quarta-feira, 26 de abril de 2017

Assumindo novos comportamentos


Mateus 5.33 a 41: “Também ouvistes que foi dito aos antigos: Não jurarás falso, mas cumprirás rigorosamente para com o Senhor os teus juramentos. Eu, porém, vos digo: de modo algum jureis; nem pelo céu, por ser o trono de Deus; nem pela terra, por ser estrado de seus pés; nem por Jerusalém, por ser cidade do grande Rei; nem jures pela tua cabeça, porque não podes tornar um cabelo branco ou preto. 


Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno. Ouvistes que foi dito: Olho por olho, dente por dente. Eu, porém, vos digo: não resistais ao perverso; mas, a qualquer que te ferir na face direita, volta-lhe também a outra; e, ao que quer demandar contigo e tirar-te a túnica, deixa-lhe também a capa. Se alguém te obrigar a andar uma milha, vai com ele duas.”. 


Nesta passagem bíblica, Jesus estabelece alguns padrões comportamentais.

Em primeiro lugar, Ele fala: “Não jureis!”.

Naquela época, as pessoas tinham o costume de jurar. Bom, eu acho que, até hoje, é assim...

O juramento é o reforço de uma palavra. E, atualmente, o que mais tem faltado são pessoas de palavra.

Jesus, então, quebra aquele costume e afirma: “Seja, porém, a tua palavra: sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno.”.

Então, querido, não jure por nada!  Seja luz do mundo e sal da terra! Seja verdadeiro, honesto e cumpra com suas promessas.

Em segundo lugar, o Senhor Jesus diz: “Seja tolerante!”

Nossa realidade, como seres humanos, seria muito melhor, se fossemos mais tolerantes.

Em 2 Timóteo 3, Paulo disse: “Nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder.”

É exatamente assim que algumas pessoas estão se comportando atualmente. Elas se esquecem de tirar a trave dos seus olhos. Elas se esquecem de que também são falíveis.

A base do cristianismo é o amor! Amor envolve doação, dedicação e andar mais milhas, se for necessário!

Nosso comportamento precisa estar de acordo com o que pregamos.

Não seja alguém que se diz cheio Espírito Santo, mas tem um comportamento totalmente desassociado do cristianismo. É descontrolado, mal humorado e intolerante!

Faça do amor a sua bandeira, e confie na justiça do Senhor.

Seja mais tolerante com seus filhos, com seu marido, com seus colegas de trabalho... Lembre-se de que todos nós somos falhos.

Em terceiro lugar, Ele fala: “Viva o poder da Palavra!”

Isaías 55.10 e 11: “Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar, para dar semente ao semeador e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei.”. 

João 1.1 a 3: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez.”. 

Que o poder do Verbo esteja sobre sua vida. Assuma novos comportamentos e faça da Palavra de Deus a sua sustentação.

terça-feira, 25 de abril de 2017

A certeza de um bom futuro!


João 8.12: “De novo, lhes falava Jesus, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas; pelo contrário, terá a luz da vida.”

Segundo um dos comentários da Bíblia Apostólica, as trevas são o ambiente onde habita o mal.

Jesus veio para nos trazer a luz. Em 1 João 5.19, está escrito que o mundo jaz no maligno, mas, no versículo 4, diz que a nossa fé vence o mundo.

O maligno pode até dominar o mundo, mas ele não produz luz. Jesus disse: "Eu sou a luz do mundo!". Em relação a nós, em Mateus 5, Ele orienta: "Que vossa luz brilhe diante dos homens. Isso significa que nós somos a manifestação de Cristo na terra!".

Esta luz:

Em primeiro lugar, brilha nas nossas incertezas

Talvez, no seu interior, você esteja com uma série de incertezas, como por exemplo: "Será que meu casamento vai dar certo?"; "Será que o meu projeto será aprovado pelo meu chefe?"; "Será que minha esposa, algum dia, conseguirá engravidar?".

São incertezas que nos consomem, tiram a nossa paz e a nossa alegria de viver. Mas, no meio de toda essa nebulosidade, vai brilhar a luz de Jesus Cristo! Ela mostrará qual é o melhor caminho e te ensinará a passar por ele.

Você encontrará, na paz que excede todo o entendimento, o arbitro do seu coração para as grandes decisões que você precisa tomar.

1 João 2.27: “Quanto a vós outros, a unção que d´Ele recebestes permanece em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como  a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é falsa, permanecei n´Ele, como também ela vos ensinou.”

Em segundo lugar, expõe tudo o que está oculto

Deus vai te revelar planos, conspirações e o que está sendo preparado para te destruir. Com está luz, virá também uma grande libertação.

Lucas 12.2: “Não há nada encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser conhecido.”

Em terceiro lugar, traz perspectivas para o futuro.

Talvez, hoje, você esteja passando pelo momento mais difícil da sua vida e não encontre solução para o futuro. Mas, quando você deixa essa luz invadir sua vida, os caminhos se abrem. Aquele que está em Cristo jamais ficará perdido.


Provérbios 23.18: “Porque deveras haverá bom futuro; não será frustrada a tua esperança.”

domingo, 23 de abril de 2017

4 características que tornaram Josué um líder conquistador


Liderar consiste em conduzir pessoas a alcançar, com bom êxito, os resultados planejados. Quem possui esta habilidade, com certeza, tem grandes chances de se destacar nos contextos pessoal e profissional.

Pesquisas mostram que esta capacidade pode ser tanto um dom natural quanto uma competência, que pode ser desenvolvida ao longo da vida.

Existem vários tipos de teorias e de modelos de liderança. De acordo com os pesquisadores, os desafios mais comuns de um líder são:

1. Lidar com pessoas difíceis


Sempre existirão pessoas na sua equipe ou empresa que vão dificultar o seu trabalho. É preciso aprender a lidar com elas e, ao mesmo tempo, adquirir habilidades comunicativas para informar o problema sem causar novos dilemas.

2. Lidar com a pressão


Quando você assume uma posição de liderança, a pressão se torna cada vez maior. A habilidade de aceitar e se livrar de um pouco dessa pressão é o segredo para não se sentir sobrecarregado.

3. Ser transmissor de más notícias


As pessoas da sua equipe vão esperar que as notícias ruins venham de você, e não de terceiros. Você deve ser capaz de dar essas notícias sem drama e de forma clara para conseguir fazer sua equipe manter a motivação.

4. Ser respeitado


Esse é um grande desafio para todos os líderes. Afinal, como ser respeitado sem fazer com que a sua equipe se sinta intimidada? É preciso criar uma atmosfera de confiança e transparência para que os funcionários que trabalham com você se sintam incentivados a seguir sua liderança.

Na contramão do mundo!

Em uma de suas palestras, Apóstolo Estevam Hernandes abordou os conflitos internos e externos enfrentados por Josué, quando ele descobriu que daria sequência à liderança de Moisés. Confira, a seguir, a ministração:

Josué 1.1 a 7: “Sucedeu, depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que este falou a Josué, filho de Num, servidor de Moisés, dizendo: Moisés, meu servo, é morto; dispõe-te, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel. Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu prometi a Moisés. Desde o deserto e o Líbano até ao grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus e até ao mar Grande para o poente do sol será o vosso limite.

Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei, nem te desampararei. Sê forte e corajoso, porque tu farás este povo herdar a terra que, sob juramento, prometi dar a seus pais. Tão-somente sê forte e mui corajoso para teres o cuidado de fazer segundo toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que sejas bem-sucedido por onde quer que andares.”


Esta é a palavra do Senhor direcionada a Josué. Ele estava em um momento de transição e, ainda por cima, teria que enfrentar situações difíceis sem o seu maior apoio, que era Moisés.

Moisés foi um grande e respeitado líder, mas passou por uma série de situações desgastantes, que o deixaram sem condições de continuar naquela jornada rumo à terra prometida. Ele, então, morre, mas deixa Josué como sucessor.

Josué, diante daquele novo desafio, enfrenta um conflito interior e entra na “fase da insegurança”. Nós, muitas vezes, somos roubados porque ficamos nesta fase. Na “zona da insegurança”, deixamos de acreditar no nosso potencial, deixamos de acreditar que Deus nos enviou, e deixamos de acreditar que haverá bom futuro.

Talvez, ao olhar esta provação, você pense: “Eu não estou preparado!”. Isso ocorre quando você coloca suas deformações no lugar da bênção. Enxergue, com os olhos da fé, e caminhe de acordo com o direcionamento do Senhor.

Deus havia corrigido a rota de Josué, assim como está fazendo conosco. Confie porque, se Ele te chamou, é Ele quem vai te capacitar.

Josué precisava vencer seus medos para superar aquela crise! As opções que ele tinha eram: vencer ou morrer no deserto! Era um momento de extrema pressão, porque o povo estava desorientado. Mas Deus, em todo o tempo, estava com ele.

Hoje, eu quero destacar quatro marcas que Josué adquiriu para superar aquele deserto:

1ª) Força


2ª) Coragem


3ª) Estrutura


4ª) Equilíbrio


Essas características vão determinar a sua vitória neste momento estratégico e de extrema pressão.

Se você der espaço ao medo, ele vai te paralisar, porque o medo produz tormento.

Se você der espaço à fraqueza, ela te levará à falência.

Seja forte e tenha coragem, porque o Senhor não te deu espírito de covardia, mas de ousadia!

Através das suas atitudes, o Senhor prosperará os seus caminhos.

É tempo de avançar!

Dê um upgrade na sua carreira

Todas as segundas-feiras, a partir das 20 horas, a Igreja Renascer realiza as reuniões da AREPE (Associação de Renascer de Empresários e Profissionais Evangélicos).

O culto é direcionado para empresários, profissionais liberais e para pessoas que precisam de restauração e um direcionamento na área profissional.

No Renascer Hall, sede internacional da Renascer em Cristo, em São Paulo, as palestras são ministradas pelo Apóstolo Estevam Hernandes.



Redação iGospel

Apóstolo ministra milhares de adolescentes no #AcampaTeen


Na noite de quinta-feira (20), milhares de adolescentes se reuniram na Fazenda Renascer, situada em Mairinque (SP), interior de SP, para mais uma edição do #AcampaTeen. Foram três dias dias de curtição, muita música e experiências com Deus.

Ao logo do evento, os jovens acampantes receberam ministrações impactantes. No sábado de manhã (22), Bispa Fernanda Hernandes deixou uma mensagem de reflexão. “Você pode, sim, escolher qual será o seu futuro. Escolha sempre andar com o Senhor, porque Ele tem o melhor para vocês”, afirmou ela.


Na sequência, Apóstolo Hernandes leu a passagem bíblica de 1 Samuel 8.1 a 19 e destacou o poder libertador da Palavra de Deus.

Confira, a seguir, o resumo da ministração:

Samuel foi chamado por Deus na idade de vocês. O Senhor o levantou como profeta, sacerdote e juiz.

Como Samuel inaugurou um novo sacerdócio, os filhos dele seriam sacerdotes, mas, infelizmente, eles abandonaram os ensinamentos que receberam do pai.

Hoje, Deus nos deu a oportunidade de sermos sucessores de uma grande obra. Não podemos rejeitá-la como os filhos de Samuel fizeram. Somos filhos de uma visão.

Precisamos entender:

1º Que somos escolhidos por Deus

2º Que também fomos eleitos por satanás para ter uma vida destruída

Mas nós temos o poder da escolha! O evangelho não é uma imposição, mas a convicção do que nos marcou. Precisamos ter consciência de que nós podemos escolher qual reino vai imperar em nossas vidas.

Satanás quer nos impor:

- O reino da prostituição (Gálatas 5.22)

Ele quer que sejamos dominados pelo sexo. Sexo sem amor e fora da presença de Deus é um caminho de frustração e infelicidade.

Precisamos ter domínio próprio e entender que quem ama espera!

Escolha o caminho da santificação!

- O reino das drogas: prazeres carnais através do que é artificial e ilusório (Neemias 8 e Romanos 12)

A verdadeira alegria vem do espírito santo. É uma fonte inesgotável. As drogas trazem apenas uma falsa sensação de alegria e de fuga. Por isso, as pessoas ficam viciadas, seu efeito dura apenas algumas horas. No final, é uma prisão, um caminho de morte e destruição. Tudo o que te tira da realidade não vem de Deus. Você não depende de artifícios para ser feliz.

Os reis deste mundo só podem oferecer experiências destruidoras e temporárias. Mas Jesus Cristo tem para nós o caminho, a verdade e a vida. O caminho da felicidade, a verdade que liberta e a vida eterna!

Ele quer estabelecer em nós:

- Um reino de paz (Isaías 9.6)

Paz não é ausência de problemas, é algo que vem de dentro para fora! É lidar com as dificuldades sem se abalar.

- Um reino de prosperidade

Ser próspero é ser alguém brilhante. É poder operacionalizar o máximo de seus dons.

Satanás é especialista em ofuscar talentos. Quantos astros do rock morreram no auge de suas carreiras? Quantos morreram na juventude? Quantos morreram de overdose? Quantos deram fim à própria vida porque não eram felizes? Quantos morreram de depressão? Será que era esse o fim que Deus tinha pra eles?

- Um reino de cura (Isaías 58)

Além de te curar fisicamente, Deus quer te curar interiormente das mágoas, das tristezas, dos complexos e dos traumas.

- O reino da amizade (João 15)

A amizade do mundo é inimiga de deus. No reino de Deus, você terá amigos de verdade. Jesus não nos chama de servos, mas de amigos.

- O reino do poder Espírito Santo (João 1 e Atos 1.8)

Na Bíblia, está escrito: “Mas a todos quantos o receberam, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus.”.

Exercite o poder de ser filho de Deus!

No final do culto, os adolescentes receberam uma oração transformadora. Muitos deles foram curados de seus medos, traumas e crises existenciais.

“Foi uma manhã impactante! Muitos jovens que sofriam de depressão, que é um dos males do século 21, foram completamente libertos. Muitos, inclusive, planejaram ou já tentaram tirar a própria vida! Hoje, eles descobriram, no Senhor, um novo caminho”, afirmou o líder da Igreja Renascer em Cristo.



Diversão garantida!

Além das ministrações que têm revolucionado o evangelho no país e dos shows com os maiores nomes da música gospel nacional, no #AcampaTeen, a diversão também foi garantida.

Os jovens acampantes tiveram acesso livre a todas as áreas de lazer da fazenda, que incluem quatro piscinas, salão de jogos, haras, quadra de vôlei e um campo de futebol. 

Novos rumos 

O encerramento do #AcampaTeen foi marcado pelo batismo de dezenas de adolescentes, que voltaram para suas casas dispostos a viver um novo tempo com Deus.



Redação iGospel

Fotos: Karin Marcitello

quinta-feira, 20 de abril de 2017

A incorruptibilidade de Daniel



Daniel 1.1 a 16 e 20: No ano terceiro do reinado de Jeoaquim, rei de Judá, veio Nabucodonosor, rei da Babilônia, a Jerusalém e a sitiou. O Senhor lhe entregou nas mãos a Jeoaquim, rei de Judá, e alguns dos utensílios da Casa de Deus; a estes, levou-os para a terra de Sinar, para a casa do seu deus, e os pôs na casa do tesouro do seu deus. Disse o rei a Aspenaz, chefe dos seus eunucos, que trouxesse alguns dos filhos de Israel, tanto da linhagem real como dos nobres, jovens sem nenhum defeito, de boa aparência, instruídos em toda a sabedoria, doutos em ciência, versados no conhecimento e que fossem competentes para assistirem no palácio do rei e lhes ensinasse a cultura e a língua dos caldeus. 

Determinou-lhes o rei a ração diária, das finas iguarias da mesa real e do vinho que ele bebia, e que assim fossem mantidos por três anos, ao cabo dos quais assistiriam diante do rei. Entre eles, se achavam, dos filhos de Judá, Daniel, Hananias, Misael e Azarias. O chefe dos eunucos lhes pôs outros nomes, a saber: a Daniel, o de Beltessazar; a Hananias, o de Sadraque; a Misael, o de Mesaque; e a Azarias, o de Abede-Nego. 

Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se. Ora, Deus concedeu a Daniel misericórdia e compreensão da parte do chefe dos eunucos. Disse o chefe dos eunucos a Daniel: Tenho medo do meu senhor, o rei, que determinou a vossa comida e a vossa bebida; por que, pois, veria ele o vosso rosto mais abatido do que o dos outros jovens da vossa idade? Assim, poríeis em perigo a minha cabeça para com o rei. 

Então, disse Daniel ao cozinheiro-chefe, a quem o chefe dos eunucos havia encarregado de cuidar de Daniel, Hananias, Misael e Azarias: Experimenta, peço-te, os teus servos dez dias; e que se nos dêem legumes a comer e água a beber. Então, se veja diante de ti a nossa aparência e a dos jovens que comem das finas iguarias do rei; e, segundo vires, age com os teus servos. Ele atendeu e os experimentou dez dias. 

No fim dos dez dias, a sua aparência era melhor; estavam eles mais robustos do que todos os jovens que comiam das finas iguarias do rei. Com isto, o cozinheiro-chefe tirou deles as finas iguarias e o vinho que deviam beber e lhes dava legumes. Em toda matéria de sabedoria e de inteligência sobre que o rei lhes fez perguntas, os achou dez vezes mais doutos do que todos os magos e encantadores que havia em todo o seu reino.”. 

Daniel saiu de Jerusalém e foi levado para a Babilônia. Ele poderia ter se encantado, pois, naquela época, era um dos locais mais cobiçados da terra, mas não se contaminou.  

A Babilônia era tudo para muitas pessoas, mas, para Daniel, não. O relacionamento que ele tinha com Deus era a sua prioridade e sua força motriz. 

Hoje, eu gostaria de destacar algumas características que levaram Daniel a ter vitória na Babilônia:  

Em primeiro lugar, Daniel era incorruptível, ou seja, não era como alguns “cristãos”, que, no domingo, são fervorosos, mas, na segunda-feira, são duros como uma pedra e não acreditam em mais nada.  

Em segundo lugar, ele aceitou o desafio de honrar suas convicções 

Só aceita este desafio quem confia no Senhor. Só aceita este desafio quem é ousado! 

Salmos 125.1: “Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.”. 

O rei havia mandado servi-lo com o que havia de melhor naquela terra. Mas Daniel resolveu, firmemente, não se contaminar!  

Mas, pensando bem, será mesmo que aquelas iguarias causariam algum mal ao organismo de Daniel? Claro que não! Aquele cardápio foi desenvolvido especialmente para os príncipes. Daniel, na verdade, escolheu não se contaminar espiritualmente. Aqueles alimentos eram consagrados aos ídolos babilônicos. Naquele cardápio, também havia alimentos que, antes da graça, eram abominados por Deus.  

Daniel aceitou o desafio de honrar suas convicções, sem se importar com as consequências. Ele disse ao chefe dos eunucos: “Espere dez dias, e você verá Deus agir!”.  

Querido, chegou a hora de você desafiar o mundo e crer verdadeiramente no Senhor.  

Daniel sabia que o alimento que viria do Senhor o deixaria mais forte. Depois de dez dias, Daniel e os amigos dele estavam mais robustos. O chefe dos eunucos ficou tão impressionado, que aceitou manter a dieta estipuladas por eles.  

Não adiante se alimentar do que o mundo oferece, e continuar vazio! Alimente-se no Senhor. Busque ser cheio do Espírito Santo!  

Em terceiro lugar, Daniel buscou ser o melhor! 

Daniel foi achado dez vezes mais sábio do que os grandes encantadores da Babilônia! Daniel era disciplinado, organizado, estudioso e, o mais importante de tudo, ele tinha um vida de oração! 

Tiago 1.5: “Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida.”.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

A fé abre caminhos



Marcos 2: 1 a 12 “Dias depois, entrou Jesus de novo em Cafarnaum, e logo correu que ele estava em casa. Muitos afluíram para ali, tantos que nem mesmo junto à porta eles achavam lugar; e anunciava-lhes a palavra. Alguns foram ter com ele, conduzindo um paralítico, levado por quatro homens. E, não podendo aproximar-se dele, por causa da multidão, descobriram o eirado no ponto correspondente ao em que ele estava e, fazendo uma abertura, baixaram o leito em que jazia o doente.

Vendo-lhes a fé, Jesus disse ao paralítico: Filho, os teus pecados estão perdoados. Mas alguns dos escribas estavam assentados ali e arrazoavam em seu coração:  Por que fala ele deste modo? Isto é blasfêmia! Quem pode perdoar pecados, senão um, que é Deus?  E Jesus, percebendo logo por seu espírito que eles assim arrazoavam, disse-lhes: Por que arrazoais sobre estas coisas em vosso coração? Qual é mais fácil? Dizer ao paralítico: Estão perdoados os teus pecados, ou dizer: Levanta-te, toma o teu leito e anda?

Ora, para que saibais que o Filho do Homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados – disse ao paralítico:  Eu te mando: Levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa.  Então, ele se levantou e, no mesmo instante, tomando o leito, retirou-se à vista de todos, a ponto de se admirarem todos e darem glória a Deus, dizendo: Jamais vimos coisa assim!”.

Jesus tinha sua base espiritual em Cafarnaum, onde Ele sempre reunia multidões.

Ali, também havia um paralítico que ficou conhecido pela grandiosidade se sua fé. No coração dele, havia um único objetivo: ficar frente a frente com Jesus!

Quando temos está disposição e este desejo, movemos o mundo espiritual.

Em primeiro lugar, precisamos encontrar um caminho através da fé.

Aquele paralítico estava cansado das dores, das humilhações e da cama que o prendia. Aquela fé e aquele inconformismo fizeram com que ele descobrisse um caminho para se aproximar de Jesus!

Se você permanecer acomodado e achando culpados para os seus problemas, você vai se afundar ainda mais! É como se fosse uma areia movediça! Mas, se você se abrir para ser movido pela fé, encontrará um caminho!

Qual caminho aquele paralítico encontrou? Não dava para passar pela multidão. Qual alternativa ele tinha? Entrar pelo telhado!

Em segundo, precisamos estar associados com quem pode nos levar ao milagre.

O paralítico chamou quatro grandes amigos e explicou seu plano.

O primeiro amigo representa aqueles que estimulam nossa fé;

O segundo amigo representa a determinação;

O terceiro amigo representa a disposição;

O quarto amigo representa a superação.

O plano, então, foi colocado em prática!

Jesus estava ministrado e, de repente, desce uma cama do teto.  Ao olhar o paralítico, Ele afirma: “Seus pecados estão perdoados!”.

Ao ser questionado pelos religiosos sobre esta atitude, Jesus responde: “O que é mais fácil: dizer ‘Estão perdoados os seus pecados!’ ou ‘Levanta e anda!’?

Precisamos entender que a obra que o Senhor tem para nossas vidas é completa!

Quando aquele homem começou a andar, todos ficaram surpresos: “Jamais vi coisa igual!”.

Jesus Cristo é o Senhor do milagre!

Tenha fé, seja perseverante! O Senhor é contigo, e você caminhará em liberdade!

terça-feira, 18 de abril de 2017

Salvação: O nosso divisor de águas!



2 Coríntios 5.16 e 17: “Assim que, nós, daqui por diante, a ninguém conhecemos segundo a carne; e, se antes conhecemos Cristo segundo a carne, já agora não o conhecemos deste modo. E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.”. 

Nesta passagem, o apóstolo Paulo fala sobre o divisor de águas que o Senhor tem para realizar em nossas vidas!  

Mesmo que algumas pessoas não queiram reconhecer, a história da humanidade está dividida em antes e depois de Cristo! Assim deve ocorrer com nossas vidas também, através do novo nascimento que vivemos, quando aceitamos Jesus como o nosso senhor e salvador.   

Acontece que, como Paulo explica em Gálatas 5.19, há uma guerra constante entre a nossa carne e o nosso espírito, porque eles são opostos entre si. E, nessa guerra, nós precisamos estar atentos às seguintes verdades espirituais: 

1ª Nós não podemos conhecer Cristo segundo a carne  

O que é conhecer Jesus Cristo segundo a carne? É quando apenas sabemos que Ele existe. É quando somente ouvimos algo a respeito d’Ele. É uma informação que está somente no seu intelecto, mas não está no seu espírito ou no seu coração. Isso é bom? É apenas uma teoria, e teorias não têm o poder de transformar nada!  

O que você precisa, na verdade, é conhecer Jesus Cristo no Espírito. Como assim? É o que Paulo define como o novo nascimento. É o nascer do teu ser espiritual. Paulo fala que o nosso homem exterior se corrompe. Os anos passam... Nós envelhecemos... Isso é natural. Mas nosso homem espiritual se renova a cada dia, porque ele é imortal.  

Agora, quando queremos nos relacionar com o que é espiritual, mas de forma carnal, vêm a incredulidade, o desânimo, as impossibilidades e os questionamentos que resultam em uma grande frustração.  

Conhecer Cristo espiritualmente é o que Paulo expressa em Gálatas 6.17: “Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas de Jesus.”. É ter marcas, é ser tocado, é senti-lo, é andar com Ele. É ter sua emoção completamente envolvida pelo Espírito Santo.  

Isaías 61.1 a 3: “O Espírito do SENHOR Deus está sobre mim, porque o SENHOR me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados; a apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os que choram e a pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria, em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem carvalhos de justiça, plantados pelo SENHOR para a sua glória.”. 

2ª Se alguém está em Cristo, nova criatura é. As coisas velhas se passaram, e tudo se fez novo! 

E eu te pergunto? Por que você insiste em retomar os velhos hábitos? Por que você insiste em viver como se Deus não existisse? Por que você insiste em resgatar relacionamentos que quase te levaram para a morte? 

Em Cristo, você tem a oportunidade de deixar tudo isso para trás.  

Salmo 103.12: “Como está distante o Oriente do Ocidente, assim o Senhor afasta de nós as nossas transgressões.”. 

Isaías 43.25: “Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro.”. 

Deixe o passado definitivamente para trás e receba o novo do Senhor.  

Romanos 6.4: “Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida.”. 

Mude de comportamento, mude as companhias, deixe aquelas conversinhas que sempre te levam para o mesmo lugar. Deixe para trás aqueles relacionamentos que sempre te jogam para baixo. Faça coisas novas! Em Cristo, você é nova criatura! 

3ª Volte a ter esperança  

Salmo 119.116: “Ampara-me, segundo a tua promessa, para que eu viva; não permitas que a minha esperança me envergonhe.”. 

Salmo 125.1: “Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.”. 

Aquele que confia no Senhor não se entrega às circunstâncias. Ele olha para os montes, e sabe de onde virá o seu socorro. Ele anda firmado em promessas superiores e tem o coração cheio de esperança. 

Creia nesta palavra, porque:  

Em primeiro lugar: Haverá bom futuro! 

Provérbios 23.18: “Porque deveras haverá bom futuro; não será frustrada a tua esperança.”. 

Em segundo lugar: Deus vai fazer uma obra na sua vida tão grande, que as pessoas não vão acreditar 

Habacuque 1.5: “Vede entre as nações, olhai, maravilhai-vos e desvanecei, porque realizo, em vossos dias, obra tal, que vós não crereis, quando vos for contada.”. 

Em terceiro lugar: Deus vai te amparar e te fortalecer! 

Provérbios 18.10: “Torre forte é o nome do SENHOR, à qual o justo se acolhe e está seguro.”. 

Zacarias 9.12: “Voltai à fortaleza, ó presos de esperança; também, hoje, vos anuncio que tudo vos restituirei em dobro.”. 

Abra-se para este tempo de Deus!