resolver um problema requer muitas vezes a capacidade de analisar com calma e lentamente pequenas partes do problema, para então agir de forma correta.

“Encarar a pressão no trabalho, que está ainda mais difícil nos últimos meses, não é fácil. Metas, prazos apertadíssimos e cobrança por resultados costumam assombrar empresas e profissionais, que de fato não conseguem lidar bem com a pressão”, conclui a Gerente de Compliance.
Abaixo a gerente de Compliance, Juliana Nogueira, nos ajuda com algumas dicas para conseguir ser capaz de trabalhar sob pressão:

Seja transparente:



Ficar em silêncio não vai ajudar. O ideal é chamar o gestor da área para uma reunião e expor os motivos que o estão levando a se sentir sobrecarregado. No entanto, certifique se de fato, o que está sendo pedido, está além da sua capacidade.

Tenha metas:



Tudo é para ontem e tudo é prioridade. Com metas e prazos definidos, monte um cronograma. Para conseguir gerenciar uma quantidade muito grande de informações, cumprir prazos e bater metas, ajuda se você tiver organização.

Busque ajuda se precisar:



Saber as estratégias de outras pessoas para lidar com a pressão pode ser útil, encaixe momentos prazerosos na sua rotina e não pense em trabalho enquanto isso.

Na contramão do mundo

Em uma de suas palestras, Apóstolo Estevam Hernandes falou sobre a vitória das bênçãos sobre as circunstâncias, capacidades e de como Jacó lutou como príncipe e se transformou em Israel (Gn 32.22-31).

Permaneça firme:



Por falta de conhecimento da Palavra somos arrogantes, prepotentes e ingratos; e quando qualquer luta é motivo para questionar a Deus e não ficar bem, isso é um roubo de Satanás e vai te impedir de chegar onde Deus prometeu. Onde Jesus nos deu exemplo? Ele foi como ovelha muda ao matadouro e assumiu a forma de homem; ele se humilhou (Filipenses 2.5-7). A minha leve e momentânea tribulação produz um peso de glória. Ai está o segredo para que você possa entender como superar as mentiras e adversidades: o diabo colocou em você uma série de nomes e atributos para que você desprezasse o que Deus tem pra sua vida. Na cruz, Jesus estava humilhado, nu e completamente envergonhado. As pessoas comentavam: “Ele falou que era o filho de Deus, mas olha a situação que ele está”. Não ouça essas vozes! Não se entregue a nenhum sentimento demoníaco e maligno, mas tenha a certeza que vai acontecer um poderoso milagre de ressurreição e de restauração. Receba a unção que te faz vencer as situações temporárias. Receba a unção do guerreiro! Se teus amigos te deixaram, se teu pai te abandonou, não interessa, pois Deus não te abandonará jamais. Deus está te dizendo: “Permaneça firma na tua convicção. O que está acontecendo agora não é definitivo.”

Lutar sempre:



Lutar como príncipe é ser perseverante; não viver uma instabilidade espiritual. Eu vivo pela fé, não pelas possibilidades de Deus me abençoar, pois eu tenho autoridade contra o espírito da incredulidade. Muitos não são firmes na fé porque deixaram o espírito de incredulidade entrar em seus corações e vivem oscilando. Muito triste ver pessoas que só vão sentir a presença de Deus no domingo à noite. E, para essas pessoas, o que acontece? Quando vem a luta, a pessoa está desnutrida e não consegue lutar pelo milagre. Jacó viu a oportunidade e agarrou o anjo. Não perca uma oportunidade! Agarre teu milagre agora, agarre a promessa! Ao invés de ficar murmurando pelo teu casamento, reclamando do teu filho, agarre a promessa! Seja uma mulher de oração, um homem de oração. Durante 14 anos, Jacó lutou com suas forças carnais. Quantas vezes, ele lutou como desprezado e na força da carne. Você também luta errado quando luta como um endividado, desprezado, humilhado. Não entre na presença do Senhor se achando um fraco e acabado. Você tem que lutar como filho do Deus Vivo! Você tem que lutar como Israel, com a autoridade de Jesus e o Senhor vai mudar a sua perspectiva da guerra. Prepare-se para se levantar como Israel!! Prepare-se para pisar a cabeça do inimigo porque nunca mais você será uma mulher derrotada. Deus vai te marcar como Israel.

Não perca a marca da capacidade:



Quando Jacó recebe o poder do Espírito Santo, o anjo o marca no quadril e ai estava uma marca definitiva. Era para demonstrar que ele havia tido uma experiência com Deus. Quando eu sou marcado, não existe como sair da presença de Deus (Gálatas 6.17) eu trago no meu corpo as marcas do Evangelho. As marcas do Senhor na minha vida são marcas que me darão vitórias eternas. Não podemos entrar em uma síndrome de derrotas, mas se eu sou marcado por Deus e eu vou andar de acordo com o que já alcancei. Você não pode andar como e velho homem, mas de acordo com aquilo que você já alcançou.

Dê um upgrade na sua carreira

Todas as segundas-feiras, a partir das 20 horas, a Igreja Renascer realiza as reuniões da AREPE (Associação de Renascer de Empresários e Profissionais Evangélicos).
O culto é direcionado para empresários, profissionais liberais e para pessoas que precisam de restauração e um direcionamento na área profissional.
No Renascer Hall, sede internacional da Renascer em Cristo, em São Paulo, as palestras são ministradas pelo Apóstolo Estevam Hernandes.

Serviço:
Culto da AREPE
Horário: 20 horas
Local: Todas as Igrejas Renascer em Cristo
Endereço da sede internacional: Rua Dr. Almeida Lima, 1.290 – Mooca

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

A ressurreição de Cristo


Não existe evangelho sem entrega, sem dedicação e sem um propósito de Deus, que se cumprirá em nossas vidas. Por isso que o Senhor disse em João 6:33“No mundo, tereis aflições, mas tende bom ânimo. Eu venci o mundo!”. Em Romanos 8, o próprio Paulo fala: “Se com Ele sofremos, com Ele, também reinaremos!”

A parte do sofrimento de Cristo, sem dúvida nenhuma, foi agoniante, foi desesperadora... Mas Ele estava cumprindo um propósito. O propósito começa quando você se entrega à vontade de Deus: “Seja feita a Tua vontade, Senhor!”.

Essa é a chave do sacerdócio, essa é a chave da eleição e da separação, porque a entrega incondicional, a entrega sem limites significa que não vivo eu, mas Cristo vive em mim, e a vida que eu vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, que morreu e se entregou por mim (Gálatas 2: 20).

O que nós temos é o poder e a autoridade daquilo que representa a ressurreição. Então, ela torna possível todas as coisas. Ela torna consequente tudo o que nós vivemos, porque foi exatamente o que Paula disse: “Não sobreveio sobre vós uma provação que não possamos suportar, mas, com a provação, o Senhor nos dá o escape.”. Qual é o escape? O escape é aquilo que Jó declarou: “O meu redentor vive!”.

A certeza maior de que, se nós temos o espírito de vida que ressuscitou Jesus Cristo entre os mortos, é que Ele habita em nós. Então, nós podemos, literalmente, superar todas as coisas, porque a nossa caminhada é uma caminha de superação.

O evangelho significa você ser, muitas vezes, incompreendido pelos homens, pela própria família, pelos seus amigos, porque Jesus disse: “Quem não for digno de deixar pai, mãe, filhos e filhas, por amor a mim, não é digno de mim.”.

Esse evangelho é, verdadeiramente, uma ruptura com todas as coisas, para que nós, na nossa individualidade, possamos viver a plenitude de uma vida abundante, a despeito do que nós tenhamos, a despeito daquilo que o homem mais espera de Deus. Porque o homem, tão somente, espera benefícios do Senhor. Só que Deus não tem só benefícios para nos dar, Deus tem coisas superiores (Hebreus 12).

Nós estamos firmados em cima de promessas superiores. Por isso que, na crucificação, muitas pessoas abandonaram Jesus. Por isso que Jesus disse que muitos são chamados, mas poucos são escolhidos. Os escolhidos passam pelo vale, passam pelo dia mau, passam pela provação, mas têm um poder sobrenatural que os faz suportar todas as coisas. Essa é realmente a arma que o Senhor colocou em nós, porque o nosso espírito se renova. Foi o que Isaías falou no capítulo 40: “Os que esperam no Senhor renovam suas forças!”.

Nós temos a certeza gloriosa de que, se com Cristo nós sofremos, com ele, também reinaremos. Reinar não significa oprimir o próximo, não significa eu ter apenas uma posição de superioridade que me faça um super-homem, mas significa eu enfrentar todas as minhas adversidades e não ser dominado por elas. Reinar significa eu ter uma perspectiva imutável, que é a nossa vida eterna.

Vocês estão aqui, porque vocês são aqueles que levam a Palavra das Boas Novas! A Palavra das Boas Novas é levar salvação, anunciar que o Senhor Jesus Cristo é vivo, anunciar que, ao conhecê-Lo, nós somos livres. Na Bíblia, está escrito: “Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará!”. Isso é algo muito maior do que nós imaginamos. Não é apenas a libertação do álcool, das drogas... mas é a libertação da escravidão espiritual, que vem pela gloriosa consciência de Cristo em nós.

Aquilo que a Igreja recebeu depois da ressurreição de Cristo foi muito maior do que Ela recebeu quando Jesus estava como homem na terra, porque, como homem na terra, Jesus cumpriu um ministério de 33 anos. Jesus, ressurreto, deu à Igreja todos os preceitos eternos de Deus. Por isso que, em Efésios 1: 3, está escrito que, n’Ele, nós temos toda a sorte de bênção espirituais.

Enquanto Jesus estava sepultado há três dias, Ele foi ao inferno, recuperou toda a sorte de bênçãos e deu a quem? À Igreja, que somos nós! Esse poder de viver uma vida abundante é o que está reservado a cada um de nós.

Que a cada dia nós possamos ser renovados na esperança de que nós seremos ressuscitados com Ele. Que a cada dia o Senhor te levante com este poder de superação.

As suas limitações e deformações são humanas, mas o poder realizador de Cristo é o poder de João 14: 12, que diz que, se você crer n’Ele, você realizará obras maiores ainda. A maior obra que Jesus realizou foi a salvação. A maior obra que Jesus realizou foi a ressurreição, porque Paulo fala que o último inimigo que foi vencido foi a morte!

Nós vencemos a morte todos os dias. Vivemos em uma sociedade de mortos, que se alimentam daquilo que dá a eles apenas prazeres carnais e momentâneos, como o dinheiro, a prostituição... mas vence a morte quem, todos os dias, respirar Jesus Cristo. Nós temos que respirá-Lo de tal maneira que possamos transpirá-Lo.

Sobre o local:

O Jardim do Túmulo é um dos pontos mais requisitados pelos cristãos, em Israel. O local é mantido por uma associação, que é responsável também pela preservação do túmulo e jardim, que se encontram fora das muralhas da Cidade Velha de Jerusalém, considerado por muitos como o Sepulcro e Jardim de José de Animateia.

Não existe nenhuma prova definitiva se, de fato, este seria o local da crucificação, sepultamento e ressurreição de Jesus, mas os detalhes se encaixam perfeitamente com as narrativas bíblicas e ajudam os turistas a contextualizarem os eventos que ocorreram na primeira manhã da Páscoa cristã.

A reconstrução dos muros


Neemias 2: 17 “Então lhes disse: Bem vedes vós a miséria em que estamos, que Jerusalém está assolada, e que as suas portas têm sido queimadas a fogo; vinde, pois, e reedifiquemos o muro de Jerusalém, e não sejamos mais um opróbrio.”.

Em Jerusalém, todos estavam completamente desmotivados e sem nenhuma perspectiva.

Quantas vezes, nós olhamos a situação geral, e o que os nossos olhos contemplam é somente a impossibilidade de que dias melhores virão?

Por isso que, quando Jesus chora sobre a cidade de Jerusalém (Lucas 19: 41 a 44), Ele fala sobre a Jerusalém assolada, fala sobre a Jerusalém que mata os seus profetas, que despreza a lei do Senhor e fala sobre a Jerusalém contaminada pelo espírito de desânimo.

O desânimo – a disposição mental contrária à natureza que Deus colocou no homem (Romanos 1) – pode exatamente ser para o lado do pecado, da prostituição, ou pode ser para o lado da entrega, quando decidimos entregar os pontos, quando não temos mais forças e nada que nos impulsione.

Neemias encontra a situação de um povo completamente assolado e, no seu espírito, ele tinha o envio, o envio para transformar aquele estado de assolação em uma obra inexplicável aos olhos humanos, mas possível para Deus. Ele, então, se propõe a fazer aquilo que talvez as pessoas jamais poderiam pensar ou imaginar. Ele se propõe a reedificar os muros, os muros assolados de Jerusalém. Ele, então, em 52 dias, faz esta obra gloriosa e maravilhosa.

O que eu tenho buscado de Deus, a cada dia, é exatamente o entendimento espiritual daquilo que significava o antes daquele local. O antes era uma cidade sem defesa.

Nós estamos aqui nestes muros, que foram reconstruídos e edificados de uma maneira tão impressionante e em tempo recorde. Hoje, podemos passar por cima deles e observar que eram exatamente uma defesa, ou seja, eram extremamente estratégicos.

Aqui, o inimigo estava em uma posição de inferioridade. Quando você não tem muros espirituais, você está em uma posição de inferioridade espiritual. Você não tem defesas e, ao mesmo tempo, não pode atacar. Isso é exatamente o que o inimigo quer fazer. Ele quer que nós fiquemos completamente desprotegidos e despreparados para as batalhas que temos que enfrentar. Em Efésios 6, Paulo fala exatamente sobre nós estarmos preparados e armados.

O Senhor deu a Neemias um foco: “Coloque defesas, para que a minha glória seja mostrada, para o retorno do shekinah.”. Nós precisamos de defesas para que possamos manter o que Deus tem nos dado. É por esse motivo que as gerações se perdem. É por esse motivo que nós vemos que não há uma sucessão.

Nós temos que ter defesas que nos deem uma posição privilegiada contra o inimigo e defesas que signifiquem uma proteção para tudo aquilo que Deus nos entregou.

Neemias entende isso e, estrategicamente, reconstrói os muros. Eu tenho certeza de que o trabalho de Cristo é o trabalho de Neemias: o trabalho de reconstruir as nossas defesas, de nos colocar em uma posição de autoridade, uma posição estratégica contra o inimigo, uma posição estratégica que nos permite estar verdadeiramente constituídos em cima de fortaleza. Por isso que nós estamos assentados com Cristo, acima de potestades, principados e dominadores.

Por isso que Davi fala sobre a cidade murada, sobre a proteção daquilo que são os nossos muros. Quando estamos dentro de uma cidade murada, temos exatamente o diferencial que é esta posição estratégica de autoridade. Que o Senhor possa te dar esta condição.

Eu poderia citar para vocês vários exemplos de muros, mas vou destacar alguns:

Muros da vida espiritual:

Quem não tem uma vida espiritual protegida, uma vida espiritual edificada, é uma pessoa enfraquecida e, consequentemente, não consegue chegar à plenitude de sua constituição.

Muros das relações pessoais:

Quando eu sou uma pessoa desprotegida, as minhas relações pessoais são problemáticas, são completamente desgovernadas, não têm uma direção do Espírito Santo de Deus. Eu, então, não consigo manter esta liga verdadeira, que é a liga da comunhão. Eu fico sem poder discernir, entender e, consequentemente, faço voos cegos.

Muros para a preservação do futuro:

Quando eu não tenho proteção para a minha caminhada, para aquilo que é o meu futuro, o que acontece? Eu sou consumido no presente. O muro significa: proteção para o futuro. O muro significa: eu ter realmente aquilo que eu posso construir, edificar e deixar um legado.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Apóstolo Estevam fala sobre aborto em caso de microcefalia

O aumento dos casos de microcefalia no Brasil reabriu a discussão sobre o aborto. No país, atualmente, só é permitido interromper a gravidez quando o feto é anencéfalo ou quando a concepção for resultado de estupro.

O assunto polêmico foi abordado no programa Renascer em Revista, da Rede Gospel. Entre os participantes da enquete lançada pelo Apóstolo Estevam Hernandes, 90% disseram que, em caso de microcefalia, não recorreriam ao aborto, e os demais afirmaram que interromperiam a gravidez, caso o feto fosse diagnosticado com a doença.

Confira, no vídeo a seguir, a opinião do apresentador:


A microcefalia é uma doença em que a cabeça e o cérebro das crianças são menores que o normal para a sua idade, o que prejudica o seu desenvolvimento mental, porque os ossos da cabeça, que ao nascimento estão separados, se unem muito cedo, impedindo que o cérebro cresça e desenvolva suas capacidades normalmente.

A criança com microcefalia pode precisar de cuidados por toda a vida, mas isso é normalmente confirmado depois do primeiro ano de vida e irá depender muito do quanto o cérebro conseguiu se desenvolver e que partes dele estão mais comprometidas.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

“O envio para uma nova jornada!”, por Apóstolo Estevam


Josué 1: 1 a 9 “Depois da morte de Moisés, servo do Senhor, falou o Senhor a Josué, filho de Num, servidor de Moisés, dizendo: Moisés, meu servo, é morto; levanta-te pois agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, para a terra que eu dou aos filhos de Israel. Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo dei, como eu disse a Moisés. Desde o deserto e este Líbano, até o grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus, e até o grande mar para o poente do sol, será o vosso termo. Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida. Como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei. Esforça-te, e tem bom ânimo, porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria. Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo, cuidando de fazer conforme toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; não te desvies dela, nem para a direita nem para a esquerda, a fim de que sejas bem sucedido por onde quer que andares. Não se aparte da tua boca o livro desta lei, antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido. Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não te atemorizes, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus está contigo, por onde quer que andares.”.

Esta é a palavra do Senhor direcionada a um jovem chamado Josué. Ele estava em um momento de transição, insegurança, de enfrentar situações difíceis e sem seu apoio, que era Moisés.

Assim é a caminhada de um servo de Deus: cheia de desafios!

De repente, Josué se viu como um líder, mas, no seu interior, já havia uma constituição.

Talvez, ao olhar esta provação, você pense: “Eu não estou preparado!”. Isso ocorre quando você coloca suas deformações no lugar da bênção. Enxergue com os olhos da fé e caminhe de acordo com o direcionamento do Senhor.

Neste texto, nós vemos que Deus falou três coisas importantes para Josué:

1ª Sê forte e corajoso

Ser forte é ter estrutura espiritual, é ter força interior, é não se entregar às investidas do inimigo!

2 Coríntios 12: 10 “Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte.”

Deus não te fez fraco! Assuma este desafio, porque Ele é contigo!

2ª Ninguém poderá te resistir todos os dias da sua vida! Assim como fui com Moisés, serei contigo

Hebreus 13: 8 “Jesus Cristo, ontem e hoje, é o mesmo e o será para sempre.”

1 Coríntios 10: 1 a 4 “Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos sob a nuvem, e todos passaram pelo mar, tendo sido todos batizados, assim na nuvem como no mar, com respeito a Moisés. Todos eles comeram de um só manjar espiritual e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo.”

3ª Eu estou te enviando para três coisas:

-Para ser vencedor

Romanos 8: 37 “Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.”

-Para ser um conquistador

-Para ter sucesso

Josué tinha começado o dia triste, mas, depois daquela palavra, ele se reanimou no Senhor. Seu comportamento já não era mais o mesmo.

Quando ele se apresentou, o povo não viu um Josué inseguro, mas um homem cheio do Espírito Santo.

Esta dívida, esta decepção sentimento, esta incompreensão em relação às lutas que você tem vivido não são mais fortes que o envio.

Encha-se do espírito, mude de comportamento, porque Deus tem para você uma jornada de vitórias! Haverá bom futuro.